Pesquise no blog:

Carregando...

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Onde mora a Luz...


"Vezenquando uma nuvem de pessimismo empoeira meus olhos, faz com que eu enxergue doído o que antes era sol. E me aborrece, me entristece, me tira do sério. Mas eu não demoro o meu olhar e logo ali na frente um Zé, um Davi, uma Maria ou um João-ninguém me faz querer ganhar asas e me transporta pro mundo que eu moro todos os dias, o mundo da ressurreição. Demoro o meu olhar sobre as aves que passam, sobre o céu azul que nos convida a ter asas, num pobre velhinho que varre a rua e que canta. Demoro o meu olhar onde mora a luz, onde é a casa da poesia, onde eu me sinta abraçada por um monte de gente que eu gosto. Demoro o meu olhar nas pequenas coisas, nas singelezas e gentilezas de todo dia. Nas canções que me embalam, nas palavras que enaltecem, nos sonhos que acolhem, que embalam e rejuvenescem. De manhã, quando acordo, costumo lavar os olhos com o verde da esperança. É ela que faz a diferença na minha vida. E é ela, só ela, que ganha espaço nos meus dias." 

Cris Carvalho

Quando eu li isso... fiquei muito emocionada...
Pois assim que sou...
Sempre tento voltar o meu olhar pro sol...onde mora a luz...
para que ele fique aquecido...e e não se perca nas friezas do mundo.
Por mais difícil que seja...
Sempre é possível...sempre...

Beijos agradecidos 


Resistindo ao controle


"Você é um novo escritor que acabou de completar o que acredita ser um grande texto. Você o mostra para um amigo que vem a ser editor. Você está esperando altos elogios. Mas, seu amigo o critica. Você toma a forte crítica pessoalmente e começa a perder a confiança. Resista! Sua reação significa que você acredita ser você a verdadeira fonte deste material, e não a Luz. Verdadeiros artistas sabem que são apenas canais. Além disso, a própria crítica vem da Luz. Por isso, desista do controle. Confie no processo e abra mão do seu apego pessoal à obra."

Do Livro: O Poder da Kabbalah
Pequenos exemplos práticos para resistir ao ego e tornar-se proativo.

Meditar Não é Fugir...


Meditar não é evitar problemas ou fugir das dificuldades. 
Nossa prática não consiste em fugir. 
Nossa prática consiste em adquirir bastante força para enfrentar, efetivamente, os problemas. 
Para isso, precisamos estar calmos, sólidos e viçosos. 
É por isso que precisamos praticar a arte do ponto final. 
Quando aprendemos a parar, ficamos mais calmos, e a nossa mente , mais lúcida, como as águas que ficam mais claras após terem se assentado as partículas de lama. 
Sentando tranquilamente, apenas inspirando e expirando, desenvolvemos força, concentração e lucidez. 
Portanto sentem-se como uma montanha. 
Nenhum vento pode derrubar uma montanha.

Thich Nhat Hanh
imagemdaqui


terça-feira, 28 de outubro de 2014

Resistindo a impulsos maléficos


"As coisas não estão indo bem. Você está se sentindo para baixo e um pouco inseguro a respeito de si mesmo. De repente, um amigo telefona. Depois de uma rápida conversa fútil, o amigo começa a falar mal de um outro amigo próximo. Você é sugado pela conversa. Derrubar outra pessoa faz com que você se sinta melhor a respeito de si mesmo. Ouvir a respeito dos problemas de outra pessoa faz você se sentir melhor acerca de sua própria situação. Resista ao desejo de fofocar e de falar mal dos outros! Cabalisticamente, o pecado do assassinato não se limita à morte física; inclui o assassinato do caráter. Terminar a conversa é, portanto, equivalente a salvar a vida de uma pessoa. Isto revelará uma Luz fantástica, que irá verdadeiramente ajudar em seu problema."

Do Livro: O Poder da Kabbalah
Pequenos exemplos práticos para resistir ao ego e tornar-se proativo.


Sobre o Vitimismo



"Sou o patinho feio, ninguém cuida de mim". Esse patinho, porém, quase nunca é feio nem se encontra em estado de total abandono. Ele é só mais um doente de vitimismo - patologia psicológica caracterizada pela presença de um sentimento, ele sim, muito feio: a autopiedade.

O complexo de vítima - a mania de assumir, na vida, a postura de mártir sofredor - é uma das mais insidiosas e destrutivas patologias psicológicas. Os que caíram nas garras da autopiedade vão por aí, puxando a carroça dos seus sofrimentos quase sempre imaginários - mas não por isso menos reais - e provocando nos outros enfado e repulsa. Isso é muito triste, quando se sabe que tudo o que eles querem é exatamente o contrário: ganhar carinho e atenção.

O vitimismo é um poço de sentimentos negativos. Dele surge a tendência para culpar os outros (o pai, a mãe, os irmãos, a sociedade, a vida, o mundo, os maus fados, o destino) e fazer deles os responsáveis pelas nossas próprias mazelas. Dele surgem as couraças de autodefesa que não nos permitem relaxar e viver de modo saudável nossa relação com os outros e conosco mesmos. Dele vem a impressão sempre absurda e impossível de que não precisamos mudar. Os outros é que estão errados. Ele é a pior das cegueiras, pois destrói na pessoa a autocrítica, o discernimento e a capacidade de avaliação racional das situações.

Demônio de muitas faces, o vitimismo é mestre em matéria de distorção da realidade. Parente próximo da tristeza, quando ele possui uma pessoa, coloca diante de seus olhos um filtro cinza e opaco que a impede de apreciar - e se deleitar - com as cores do mundo.

Trecho de um artigo da Equipe Planeta - STUM


"O vitimismo nos deixa sem energia, a gente fica vulnerável, o campo energético a nossa volta fica desequilibrado." Zíbia Gasparetto



Uma das coisas que mais nos afasta da luz...é o Vitimismo!
E quem de nós nunca se sentiu vítima em algum momento... hã?
Mas passando o primeiro "impacto" que a situação causou é hora de levantar e não entrar nessa frequência que suga nossa força e nos empurra para um poço negro e frio.
Mas porque insistimos nisso? 
Além da tentativa de ganhar carinho e atenção...ser vítima nos isenta das "responsabilidades" de fazer parte de tal situação.
E quando eu falo em responsabilidades, não tem nada a ver com "culpa."
Não foi minha culpa ser vítima de um assalto a mão armada...mas eu tenho as minhas responsabilidades nesse processo. 
De alguma forma, nessa ou em outras existências,  consciente ou inconscientemente... emiti vibrações que encontraram ressonância nos envolvidos e retornaram na forma de um assalto.
E quando assumimos nossas responsabilidades...a energia volta com toda a força!
Somos preenchidos por uma luz maior...
É quando abrimos a porta novamente para Deus entrar...e deitamos em seu colo, como filho agradecido que somos...

Com o coração cheio de paz...

Sheila Costa
do Blog Passarinhos no Telhado



segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Resistindo ao Ego


"Você está com um grupo de amigos ou colegas do trabalho. Todos estão falando, mostrando o seu conhecimento sobre algum tema em particular. Mas, para você, fica óbvio que seu domínio do assunto é bem superior ao deles. Você sente uma pressão para falar e exibir o seu conhecimento. Resista: É o seu ego! Não fale. Não diga uma palavra. Reconheça a oportunidade espiritual e deixe para lá. A Luz entrará e você pode aprender algo de valioso da conversa."

Do Livro: O Poder da Kabbalah


Pequenos exemplos práticos para resistir ao ego e tornar-se proativo.
Essa é mais uma gaveta que abro neste humilde blog!
Espero que gostem! o/


Não se esqueça: tudo acontece por um motivo...


Não se esqueça: tudo acontece por um motivo. Não se deixe levar pelas ilusões do mundo manifestado: tudo está sempre em seu perfeito lugar, mesmo que sua mente física não seja capaz de compreender.
Acalenta as dores do seu coração, ora pelo bem maior e vigia seus pensamentos e palavras, pois eles se tornarão seus sentimentos e ações e irão, em última análise, determinar o seu destino. Respire fundo e se aquiete.
Inúmeras vezes você vai enfrentar situações que vão te colocar frente a frente com sua frustração, decepção, dor e com o lado sombrio que existe em você. Não se esqueça de que cada uma destas situações é uma ocasião de aprendizado e suas atitudes mostram quem você é e o que existe dentro de você. Portanto, se sua ação não puder demonstrar amor pelo maior número de seres possível, repense-a. Nós não viemos a este plano para matarmos-nos uns aos outros. Não precisamos concordar com o que nosso próximo diz, pensa ou faz. Mas o "ama ao próximo como a ti mesmo" continua valendo, em qualquer situação.
Faça a sua parte. Ajude outras pessoas em seus processos de despertar. Leve paz onde houver guerra e seja luz onde só há a escuridão. Porte bandeiras, solte sua voz e mostre ao mundo a sua verdade, mas lembre-se de que nunca, em tempo nenhum, alguém se arrependeu de respirar fundo antes de reagir a um incômodo.

Flávia Melissa
Imagemdaqui

E é isso!
Boa Semana! :)

domingo, 26 de outubro de 2014

Como um carvalho...


"Todas as vezes que nos deparamos com problemas em nossa vida, observamos o quanto somos frágeis. As alegrias se vão e só fica a verdade de que somos impotentes para lidar com adversidades que surgem no decorrer de nossa existência.

Deus nos deixa lições interessantes em sua criação para nos mostrar o contrário, que o homem foi criado forte e que essa força é sempre adquirida e absorvida dessas situações adversas.

Você conhece uma árvore chamada carvalho?

Pois é, essa árvore é usada pelos botânicos e geólogos como um medidor de catástrofes naturais do ambiente.Quando querem saber o índice de temporais e tempestades ocorridas numa determinada floresta, eles observam logo o carvalho (existindo no local, é claro), que naturalmente é a árvore que mais absorve as conseqüências de temporais.

Quanto mais temporais e tempestades o carvalho enfrenta, mais forte ele fica. Suas raízes naturalmente se aprofundam mais na terra e seu caule se torna mais robusto, sendo impossível uma tempestade arrancá-lo do solo ou derrubá-lo. Mas não pense que os cientistas precisam fazer essas análises todas para saber isso! Basta apenas eles olharem para o carvalho. Por absorver as consequências das tempestades, a robusta árvore assume uma aparência disforme, como se realmente tivesse feito muita força.

Cada tempestade para um carvalho é mais um desafio a ser vencido e não uma ameaça. Numa grande tempestade, muitas árvores são arrancadas, mas o carvalho permanece firme. Assim somos nós. Devemos tirar proveito das situações contrárias à nossa vida e ficar mais fortes. Um pouco marcados. Muitas vezes com aparência abatida, mas fortes. Com raízes bem firmes e profundas na terra."

Texto de Autoria Desconhecida.
Colaboração: Tina Bau Couto do Blog: Meu Blog e Eu

sábado, 25 de outubro de 2014

O que é ser reativo e proativo?



A Kabbalah se utiliza bastante dos termos comportamento proativo e comportamento reativo. Proativo e reativo são duas palavras codificadas para definir a natureza da Luz e a do Receptor. A Luz é proativa, a força que causa o processo de criação; nós, como receptores, temos uma natureza reativa. 

Para que possamos adquirir similaridade de forma com a Luz e nos ligarmos a ela, temos que trabalhar para transformar nossa natureza reativa em proativa.

De uma forma muito simples, podemos explicar que Ser Proativo é personificar e carregar os seguintes atributos: Ser a causa; compartilhar, estar no controle das coisas; ser o criador de novas situações. 

Enquanto podemos afirmar que Ser Reativo é a soma dos seguintes aspectos: Ser o efeito; receber; estar sob o controle das coisas. Como identificar o comportamento reativo em um nível prático e pessoal? O comportamento reativo está fundamentado sobre o Desejo de Receber Para Si mesmo. Ganância , egoísmo , ego . Ele pode ser definido como qualquer tipo de reação a uma situação externa . Esse comportamento pode incluir raiva, ciúme, inveja, excesso de confiança, baixa auto-estima, etc. 

É o comportamento reativo que nos motiva a tomar Prozac quando nos sentimos deprimidos, Lexotan quando sentimos ansiedade, álcool quando perdemos a auto- confiança .Todos esses sintomas são apenas falta de Luz. Se o Prozac faz você se sentir melhor, então o Prozac é a causa e você é justamente o efeito. O alívio e a sensação de bem estar serão temporários e em pouco tempo iremos cair novamente nas emoções negativas. Toda vez que assumimos um comportamento que está sendo motivado pelo nosso ego, não estamos compartilhando. Toda vez que reagimos a quaisquer estímulos, motivados por um fator externo, estamos sendo mero efeito e não a causa

Toda vez que deixamos forças externas influenciarem nossos sentimentos perdemos o controle. Enquanto estivermos vivendo nossas vidas sem nenhum crescimento pessoal ou mudança interna de nossa natureza ,não estaremos criando novos níveis espirituais de existência para nós mesmos. Cada vez que uma reação seja provocada, devemos retomar a restrição original, pisar nos freios de nossas reações . Cada vez que fizermos isso estaremos nos movendo para mais próximos de nossa origem, estaremos promovendo a transformação de caráter com o propósito de adquirir Luz, realização e satisfação duradouras.

Rabino Joseph Saltoun

Em dois dias li o livro "O Poder da Kabbalah" e achei extremamente interessante. 
É um pouco complexo, tenho que reler outras vezes para internalizar melhor...mas é muito bom.
Gostaria de colocar alguns trechos no blog...mas é um pouco complicado, pois quem não leu o livro não entenderia. Por isso, indico mais uma vez a leitura.
É um olhar diferente pra vida...ser proativo ao invés de reativo...
Todos nós somos extremamente reativos...só reagimos aos acontecimentos. Somos apenas um eco das situações.
A kabbalah nos propõe assumirmos o controle, sermos "proativos"...e resistir aos impulso do ego de reação...que só nos afasta da luz.

Quem não viu o post  onde  indico a leitura do livro e como pedir o seu exemplar gratuitamente...clique aqui.


 

Flor do dia



“O desejo agrega valor à ideia de eu. Você compra um carro novo, então ao dirigir esse carro, você se sente preenchido e satisfeito; você se identifica com ele - você se torna o carro. Mas, essa satisfação dura muito pouco; logo você vai querer alguma outra coisa para agregar valor à ideia de eu (talvez uma casa ou um namorado). Assim você segue a vida, desejando, buscando elementos que preencham o seu vazio interno. Isso se torna compulsivo e vai estimulando a comparação, a inveja, o ciúme, e muitos outros sentimentos negativos. Mas, em algum momento esse desejar compulsivo começa a enfraquecer, porque você percebe que nada que está fora de você trará a satisfação que procura.”

Sri Prem Baba
imagemdaqui

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

O salto...


É preciso audácia para dar um salto no desconhecido sem nenhuma garantia... assim como a borboleta que sai do casulo sem nem saber que pode voar... Mas, assim como ela, nos surpreendemos com a beleza das asas que ganhamos sempre que nos lançamos no vazio... sem desejos e sem apegos... levando como suporte a Fé e a entrega total dos nossos caminhos ao Criador.

Rúbia Dantés

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Roubaram minha ideia!


Cara Louise
Sou um artista de sucesso. Entretanto, parece que de vez em quando alguém vem e rouba meus projetos ou copia meu trabalho. Esse problema está me tornando resistente a mostrar minha produção. Ainda sou muito criativo, e ainda exponho todos os meus trabalhos, mas um pensamento sempre me atravessa a mente: e se alguém roubar esse projeto ou ideia? 

Caro amigo, sinto que sua preocupação provém da usura e da escassez, e não da abundância. Temer que alguém roube seu trabalho e, portanto, o prive de reconhecimento ou recompensa é o que chamo de “pensamento pobre”. Sempre queremos saber que existe o suficiente para todos. Se seu trabalho é bom, algumas pessoas sempre vão copiar o que você faz. Pense nisso como um elogio. A arte pertence ao Universo, não a um indivíduo. Partilhe seu trabalho livremente, e o Universo proverá para que você seja recompensado em abundância.
Permita que seu pensamento se torne abundante, e sua arte e seu trabalho irão refletir esse estado de espírito. Possa você continuar a ser bem-sucedido, e possa seu coração ser aberto e livre.
Afirme: Eu partilho meu talentos e habilidades livremente e o universo despeja sua abundância sobre mim.

Louise Hay, do livro Cartas para Louise
imagem: google

Hoje, ao entrar em um blog...me deparei com o roubo da minha ideia.
A pessoa roubou toda a ideia do blog, os links decorativos, a distribuição, a rádio, até a imagem de volta ao topo é tudo "muito parecido" para não dizer igual.
Confesso que eu, dentro da minha "pequeneza," fiquei chateada e até enojada.
Fiquei chateada com a pessoa que sufoca todo o seu potencial criativo, fazendo imitações.
Mas principalmente fiquei chateada comigo mesma, com o meu pesamento pobre...como diz a Louise.  
Acredito que a maior punição de uma pessoa assim... é "saber que aquela ideia não é sua".
Ela sabe! E ela tem que conviver com isso...não eu.

O Universo é abundante!  Aprende Moça!
E eu aqui, tirando as lições disso tudo...
Obrigada amada Louise pelo puxão de orelha! :)

Beijos cheios de paz...


Melhor ângulo...





quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Uma Dica que pode mudar sua vida!


Queridos amigos!

Hoje quero compartilhar com vocês essa preciosidade que descobri por aí...
É um livro, muito bem escrito por Yehuda Berg, falando sobre "O Poder da Kabbalah"
É um assunto que sempre tive interesse, mas nunca encontrei material suficiente para o meu entendimento.
E a vida deu voltas...e olha só que bateu na minha porta...


Clique na imagem para encomendar o seu!

E detalhe...é Grátis! 

Ou melhor...custa R$ 0,01 mais o valor da postagem.
O objetivo deste livro tão maravilhoso ser distribuído pela Kabbalah Centre Brasil é elevar o nível de consciência da humanidade! 
Uma maravilhosa oportunidade que vocês, queridos leitores, que buscam tanto o autoconhecimento quanto eu, não podem deixar passar.

Bom... fica a dica!

Beijos Kabbalisticos...


Para quem não sabe...nas gavetas Sintonia Diária e Doses Diárias de Luz você encontra alguns textos, mensagens e pensamentos da Kabbalah :)


A solidão não é viver só...


"A solidão não é viver só...
A solidão é não sermos capazes de fazer companhia a alguém ou a alguma coisa que está dentro de nós... 
A solidão não é uma árvore no meio duma planície onde só ela esteja..
É a distância entre a seiva profunda e a casca, entre a folha e a raiz."

José Saramago
imagemdaqui


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...