Pesquisar este blog

Tradutor

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Apego e desapego...


Os apegos são os anexos. Quanto mais anexos em um e-mail, mais peso.
Os anexos surgem com a palavra meu. Tornar-se desapegado é considerar que nada disso me pertence. Acabar com a consciência de meu é acabar com todas as escravidões
Considere-se apenas um tutor de tudo que lhe é dado em confiança. 
Para ficar livre de situações indesejáveis e pensamentos negativos preciso desenvolver desapego. Desapego não é indiferença, apatia ou falta de energia. Desapego é um estado que vem da força e da paz interior. Posso ser amoroso, feliz, cooperativo e ainda ter desapego. O verdadeiro desapego interior é a habilidade de pensar com clareza e estar imune ao que as pessoas pensam e falam sobre mim. Desapego me capacita a ter mais controle sobre o humor e o estado da minha mente. Também me ajuda a ser mais eficiente no trabalho e diante das situações difíceis ou emergenciais. Para ser desapegado preciso conhecer meus pensamentos e seus resultados. Desapego co-existe com autocontrole, autodisciplina, e uma mente focada. Desapego traz tal tranqüilidade que circunstâncias externas não conseguem mais me perturbar. 
Nem tudo acontece conforme o planejado. Planos às vezes não funcionam. Pessoas não agem como o esperado. Tudo isso pode afetar meu espírito e enfraquecer minha motivação e fé. Mas um estado emocional e mental desapegado me previne disso. A pessoa que tem desapego não fica afetada diante dos obstáculos. Ela continuará tentando a superação sempre. Amar sem possuir, envolver-se sem depender. O desapego abandona os rótulos* e respeita a sinfonia das personalidades ao redor. Elas revelam as riquezas da vida, desimpedidas dos nossos próprios desejos. Desapego é como o sol que ilumina mas não domina as qualidades de cada um. À distância ele tenta libertar os conflitos da diversidade, mas permanece livre do efeito do resultado. 

Brahma Kumaris
Imagem daqui

Abandonar os rótulos* , acredito que é deixar de lado aquela ideia de MEU: meu pai, minha mãe,meu filho, meu marido, minha esposa, meu cão...meu...
Nada é nosso! Nada nos pertence!
E ter essa consciência nos ajuda a encarar a vida de outra forma...
Não estou dizendo que é fácil, mas é possível.

Beijos desapegados...

7 comentários :

  1. .



    Eu não sei se você sabia
    que a cada Natal eu saio
    de porta em porta na espe-
    rança de poder abraçar e
    até beijar os amigos com os
    meus melhores votos de
    boas festas
    e um ano no-
    vo
    repleto de felicidades.
    Faço isso porque os sinos
    do Natal há muito vêm do-
    brando dentro do meu pei-
    to me levando à necessida-
    de da comunhão entre os
    iguais.

    Feliz Natal

    silvioafonso







    .

    ResponderExcluir
  2. Mas, não é fácil! Como também não é impossível, se colocarmos boa vontade e persistência! Acredito que o apego seja o maior inimigo da paz!!

    Beijinhos!!♥

    ResponderExcluir
  3. Querida. Que texto bem escolhido para esse momento de Natal, tão reflexivo! Desapego também faz parte da reforma íntima, de deixar ir embora o velho para que entre o Novo. Amei tua postagem. Beijos natalinos,
    Marildinha

    ResponderExcluir
  4. Olá amiga vim conhecer seu blog e já estou te seguindo.Venha conhecer meu blog e seje minha seguidora também.Bjus!

    ResponderExcluir
  5. Temos o ano inteiro para expressar este desejo.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. Desapego é como o sol que ilumina mas não domina...e permanece livre...
    Que lindo!





    ResponderExcluir

Fico feliz com a sua companhia!
E fico mais feliz ainda quando você deixa um comentário!
Obrigada viu! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...