Pesquisar este blog

Tradutor

sábado, 22 de junho de 2019

Aprendi...


Aprendi a observar e a ouvir mais do que falar.
Entendi que ter voz, também é saber calar. 
Barulho não é sinônimo de sabedoria. 
Decidi me importar menos com o que de fato não merece minha atenção.
Percebi que às vezes a abundância pode ser minimalista. 
Aprendi a valorizar a qualidade, o conteúdo mais do que a quantidade. 
Entendi que luxo é ter amor. 
Sucesso é ter paz.
Aprendi que ostentar riqueza material é o jeito mais triste de tentar ser feliz. 
E que o status de maior prestígio é aquele em que, para ser, não precisa ter. 
Entendi que só posso experimentar a liberdade, quando me permitir viver a vida que eu escolhi.
Aprendi que a gratidão é a pílula para alma doente e que a felicidade vem quando aquilo que pesa, sufoca e bloqueia, vai ...

Wandy Luz
imagemdaqui


quinta-feira, 20 de junho de 2019

Não se distraia do que realmente importa...



É sempre fácil
examinar as consciências alheias,
identificar os erros do próximo,
opinar em questões que não nos dizem respeito,
indicar as fraquezas dos semelhantes,
educar os filhos dos vizinhos,
reprovar as deficiências dos companheiros,
corrigir os defeitos dos outros,
aconselhar o caminho reto a quem passa,
receitar paciência a quem sofre
e retificar as más qualidades de quem segue conosco...

Mas enquanto nos distraímos,
em tais incursões a distância de nós mesmos,
não passamos de aprendizes que fogem, levianos, à verdade e à lição.

Despertemos, a nós mesmos,
acordemos nossas energias mais profundas
para que os ensinamentos de luz
não seja para nós uma bênção que passa, sem proveito à nossa vida,
porque o infortúnio maior de todos
para a nossa alma eterna
é aquele que nos infelicita quando a graça do Alto passa por nós em vão!

Chico Xavier 

quarta-feira, 12 de junho de 2019

E para celebrar o amor...


No dia de celebrar o amor, nada melhor do que celebrar um amor muito importante, o amor que sem ele todos os outras formas de amor ficam incompletas:
O amor próprio! 
Ame-se o suficiente para gostar da sua companhia, para dizer um “não”, para se respeitar, para saber que merece mais! 
Mas principalmente: ame-se o suficiente para se abençoar!

Feliz dia! ❤️

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Além dos 7 Chakras...



Chakra Umeral

Fica nas costas, na altura da omoplata esquerda (entre e sobre o pulmão esquerdo.)  É o chakra espiritual, pois através dele que as energias se conectam. É o chakra mediúnico e de proteção, porque equilibra as energias positivas e negativas em excesso. É um gerenciador energético. É através dele que recebemos, em primeiro lugar, todos os contatos espirituais. É composto de 02 hélices ou pétalas que giram no sentido horário quando captam energias (incorporação) e no anti-horário quanto repelem energias (desincorporação). Tem coloração variável, mas o azul claro e o verde são predominantes. Oscila entre as outras matizes de acordo com a energia que está sendo captada.

Chakra da mãos

Localizada na região central das palmas das mãos. Caracterizados por estarem numa região terminal do corpo, denotam ponto de entrada ou escape de energia. São os chakras de ativação mais fácil e seguro, sendo que sua ativação permite o desenvolvimento da capacidade de sentir energias sutis e também de sentir a aura. Manipulação energética. São pontos de entrada ou escape de energia.

Chakras dos Pés:

Localizado nas solas dos pés, sua finalidade é descarregar energia elétrica (estática) gerada pelo corpo físico (Um dos pés a energia é aferente = Conduz de fora para dentro. No outro é eferente = Conduz de Dentro para fora), como também a absorção prânica. Aterramento. Relação com a Mãe Terra. Estabilidade em geral.

Chakra do Joelho:

Atua como um transformador, regulando a quantidade de corrente que deve entrar no corpo. Aprendendo e ensinando. Flexibilidade em lidar com grandes quantidades de energia.

Os Chakras Yin/Yang (ombros):

Posição: No centro de cada ombro. A energia é direcionada para o céu. No ombro direito fica o Chakra Yang. No ombro esquerdo fica o Chakra Yin.
O Chakra Yang organiza o 1º, 3º e 5º chakras principais. 
O Chakra Yin organiza o 2º, 4º e 6º chakras principais.
Os Chakras Yin/Yang trabalham com os respectivos chakras principais relacionados acima, de forma semelhante àquela com a qual o 7º chakra trabalha com todos os chakras principais.


Fonte: Escola Flor da Vida
imagemdaqui

terça-feira, 28 de maio de 2019

Antes que seja tarde...


A morte não é para amadores. A morte não pede para você guardar os óculos antes de bater em sua cara. A morte não se intimida se é idoso ou uma criança. A morte é implacável e não espera que você prepare um discurso de adeus - os outros terão que se virar com as palavras ditas e as lembranças esparsas. A morte dói duas vezes: para quem parte sem saber e para quem fica sem compreender o sumiço. A morte desidrata a alma. A morte não lhe poupa das piores notícias, diz de uma vez, grosseira. A morte vai tirando quem você mais gosta de repente e deve se virar com o luto. A morte é a solidão da memória. A morte não respeita Dia dos Pais ou das Mães e leva o seu pai e sua mãe no meio da comemoração.

A morte não poupa sequer o aniversário de alguém. Não aguarda que soprem as velas, que vire o pêndulo da meia-noite, que se abram os presentes. Ela não ama ninguém para dar desconto, sobrevida, perdoar atrasos.

A morte tem inveja da vida. Parece que ela nos obriga a ser feliz sem pensar muito no futuro, sem se demorar para responder os afetos, sem adiar os sonhos. A morte grita em nossos ouvidos: faça agora antes que seja tarde.

Fabrício Carpinejar

sábado, 25 de maio de 2019

Como você lida com a vida...


Como você lida com a vida quando as coisas não acontecem como você esperava?
Se nesse momento você conseguir compreender que existe um motivo para que aquilo esteja sucedendo...
Se conseguir não se revoltar...
Se confiar e fluir com a nova configuração, fazendo o seu melhor... 
Estará criando em sua vida algo muito precioso: LEVEZA 
Quando você vive com leveza, a vida, em sua infinita sabedoria, logo sopra você em direção ao melhor lugar.
Mas quando resiste à vida, quando luta contra ela, tenta controlar seus movimentos, você se torna denso, pesado como um tijolo, e os ventos da vida não conseguem te elevar.
Pense nisso quando vierem os inevitáveis desafios da vida.
Não resista.
Adapte-se.
Confie.
Solte-se...

De: Patricia Gebrim
Imagem: google

terça-feira, 21 de maio de 2019

O divino...


"O divino não é para as pessoas tristes, é para aquelas que são capazes de amar e de sorrir. Esta existência é uma grande brincadeira, não a leve tão a sério.
Viva-a com uma canção no coração, agradeça por ela com alegria.
Ande pelo mundo com leveza e com sorriso no coração. 
Então, de repente, toda a existência começa a se converter numa experiência divina. O mundano se torna sagrado, o ordinário se torna extraordinário.” 

Osho

Percebe como as pessoas estão mais estressadas, ranzinzas e sempre procurando motivos pra brigar?
Não seja assim...
Enquanto muitos estão procurando briga na vida real e principalmente na internet...
A vida está passando...
Os pássaros estão cantando...
O sol está brilhando...
E tudo continuará assim, 
Com ou sem a sua presença.
Com ou sem a sua opinião.
Então não desperdice o seu precioso e limitado tempo!
Seja seletivo com suas batalhas. 
Priorize a PAZ!  

 

domingo, 19 de maio de 2019

Não há...


"Não há necessidade de templos,
não há necessidade de filosofias complicadas.
Seu cérebro e seu coração são seus templos;
e tenha como filosofia sua bondade.''

Dalai Lama
Imagem: Lisa J. Swarson


quarta-feira, 24 de abril de 2019

O que é Reiki?


Reiki é uma técnica japonesa de alinhamento energético, feita através da imposição de mãos com a intenção de equilibrar corpo e mente. 

Esta técnica foi desenvolvida pelo Dr. Mikao Usui, em 1920 baseando-se em técnicas milenares tibetanas. 

REIKI é uma palavra de origem japonesa que significa ENERGIA UNIVERSAL. Onde: 

REI – energia infinita e inesgotável.
KI – é a energia que flui através de tudo aquilo que vive. É a nossa própria energia que nos mantém vivos. 

Quando essas duas energias se encontram, a energia cósmica com a energia individual, forma-se o REIKI. 


*Como o Reiki atua?
Reiki ajuda a equilibrar o corpo e a mente, atuando em todos os níveis: físico, energético, emocional, mental e espiritual. O Reiki incentiva a autocura, fortalece o corpo e o espírito, libera bloqueios, desintoxica, equilibra o fluxo de energia, harmonizando o ser como um todo.

*Em que situações pode ser feito o tratamento de Reiki?
Desde situações em que há dores físicas, tensões, “stress”, pré e pós-cirúrgicos, crises emocionais, para harmonização de ambientes e situações, como também, para o crescimento pessoal, como um caminho espiritual.

*Como conciliar o tratamento de Reiki com outro tipo de terapia?
Reiki é considerado terapia complementar, podendo ser conjugada com outras terapias ampliando os efeitos positivos delas.

*Quem pode aplicar a técnica? 
Apenas Reikianos, ou seja, terapeutas que estudaram a técnica e foram iniciados e sintonizados através de um mestre em Reiki. 

*O Reiki pode ser aplicado pessoalmente e à distância.

#curiosidadesbypassarinhos
imagem:google


terça-feira, 23 de abril de 2019

Seja Flexível...


"Flexibilidade é juventude, rigidez, velhice; quanto mais flexível mais jovem; quanto mais rígido, mais velho. A morte é rigidez absoluta. A vida é flexibilidade, a liberdade absoluta."

Osho
imagem: google


domingo, 21 de abril de 2019

O que significa a Páscoa ?



Em hebraico, quer dizer passagem. A passagem, no rio, de uma margem à outra margem, a passagem de um pensamento a outro pensamento, a passagem de um estado de consciência a outro estado de consciência. A passagem de um modo de vida a outro modo de vida.
Esta fala de Jesus lembra que somos peregrinos sobre a terra. Somos passageiros. A vida é uma ponte e, como diziam os antigos, não se constrói uma casa sobre uma ponte. Temos que manter, ao mesmo tempo, as duas margens do rio, a matéria e o espírito, o céu e a terra, o masculino e o feminino e fazer a ponte entre estas nossas diferentes partes, sabendo que estamos de passagem. É importante lembrar-se do caráter passageiro de nossa existência, da impermanência de todas as coisas, pois o sofrimento geralmente é de querermos fazer durar o que não foi feito para durar. A grande Páscoa é a passagem desta vida mortal para a vida eterna, é a abertura do coração humano ao coração divino. É a passagem da escravidão para a liberdade, passagem que é simbolizada pela migração dos hebreus, do Egito para a terra Prometida. Mas não é preciso temer o Mar Vermelho. O mar de nossas memórias, de nossos medos, de nossas reações. Temos que atravessar todas estas ondas, todas estas tempestades, para tocar a terra da liberdade, o espaço da liberdade que existe dentro de nós.Sede passante! Creio que esta palavra é verdadeiramente um convite para continuarmos nosso caminho a partir do lugar onde algumas vezes paramos. Observemos o que para a vida em nós, o que impede o amor e o perdão, onde se localiza o medo dentro de nós. É por lá que é preciso passar; é lá nosso Mar Vermelho. Mas, ao mesmo tempo, não esqueçamos a luz, não esqueçamos a liberdade, a terra que nos foi prometida!

Jean-Yves Leloup 
imagemdaqui

Desejo Feliz Páscoa a todos que pousarem aqui! 



domingo, 14 de abril de 2019

Não seja um descobridor de feiúras...


Acho tão triste quem olha para algo procurando defeitos, procurando um problema, um detalhe para mal dizer. São os descobridores de feiúra! Acham o defeito, mesmo na imagem mais inocente. Mesmo na cena mais linda. 
Não seja esse tipo de descobridor! Treine sua mente para ver o inverso...Veja a beleza da vida, a grandeza do momento, veja a cena completa! Ver a negatividade é fácil, mas para ver a beleza nas coisas é necessário uma grande alma. Então seja grande!

Sy Passarinho 🍃


domingo, 7 de abril de 2019

Fibromialgia na linguagem do corpo




Fibromialgia está diretamente relacionada a rigidez do seu comportamento frente à pessoas que a magoam ou a contrariam.


Fibromialgia pela medicina oriental, é excesso de energia, ou seja, ela carrega raiva e ressentimentos por não conseguir ser compreendida e muitas vezes ter que abandonar propósitos pessoais em prol de outras pessoas. Isso a contraria e lhe dá dor de cabeça.

Para que ela consiga a cura, é necessário que ela se desfaça de obrigações que ela mesma se colocou, sem medo, sem culpa e passe a viver mais momentos de prazeres pessoais, acreditando que ela tem o direito e o dever de ser feliz.

A fibromialgia acontece em pessoas que carregam o mundo nas costas, seja por problemas familiares ou do trabalho, como um fardo pesado.

No caso do portador de fibromialgia, encontramos uma personalidade inflamada de comportamento guerreiro.

Dificilmente relaxa aos prazeres da vida, e está sempre preocupado com o que deixou de fazer ou o que poderia estar fazendo para organizar sua vida e de seus familiares.

Uma pessoa assim só pode sofrer dos músculos, porque carrega mais peso do que pode.

Toda fibromialgia deriva de uma mente dura e orgulhosa, com aparência humilde e sacrificada pela vida sobrecarregada que ela mesma nutriu.

As dores musculares pela linguagem do corpo, revelam sentimentos de culpa inconsciente e solidão.

Toda pessoa que se sentiu abandonada na infância, por alguma razão, que seus pais ou responsáveis talvez nem tenham tido culpa, levará uma vida adulta a necessidade extrema de ser responsável, chegando ao orgulho de não pedir ajuda quando está cansada.

Isso mostra rebeldia e revoltas escondidas no subconsciente por ter sido abandonada.

. . . . . . . .

Fibromialgia, a doença das AMARRAS FAMILIARES


Segundo dados da Associação Nacional contra a Fibromialgia e Síndrome de Fadiga Crônica (MYOS), a fibromialgia é uma condição patológica que atinge entre 2% a 5% da população adulta, dos quais 90% são do sexo feminino. A fibromialgia não apresenta consenso na comunidade médica por não apresentar causas aparentemente plausíveis nem conhecidas. O doente de fibromialgia pode ser confundido com alguém que se queixa sem motivos aparentes. A gravidade depende da intensidade dos sintomas, que vão desde fadiga constante; sono não reparador; dor de cabeça; dores musculares e/ou distúrbios gastrointestinais.


Alargando os horizontes médicos atuais, a resposta para os doentes da fibromialgia pode-se encontrar em causas emocionais familiares.

Ao nível da psicossomática, a fibromialgia pertence aos conflitos emocionais da 3ª etapa cerebral relacionada com a Movimentação, Comparação e Rendimento (medicina nova germânica). São os chamados conflitos de DESVALORIZAÇÃO.

FIBRO + MIO + ALGIA

FIBRO = fibras familiares, laços familiares, relações familiares. Faz-se referência aos tendões e fibras elásticas musculares, sugerindo uma problemática de RENDIMENTO no presente. O doente vive preocupado com o seu rendimento no presente. “Já não consigo ir para todo o lado…”

MIO = Faz referência ao músculo. A forma como “eu me subjugo a todas as “más” relações”. Está estreitamente relacionado com FORÇA ou POTÊNCIA. Neste caso, com a ausência das mesmas, isto é, a sensação de IMPOTÊNCIA. “Eu já não posso mais…”

ALGIA = DOR. A dor emocional que causam as referidas situações, que se refletem em dor física. A dor física é estritamente proporcional à dor moral / psicológica.

As pessoas que sofrem de fibromialgia são por norma bastante serventes à família e aos outros. As suas necessidades existem em função das necessidades dos outros e a sua vida gira em torno da família e pessoas próximas, o que acaba por as anular pessoalmente. Quando surgem dificuldades ou contrariedades com os seus, não se conseguem afirmar e subjugam-se totalmente aos seus entes queridos. São extremamente responsáveis. “Eu existo SÓ para os outros” é a sua máxima de vida. Ao longo do tempo, tendem a acumular dor e sofrimento por não assumirem o seu próprio caminho. Sempre que ambicionam a independência e a liberdade, são oprimidos por um forte sentimento de culpa que lhes diz que estão a trair o seu DEVER para com a família e/ou com o próximo. Podem ser comparados a mordomos ou empregados de casa, que só vivem para servir para os outros.

A sua necessidade vital arcaica em assumir a sua individualidade, desejos e vontades, é oprimida pelas fibras familiares. Duas forças anímicas opostas criam um fenômeno psicossomático chamado “dupla obrigação”: A força da expansão da vida contra a força das obrigações familiares. Trata-se de um fenômeno inconsciente em que existe um impulso que empurra para a frente e outro que puxa para baixo. A fibromialgia é o resultado deste conflito.

Outros exemplos de dupla obrigação estão presentes nas contrariedades emocionais que as amarras familiares podem causar: Amor versus ódio, atração versus repulsão, liberdade versus submissão, prazer versus dever.

AMO ESTE FAMILIAR + ESTE FAMILIAR FAZ-ME MAL = SINTO-ME IMPOTENTE

O corpo encontra sempre soluções para conflitos interiores. Perante este conflito de movimentos, ele cria uma contrariedade de tal forma intensa que a melhor solução biológica que encontra é PARAR. Por esta razão, a fadiga, o cansaço mental e a exaustão são os sintomas mais incômodos na fibromialgia.

Quando a fibromialgia atinge um ponto de incapacidade física e motora, a dependência é revertida. “Eu dependo SÓ dos outros.” O padrão inconsciente é evidente:

A fibromialgia é um sintoma de sofrimento causado pelas AMARRAS FAMILIARES INCONSCIENTES. A dor não se deteta ao nível imagiológico pois é causada por um sofrimento emocional.

A fibromialgia obriga o doente a procurar compreender a forma como se relaciona com os familiares, tomando consciência das inúmeras obrigações nas quais se sentem aprisionados. Há uma parte que deseja ser amada, compreendida, aceite e apoiada pela família, mas existe uma outra que ambiciona ter liberdade de fazer o que lhes proporciona verdadeiro prazer. “Sinto que lhes devo a minha vida”; “Eu necessito sempre de lhes dar explicações das minhas escolhas.”; “Eu preciso de estar sempre para eles mesmo que sofra…”; “Sem eles, não valho nada… “; Sem eles, não sou ninguém”. “A minha opinião não é importante, só mesmo a vontade deles…”. É aqui evidente uma dependência emocional, centrada na constante procura de reconhecimento e valor.

Fonte: Verdades do Corpo

Faça uma auto análise, e veja se faz sentido para você! 
Leia mais sobre Linguagem do Corpo - AQUI

Que eu...




"Que eu possa respeitar opiniões diferentes da minha.
Que eu possa me desculpar antes do ódio. 
Que eu possa escrever cartas de amor de repente.
Que eu possa viajar para adorar a distância.
Que eu possa voltar para dizer o que não tive coragem.
Que eu pense em meu amor ao atravessar a rua.
Que eu pense na rua ao atravessar o amor.
Que eu dê conselhos sem condenar.
Que eu possa tomar banho de cachoeira.
Que eu seja a vontade de rir.
Que eu possa chorar ao assistir filmes.
Que eu não seduza para confundir.
Que eu seduza para iluminar.
Que eu não sacrifique a confiança pela covardia.
Que eu tenha dúvidas, melhor do que certezas e falir com elas.
Que eu faça amizades falando do tempo.
Que eu possa brincar mais com meu filho sem contar as horas.
Que eu possa amar mais sem contar as horas.
Que eu use somente as palavras que tenham sentido.
Que eu prove a comida nas panelas.
Que transforme a raiva em vontade de me entender.
Que eu possa soltar os vaga-lumes que prendi em potes.
Que eu me lembre de ser feliz enquanto ainda estou vivo."

Fabrício Carpinejar
imagem:google

terça-feira, 2 de abril de 2019

5 maneiras de evitar a energia negativa dos outros...



Independente de religião ou doutrina, você é o autor de seu próprio estado energético. Sabemos que empatia é a capacidade de reconhecer e sentir as emoções de outras pessoas. Simpatia, sentir compaixão por outras pessoas. Muitas vezes para ser um “empata” significa que você estará absorvendo grande parte da dor e sofrimento em seu ambiente, o que pode sacrificar sua capacidade de se expandir a um nível mais elevado.

Se você convive frequentemente com uma pessoa negativa, sabe o quão tóxica a sua energia pode ser. Aprender a não absorver as energias de outras pessoas é uma grande habilidade espiritual a se desenvolver. Aqui estão cinco maneiras de parar de absorver a energia negativa de outras pessoas.

1) Lembre-se, você não pode agradar a todos

Se alguém lhe assediar moralmente, reclamando sobre você, ou desrespeitar você, não faça de sua missão tentar convencer essa pessoa a gostar de você. Isso só vai sugar você ainda mais o seu campo de energia e vai fazer de você energeticamente dependente da opinião deles.

Nem todo mundo vai gostar de você. Todos estamos, aqui na terra, vivendo com um propósito diferente. Ao amar a si mesmo em primeiro lugar, você irá criar um campo de força em torno de outras pessoas que irá protegê-lo de ser tão esgotado por suas opiniões.

Também lembre-se: você não pode mudar ninguém. Não faça de sua missão tentar corrigi-los nesse momento também. Às vezes, a melhor coisa que você pode fazer é não tentar mudá-los, pois, agindo assim, você não vai alimentar a energia que eles estão projetando em você.

2) Tenha cuidado com quem você convida para a sua vida

Seu corpo, sua mente e o seu ambiente são o seu templo. Quem você está convidando para eles? É um convite aberto? Será que as pessoas ainda limpam os pés antes de caminhar ao redor deles, ou arrastam-lhe a lama de sua alma?

No Brasil existe uma gíria chamada folgado. O significado direto é “solto” ou “preguiçoso”, mas que realmente significa “freeloader”. Não é exato no Inglês equivalente pois é mais uma mentalidade do que um estilo de vida.

Se você dá a uma pessoa um pedaço de pão, um dia, eles vão pedir pão todos os dias. Se você deixar alguém ficar em sua casa para um fim de semana, então eles vão tentar ficar a semana toda (ou duas!).

Uma vez eu pensei que minha esposa estava ficando fria e com um espírito mesquinho para com alguns dos nossos vizinhos. Depois que eu percebi que ela estava apenas respeitando a si mesma e a sua casa! Eu valorizava sua postura e adotei o estilo como meu, a partir daí.

É ótimo ser generoso, mas há uma linha tênue a trabalhar para que você você não seja pisoteado, assim, optando por ajudar aqueles que realmente precisam. Aprenda a dizer “não” é estar bem com isso.

3) Parar de prestar atenção

Um parasita precisa de um hospedeiro para sobreviver. Quando você presta atenção em alguém, você está dando-lhe energia. Ou seja, se você se concentrar em vampiros de energia, eles vão entrar em sua mente e vão roubar seus pensamentos, diminuindo drasticamente seus níveis de energia.

Algumas pessoas vão despejar sua energia em você e então dirigir para o próximo “pit stop“. Um ouvido amigo pode ser uma coisa maravilhosa, mas é, necessariamente, uma linha que precisa ser cuidado se se quiser manter a saúde de sua energia.

Talvez você encontrou-se como uma fonte de uma pessoa para retransmitir as suas frustrações no trabalho, um relacionamento ou mesmo realizações bem-sucedidas. Todas estas emoções podem drenar você de várias maneiras e fazer com que você comece a limitar a sua própria vida de maneiras não produtivas.

Ame-se o suficiente para ajustá-los, dizer-lhes para parar, ou dizer-lhes que você não pode lidar com isso agora. Não economize em rejeitar sua energia tóxica.

4) Inspire natureza

Vá para a natureza meditar, relaxar e respirar. Purifique a água dentro de você, exercite e flutue fácil.

Esteja como uma borboleta, flutue suavemente, mas mova-se rapidamente. A respiração aumenta a circulação do fluxo sanguíneo ao redor do corpo e ajudará a evitar que você absorva a energia daqueles que o rodeiam. Caminhe com confiança, mantenha a cabeça erguida e não permita que ninguém faça você se sentir inferior. A lagarta come tudo em torno dela e se torna gorda, imóvel.

Deve-se primeiro tornar-se luz, a fim de voar.

5) Tome 100% de responsabilidade por seus pensamentos e emoções

Como você se sente é 100% sua própria responsabilidade. O universo está enviando pessoas para a nossa vida para nos testar. A percepção que temos de nós mesmos é maior do que a percepção que os outros têm de nós.

Você não é uma vítima, ninguém tem poder sobre você.

Considere como seus pensamentos ou expectativas podem ter manifestado a situação que está incomodando você. E se a resposta estiver dentro de seu nível de paciência, irritabilidade ou compaixão? A menos que tomemos um tempo para nos observar, nós inconscientemente afirmamos nossa própria vitimização para o mundo que nos rodeia.

Uma vez que você se torna responsável pela maneira que você escolhe responder a algo, você se conecta com você mesmo a um nível mais profundo. Quando você está conectado a si mesmo a um nível mais profundo, você começa a não ser abatido nem projetado para fora de seu centro tão facilmente.

Coloque-se em situações que aumentam as suas próprias energias.

Esta pessoa faz com que você se senta bem? Você faz essa pessoa se sentir bem?

Você é merecedor de uma experiência brilhante e é hora de perceber isso! Aprenda a proteger-se contra as energias de outras pessoas e comece com o amor-próprio.

Lembre-se de que é importante para você estar feliz e em paz. Esteja pronto para dizer não.

Você é o autor de seu próprio estado energético.


Fonte: Alegria Sempre



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...