Pesquisar este blog

Tradutor

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Desculpe, mas eu sou sincero!

Sinceridade, dizer o que pensa, onde não há engano, hipocrisia ou fingimento. Colocar para fora aquilo que está guardado dentro de nós. Grande qualidade é a sinceridade, a franqueza do ser humano. Como dizia Oscar Wilde: "Pouca sinceridade é uma coisa perigosa, e muita sinceridade é absolutamente fatal". Cito essa frase para levantarmos uma questão importante:
Qual o limite separa a sinceridade x grosseria?

Grosseria seria expressar-se com descortesia, com indelicadeza. O sujeito grosseiro é sincero? Dizer o que pensa a qualquer custo, sem pensar nas consequências, poderia ser considerado sinceridade?

Na maioria das vezes sim, o sujeito grosseiro é sincero, porém sinceridade e grosseria não deveriam caminhar juntas, pois nem todo sincero é grosseiro. Vejo muitas pessoas sendo extremamente grosseiras sempre me dizendo "desculpe, mas eu sou sincero!"; então eu fico imaginando, e se cada um falar o que bem entender, desde que esteja sendo "sincero"?

Se estivessemos falando de equações matemáticas, eu diria que "sinceridade - grosseria = assertividade".  

Assertividade é a habilidade social de fazer afirmação dos próprios direitos e expressar pensamentos, sentimentos e crenças de maneira direta, clara, honesta e apropriada ao contexto, de modo a NÃO VIOLAR O DIREITO DAS OUTRAS PESSOAS.

Devemos saber que nosso direito termina, quando começa o direito do outro. Por mais que sejamos honestos, francos, sinceros, não podemos sair por aí agindo da forma como bem entendermos, achando que estamos amparados e protegidos por opiniões sinceras. Todos tem a sua verdade; eu tenho a minha, você que me lê, tem a sua. As divergências são naturais, cada um pensa de uma forma, e que bom que é assim. Imagina um mundo onde todos fossem exatamente iguais? Devemos então RESPEITAR o próximo, sermos honestos, sinceros, mas com o cuidado de não ferir o outro.

Minha resposta é : "Desculpe, mas isso é grosseria. Tenha mais educação e respeito, obrigado!"


Victor Neves


10 comentários :

  1. Já peguei o end ;]

    Bom e lindo dia pra vc!

    ResponderExcluir
  2. Oi Sheilinha...muito pertinente este tema.
    A linha que separa a sinceridade da grosseria é extremamente tênue. Realmente sairmos falando tudo em nome de uma "sinceridade"um tanto quanto duvidosa é complicado, há de se ter bom senso, equilíbrio, termos muito cuidado em respeitar o direito do outro ser diferente sob todos os aspectos, assim como não ferirmos ninguém.
    Há de usar critério bem delimitado, pois realmente há maneiras e maneiras de se dizer algo a alguém. Tenhamos tato, jeito, até carinho ao expressarmos o que temos como nossa verdade junto aos demais.
    Beijinhos, que suas férias estejam sendo ótimas,
    Valéria

    ResponderExcluir
  3. BOM DIA MINHA AMIGA SCHEILA GOSTEI DESTE TEXTO SÉRIO E DIRETO,CREIO QUE ASSIM DEVEM SER AS AMIZADES E RELACIONAMENTOS,PARA QUE POSSA HAVER RESPEITO E CONFIANÇA MAS INFELISMENTE HOJE EM DIA É O QUE POUCO SE VE,PARABENS POR SEU BELO POST UM ABRAÇO COM CARINHO MARLENE

    ResponderExcluir
  4. Sheila querida,
    Nem uma palavrinha mais a acrescentar!
    Beijos e uma linda semana para você.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sheila! Também vejo muita gente usando grosseria como desculpa para sinceridade.
    Acho que às pessoas esquecem como é importante respeitar a opinião alheia.
    Bjoks e ótima semana!

    ResponderExcluir
  6. Belo texto realmente,amiga.Sinceridade deve ser uma norma em nossas vidas,mas sem beirar a grosseria...delicadeza,ternura,meiguice não excluem a sinceridade,mas esta deve ser medida e comedida...
    Bjssssss,
    Leninha

    ResponderExcluir
  7. Olá Sheila... concordo com o que vc disse no post...que todos tem suas verdades! Por isso temo falar mais e ouvir menos! Temos tanto que mudar e aprender!
    Bjs, uma ótima semana com bons pensamentos!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  8. Olá querida Sheila, adorei este texto...conheço algumas pessoas assim, que falam o que pensam dizendo-se sinceras, mas de maneira rude, muitas vezes causando mágoas e mal estar em quem ouve...Devemos expor, sim, o que pensamos e sentimos, mas de maneira sutil, nos colocando no lugar de quem nos ouve e analisando o que sentiríamos se alguém nos falasse da mesma maneira...As palavras depois de pronunciadas, não voltam mais, e às vezes deixamos marcas negativas nas pessoas, e essas marcas podem durar uma vida inteira...
    Beijos no coração!♥
    Mari

    ResponderExcluir
  9. Vivo dizendo que existem mil formas de dizer a mesma coisa... Para ser sincero não há necessidade de sermos grosseiros. pode-se dizer o que pensa de forma coerente e gentil.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. que lindo texto.
    mas como diz minha mãe quem diz o que quer ouve o que não quer !!!
    baci

    ResponderExcluir

Fico feliz com a sua companhia!
E fico mais feliz ainda quando você deixa um comentário!
Obrigada viu! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...