Pesquisar este blog

Tradutor

sábado, 19 de outubro de 2019

Se observe...



"Se você se observar, verá que as causas externas permanecem as mesmas, mas algumas vezes elas produzem emoções negativas, outras vezes não. Por que? Porque as causas reais estão em você, existem apenas aparentes causas fora. Se você estiver em um bom estado, se você se lembra de si mesmo, se você não está se identificando, então nada que aconteça fora (relativamente falando, pois não estou me referindo a catástrofes) pode produzir uma emoção negativa em você. Se você está num estado ruim, identificado, imerso em imaginação, então tudo que possa ser apenas um pouco desagradável produzirá uma emoção violenta. É uma questão de observação." 

P.D. Ouspensky
Imagem:Google 

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

O padrão vibratório de uma casa...



O padrão vibratório de uma casa tem relação direta com a energia e o estado de espírito de seus moradoras. O conjunto de pensamentos, sentimentos, estado de espírito, condições físicas, anseios e intenções dos moradores fica impregnado no ambiente, criando o que se chama de egrégora. O que poucos sabem é que as paredes, objetos e a atmosfera da casa têm memória e registram as energias de todos os acontecimentos e do estado de espírito de seus moradores. Por isso, quando pensar na saúde energética de sua casa, tome a iniciativa básica e vital de impregnar sua atmosfera apenas com bons pensamentos e muita fé.
Evite brigas e discussões desnecessárias. Observe seu tom de voz: nada de gritos e formas agressivas de expressão. Não bata portas e tente assumir gestos harmoniosos, cuidando de seus objetos e entes queridos com carinho.Não pense mal dos outros. Pragas, nem pensar! Selecione muito bem as pessoas que vão frequentar sua casa. Se você nutre uma mágoa profunda ou mesmo um ódio forte por alguém, procure ajuda para limpar essas energias densas de seu coração. Alegria, amor, paz, prosperidade, saúde, amizades, beleza já estão bons para começar, não é mesmo?


Chico Xavier

domingo, 6 de outubro de 2019

A arte de abençoar...





 Bênção significa desejar e querer incondicionalmente - totalmente e sem reservas - o bem ilimitado, para os outros e para os eventos da vida, fazendo emergir das fontes mais profundas e íntimas de nosso Ser.

 Quando você acordar, abençoe sua jornada, porque ela já está transbordando com uma abundância de bens que suas bênçãos aparecerão.  Porque bênção significa reconhecer o bem infinito que é parte integrante da própria trama do universo.  Que bom, tudo o que ele espera é um sinal de você para poder se manifestar.

 Quando você conhece pessoas na rua, o carro, no seu local de trabalho, abençoa a todos.  A paz da sua bênção será a companhia do seu caminho, e a aura do seu perfume discreto será uma luz no seu itinerário.  Abençoe aqueles que encontrar, despeje sua bênção sobre a saúde deles, o trabalho deles, a alegria deles, o relacionamento com Deus, consigo mesmos e com os outros.  Abençoe a todos de todas as formas imagináveis, porque essas bênçãos não apenas espalham as sementes da cura, mas um dia elas brotam como tantas flores de alegria nos espaços áridos da sua própria vida.

 Abençoe sua cidade, seus governantes e todos como educadores, enfermeiros, varredores, padres e prostitutas.  Quando alguém lhe mostrar menos agressividade, raiva ou falta de bondade, responda com uma bênção silenciosa.  Abençoe totalmente, sinceramente, com alegria, porque essas bênçãos são um escudo que os protege da ignorância de seus males, e a flecha que o atingiu mudou de rumo.

 Bênção significa desejar e desejar incondicionalmente, totalmente e sem reservas, o bem ilimitado - para os outros e para os eventos da vida - fazendo emergir das fontes mais profundas e íntimas do seu ser.  Isso significa venerar e considerar com total admiração o que é sempre um presente do Criador, quaisquer que sejam as aparências.  Quem é afetado por sua bênção é um ser privilegiado, consagrado e íntegro.  Bênção significa invocar proteção divina sobre alguém ou alguma coisa, pensando nisso com profundo reconhecimento.  Significa também chamar a felicidade para procurá-lo.

 Bênção significa reconhecer uma beleza onipresente, escondida dos olhos materiais.  É para ativar a lei universal da atração que, do fundo do universo, trará à sua vida exatamente o que você precisa no momento presente para crescer, avançar e encher sua vida de alegria.

 É impossível abençoar e julgar ao mesmo tempo.  Mantenha em si mesmo esse desejo de abençoar como uma ressonância interna incessante e como uma oração silenciosa e perpétua, porque assim você será uma daquelas pessoas que são artesãs da paz e um dia descobrirá em todos os lugares a face de Deus.

 E, acima de tudo, não esqueça de abençoar essa pessoa maravilhosa, absolutamente linda em sua verdadeira natureza e tão digna de amor, que você é você mesmo.

Extraído do livro "A Arte da Bênção" Pierre Pradervand.



quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Enfim férias...




Ola amigos! 

Estarei viajando de férias por alguns dias! 
Farei postagens aqui e na página dentro do possível! 

E para acalmar o coração, nada melhor que uma oração para quem está indo viajar: 

Senhor!  
Envia o teu anjo na minha frente, preparando o caminho desta viagem.
Proteja-me durante todo o percurso, livrando-me de acidentes ou qualquer outro perigo que ronde o meu trajeto.
Guia-me, Senhor, com Tua mão.
Que esta viagem seja tranquila e agradável, sem contratempos ou contrariedades.
Que eu retorne satisfeito e em plena segurança.
Graças te dou, pois sei que durante todo o tempo estarás comigo.
 
E que assim seja! 
Amém! 

Fiquem com Deus amigos e até breve! ❤️

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Sobre a Harmonia em família...



Muito frequentemente o homem olha para a família da mulher e diz: "Minha família é melhor que a sua" e a mulher diz: "Minha família é melhor que a sua". 

Ambos dizem isso com a consciência tranquila, pois estão unidos às respectivas famílias através da consciência. 

O que acontece quando ambos dizem isso? O amor padece.

Mais tarde, eles têm filhos. 

Trata-se então como os filhos serão educados. 

Talvez então o homem diga: "Os filhos têm que ser educados de acordo com os costumes da minha família." 

E a mulher diz: "Eles devem ser educados como na minha." 

Como ficam os filhos? Ficam mal.

O que deveria acontecer aqui? 

O homem deve reconhecer que a família da mulher, apesar de diferente, tem o mesmo valor da sua. 

E a mulher tem que reconhecer que a família do marido, embora seja diferente da sua, também te o mesmo valor. 

Se ambos procedem de culturas ou de religiões diferentes, devem reconhecer que a cultura ou a religião do outro, embora diversa, tem o mesmo valor da sua.

Mas eles não conseguem isso sem ficarem com a consciência pesada. 

Se forem ouvir a voz da sua consciência então têm medo: se reconhecerem isso, perdem a pertinência da família. 

O progresso e a paz na família só acontecerão se ambos deixarem sua boa consciência para trás, se ambos estiverem prontos a se sentirem culpados. 

Quem não conseguir se sentir culpado, nesse sentido, permanecerá para sempre uma criança. 

Bert Hellinger
Imagem: Google 

domingo, 29 de setembro de 2019

Eu escolho fazer deste momento...

 


Eu escolho fazer deste momento, o meu encontro com a paz.
Começo o dia construindo o bem em mim. 
Escolho ter um dia diferente, onde Deus está presente em tudo que eu fizer.
Deus em mim é certeza do bem, é a escolha  , é o caminho cheio de luz, é o aconchego,  a proteção.
Ponho Deus na frente para que hoje as portas se abram, as soluções cheguem, os entendimentos aconteçam.
De olhos fechados, voltado para dentro, minha mente aquieta e me abro para ouvir a voz de Deus dentro do meu peito, na intuição que traz as respostas que preciso.
Eu busco hoje me abrir para a fé. Deus pode operar milagres na minha vida através das atitudes que eu decidir tomar.
Resolvo, então, colaborar, para receber a  ajuda divina.
Escolho ficar do meu lado, me apoiando, respeitando meus limites, sem cobranças, largando as exigências que costumo fazer a mim mesmo e me permito confiar tão somente na força dos meus talentos, no meu bom senso, na sabedoria vinda de tantas vivências.
Hoje é o dia que elegi para dar o melhor de mim, sem ter nada a provar a ninguém, só pelo prazer de fazer, de ser, de me sentir muito  pleno. E isso não tem nada a ver com ninguém, é uma coisa só entre mim e Deus.

Meire Espírito Santo
Imagem: Google 

domingo, 22 de setembro de 2019

Sempre há o que melhorar...



Cada um vem ao mundo com uma certa configuração psíquica que faz com que tenha mais certas opiniões, certos gostos, certos comportamentos, do que outros. É natural. Mas cada um vem também ao mundo com faculdades de raciocínio, de reflexão, que permitem fazer uma triagem nas suas opiniões e nos seus gostos. Então, em vez de se deixar levar pelos seus impulsos, pelo menos pode dizer para si próprio: Bom, é assim que eu vejo e sinto as coisas, mas talvez haja pessoas mais bem informadas do que eu, porque estudaram durante muito mais tempo. Por enquanto, é preferível eu não me pronunciar, vou também estudar...É frequente ouvir pessoas dizerem: Eu penso que...Eu acho que..., com toda a convicção de que estão absolutamente certas! Mas, mesmo que, de um dado ponto de vista, as suas opiniões se justifiquem, elas têm sempre progressos a fazer. O juízo que cada um faz e o seu comportamento podem sempre ser melhorados."

 (Omraam Mikhaël Aïvanhov)

domingo, 8 de setembro de 2019

Maturidade



Bacana perceber que a gente é capaz de aprender com as próprias falhas. Rir, muito depois, de bobagens que fez. Desdizer as certezas que tinha sem fazer cerimônia. Ter um olhar generoso para as dificuldades que tem com o respeito com que olha para as dificuldades alheias. 

Bacana perceber como tudo passa, de fato. Como os cabelos embranquecem, de verdade. Como com o passar do tempo a gente julga menos e abraça mais. Como certos desesperos trocam de lugar com a mansidão. Como a razão faz as pazes com a emoção. Como fica claro o que realmente importa.

Bacana perceber que a gente já não faz questão de muita coisa. Que deixa por menos. Que o valor e prioridade das coisas se alteram. Que não se magoa mais facilmente. Que quer é saúde e coração tranquilo. Que ama ainda com maior beleza. Que depois de tanta andança valoriza ainda mais o começo de tudo. 

Bacana perceber que a gente agora agradece mais do que pede. Que saiu (quase) ileso às armadilhas do caminho. Que superou tristezas que nunca nem conseguiu expressar. Que floriu de novo depois de tanto inverno. Que acha os pais ainda mais legais depois de tanto chão percorrido. 

Bacana amadurecer.

Ana Jácomo 

sábado, 7 de setembro de 2019

Qual o seu tamanho?



Ontem o terapeuta me perguntou qual era o meu tamanho. Pergunta que parece boba, mas reverbera profundamente. De extrema importância. Saber o nosso tamanho faz a gente entender quais lugares estão apertados, quais situações estão pedindo que a gente se diminua pra caber. Há uma diferença imensa entre caber e pertencer. Pertencer é ser aceito como a gente é. Sem fingimentos pra parecer legal, sem engolir sapos pra evitar conflito. Caber é outra coisa. Pra caber a gente se mutila um tanto. Corta um pedaço ali, aperta outro aqui. Caber dói. Pertencer liberta.
Eu não sei quantas vezes você já parou pra pensar no seu tamanho para além do número do seu jeans. Um tamanho que transcende o guarda-roupa. Um tamanho de alma. Um tamanho que te diz onde você cabe e onde você pertence.
Um tamanho que te faz entender e defender os seus limites.
Como tenho mania de dividir aqui o que me afeta, cá estou pra te lembrar que pertencimento é uma necessidade humana. E que, as vezes, na busca por conseguir esse pertencer, aceitamos o seu antônimo, que as vezes é tão parecido que confunde: caber.
Você merece pertencer.
Defenda o seu lugar sagrado.
E se você não sabe que lugar é esse, silencie as vozes externas, amplifique a voz que vem de dentro.
Não há como defender o seu tamanho sem ter consciência de quais são as dimensões dele.
A propósito(e de propósito), qual o seu tamanho?

Texto: Elisama Santos

terça-feira, 3 de setembro de 2019

Sobre seus Julgamentos...



“Seus julgamentos não têm nada a ver com o outro. Seus julgamentos refletem a maneira como você pensa. Quando a mente está ligada incessantemente, ela continua fazendo julgamentos sobre todos e tudo no mundo. Mesmo que sua mente faça julgamentos sobre outras pessoas, não dê importância a isso. Quando você começa a fazer julgamentos, invariavelmente, existem apenas dois julgamentos básicos - isso é bom, isso é ruim. Tudo o que você considera bom, naturalmente você é atraído e se apega a ele. Tudo o que você considera ruim, você é repelido por isso e emoções negativas vão fluir. Portanto, não há necessidade de julgar os outros. Você apenas tem que julgar situações. Você não precisa julgar as pessoas. Toda insatisfação, toda amargura, toda negatividade surgem de nossas próprias limitações, não por causa da situação. Perceber isso é maturidade. Todos podem fazer julgamentos, mas aqueles que desenvolveram o desejo de crescer devem parar de julgar os outros. Caso contrário, para cada pequeno passo que você dá para frente, você dá 100 passos para trás. Você pode não perceber imediatamente, mas vai experimentar após alguns dias ou meses. Portanto, seja um pêssego ou uma maçã, uma pessoa ou uma árvore ou qualquer experiência, apenas a experiencie por aquilo que é. Vai entrar muito profundo em você. É aí então que você conhece a vida." 

Sadhguru

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Tomar consciência das suas reações...


"Os humanos raramente estão conscientes dos seus hábitos mentais. Um, quando tem de iniciar um trabalho, fica imediatamente crispado, tenso; outro, perante cada situação nova, a sua primeira reação é opor-se, ser crítico; outro sente-se demasiado fraco, outro desanima muito depressa... Mas, como eles nem sequer têm consciência destas reações, não conseguem corrigi-las, e em quaisquer situações encontram sempre um pretexto para adotarem uma atitude negativa. A primeira coisa que cada um deve fazer é, pois, estudar-se para se conhecer melhor. A partir do momento em que verá claro em si próprio, já terá os meios para remediar a situação: receberá imediatamente um impulso e será capaz de mobilizar as possibilidades que o Criador pôs no seu subconsciente, na sua consciência e na sua supraconsciência. Assim, todos os dias progredirá, graças a este hábito que adquiriu de se estudar e de estar lúcido relativamente a si mesmo." 

Omraam Mikhaël Aïvanhov


quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Bando de Cafonas!


A Amazônia em chamas, a censura voltando, a economia estagnada, e a pessoa quer falar de quê? Dos cafonas. Do império da cafonice que nos domina. Não exatamente nas roupas que vestimos ou nas músicas que escutamos — a pessoa quer falar do mau gosto existencial. Do que há de cafona na vulgaridade das palavras, na deselegância pública, na ignorância por opção, na mentira como tática, no atraso das ideias.

O cafona fala alto e se orgulha de ser grosseiro e sem compostura. Acha que pode tudo e esfrega sua tosquice na cara dos outros. Não há ética que caiba a ele. Enganar é ok. Agredir é ok. Gentileza, educação, delicadeza, para um convicto e ruidoso cafona, é tudo coisa de maricas.

O cafona manda cimentar o quintal e ladrilhar o jardim. Quer todo mundo igual, cantando o hino. Gosta de frases de efeito e piadas de bicha. Chuta o cachorro, chicoteia o cavalo e mata passarinho. Despreza a ciência, porque ninguém pode ser mais sabido que ele. É rude na língua e flatulento por todos os seus orifícios. Recorre à religião para ser hipócrita e à brutalidade para ser respeitado.

A cafonice detesta a arte, pois não quer ter que entender nada. Odeia o diferente, pois não tem um pingo de originalidade em suas veias. Segura de si, acha que a psicologia não tem necessidade e que desculpa não se pede. Fala o que pensa, principalmente quando não pensa. Fura filas, canta pneus e passa sermões. A cafonice não tem vergonha na cara.

Fernanda Young que faleceu tão precocemente.
Essa é sua última coluna no jornal O Globo.

domingo, 18 de agosto de 2019

Sobre estar lúcido...


"Os humanos raramente estão conscientes dos seus hábitos mentais. Um, quando tem de iniciar um trabalho, fica imediatamente crispado, tenso; outro, perante cada situação nova, a sua primeira reação é opor-se, ser crítico; outro sente-se demasiado fraco, outro desanima muito depressa... Mas, como eles nem sequer têm consciência destas reações, não conseguem corrigi-las, e em quaisquer situações encontram sempre um pretexto para adotarem uma atitude negativa. A primeira coisa que cada um deve fazer é, pois, estudar-se para se conhecer melhor. A partir do momento em que verá claro em si próprio, já terá os meios para remediar a situação: receberá imediatamente um impulso e será capaz de mobilizar as possibilidades que o Criador pôs no seu subconsciente, na sua consciência e na sua supraconsciência. Assim, todos os dias progredirá, graças a este hábito que adquiriu de se estudar e de estar lúcido relativamente a si mesmo." 

Omraam Mikhaël Aïvanhov

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

A língua é bússola de nossa alma...



"Não obstante pequena e leve, a língua é indubitavelmente, um dos fatores determinantes no destino das criaturas.
Ponderada, favorece o juízo.
Alegre, descortina a imprudência.
Triste, semeia o desânimo.
Generosa, abre caminho à elevação.
Maledicente, cava despenhadeiros.
Gentil, provoca o reconhecimento.
Atrevida, traz perturbação.
Serena, produz a calma.
Fervorosa, impõe confiança.
Descrente, invoca a frieza.
Bondosa, ajuda sempre.
Cruel, fere implacavelmente.
Sábia, ensina.
Ignorante, complica.
Nobre, tece o respeito.
Sarcástica, improvisa o desprezo.
Educada, auxilia a todos.
Inconsciente, gera amargura e destruição.
A língua é bússola de nossa alma, enquanto nos demoramos na Terra..."

André Luíz
imagem:google

quarta-feira, 31 de julho de 2019

Bilhetes Divinos...



Deus nos manda bilhetes de amor no presente que nos toca. No abraço gostoso que amacia o dia. No olhar bom que encontra o nosso na rua. No texto bacana que nos chega de repente.

Deus nos manda bilhetes de amor nos olhos que nos ouvem em silêncio. Na intuição que nos alcança. No sorriso que faz o nosso acontecer. Na palavra do amigo que nos faz pensar. Na mão que segura a mão da gente.

Deus nos manda bilhetes de amor nas gentilezas recebidas. Na música que nos traduz. No livro que nos desperta. No sim tão aguardado. Naquilo que nos protege. Nos detalhes da Natureza.

Deus nos manda bilhetes de amor todo dia. Alguns mensageiros são visíveis; outros, não.

Ana Jácomo
imagemdaqui



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...