Pesquisar este blog

Tradutor

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Sobre o julgamento...


Cada um julga com os elementos que possui. Quanto mais somos ignorantes, menos elementos possuímos, e quanto menos elementos possuímos, mais rápidas e absolutas são nossas conclusões.
Ao contrário, quem possui mais conhecimento e, com isso, mais elementos para julgar, não chega a conclusões simplistas, rápidas e absolutas.
Logo, quem mais se aproxima da verdade é quem julga lentamente, sem absolutismo, mas com profundidade.
Então, quem julga, lançando seu julgamento sobre os outros, em última análise julga a si mesmo, e com seu julgamento, se revela. Pelo fato: de ele não poder julgar senão conforme seu tipo de pensamento e natureza, com o seu julgamento são descobertos seu pensamento e sua natureza.
A melhor maneira de se chegar a conhecer uma pessoa é a de observar os seus julgamentos a respeito dos outros.
Quando alguém cai na ilusão de supor que, julgando os outros, está assim pondo-os a descoberto e colocando-se acima deles, na realidade, apenas se está submetendo a julgamento, descobrindo-se e mostrando a todos seus próprios defeitos.

Pietro Ubaldi
Fonte: Cromocaio
imagem Tomás Martins


4 comentários :

  1. Perfeito amiga passarinha :)

    Bençãos, carinho e muitos elementos positivos e agregadores em sua vida \o/

    ResponderExcluir
  2. É isso mesmo!!

    Bom final de semana.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Vejo como ficam ridículas essas pessoas que se vangloriam em julgar o outro... Policio-me e muito para não cair no mesmo!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  4. Sábias palavras! concordo! Ah se todo mundo julgasse de forma correta ou não julgasse!...eu sempre falo aos meus amigos: julgar menos...amar mais!

    Gostei muito *-*
    estrelafloresmelancia.blogspot.com

    ResponderExcluir

Fico feliz com a sua companhia!
E fico mais feliz ainda quando você deixa um comentário!
Obrigada viu! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...