Pesquisar este blog

Tradutor

domingo, 21 de abril de 2019

O que significa a Páscoa ?



Em hebraico, quer dizer passagem. A passagem, no rio, de uma margem à outra margem, a passagem de um pensamento a outro pensamento, a passagem de um estado de consciência a outro estado de consciência. A passagem de um modo de vida a outro modo de vida.
Esta fala de Jesus lembra que somos peregrinos sobre a terra. Somos passageiros. A vida é uma ponte e, como diziam os antigos, não se constrói uma casa sobre uma ponte. Temos que manter, ao mesmo tempo, as duas margens do rio, a matéria e o espírito, o céu e a terra, o masculino e o feminino e fazer a ponte entre estas nossas diferentes partes, sabendo que estamos de passagem. É importante lembrar-se do caráter passageiro de nossa existência, da impermanência de todas as coisas, pois o sofrimento geralmente é de querermos fazer durar o que não foi feito para durar. A grande Páscoa é a passagem desta vida mortal para a vida eterna, é a abertura do coração humano ao coração divino. É a passagem da escravidão para a liberdade, passagem que é simbolizada pela migração dos hebreus, do Egito para a terra Prometida. Mas não é preciso temer o Mar Vermelho. O mar de nossas memórias, de nossos medos, de nossas reações. Temos que atravessar todas estas ondas, todas estas tempestades, para tocar a terra da liberdade, o espaço da liberdade que existe dentro de nós.Sede passante! Creio que esta palavra é verdadeiramente um convite para continuarmos nosso caminho a partir do lugar onde algumas vezes paramos. Observemos o que para a vida em nós, o que impede o amor e o perdão, onde se localiza o medo dentro de nós. É por lá que é preciso passar; é lá nosso Mar Vermelho. Mas, ao mesmo tempo, não esqueçamos a luz, não esqueçamos a liberdade, a terra que nos foi prometida!

Jean-Yves Leloup 
imagemdaqui

Desejo Feliz Páscoa a todos que pousarem aqui! 



domingo, 14 de abril de 2019

Não seja um descobridor de feiúras...


Acho tão triste quem olha para algo procurando defeitos, procurando um problema, um detalhe para mal dizer. São os descobridores de feiúra! Acham o defeito, mesmo na imagem mais inocente. Mesmo na cena mais linda. 
Não seja esse tipo de descobridor! Treine sua mente para ver o inverso...Veja a beleza da vida, a grandeza do momento, veja a cena completa! Ver a negatividade é fácil, mas para ver a beleza nas coisas é necessário uma grande alma. Então seja grande!

Sy Passarinho 🍃


domingo, 7 de abril de 2019

Fibromialgia na linguagem do corpo




Fibromialgia está diretamente relacionada a rigidez do seu comportamento frente à pessoas que a magoam ou a contrariam.


Fibromialgia pela medicina oriental, é excesso de energia, ou seja, ela carrega raiva e ressentimentos por não conseguir ser compreendida e muitas vezes ter que abandonar propósitos pessoais em prol de outras pessoas. Isso a contraria e lhe dá dor de cabeça.

Para que ela consiga a cura, é necessário que ela se desfaça de obrigações que ela mesma se colocou, sem medo, sem culpa e passe a viver mais momentos de prazeres pessoais, acreditando que ela tem o direito e o dever de ser feliz.

A fibromialgia acontece em pessoas que carregam o mundo nas costas, seja por problemas familiares ou do trabalho, como um fardo pesado.

No caso do portador de fibromialgia, encontramos uma personalidade inflamada de comportamento guerreiro.

Dificilmente relaxa aos prazeres da vida, e está sempre preocupado com o que deixou de fazer ou o que poderia estar fazendo para organizar sua vida e de seus familiares.

Uma pessoa assim só pode sofrer dos músculos, porque carrega mais peso do que pode.

Toda fibromialgia deriva de uma mente dura e orgulhosa, com aparência humilde e sacrificada pela vida sobrecarregada que ela mesma nutriu.

As dores musculares pela linguagem do corpo, revelam sentimentos de culpa inconsciente e solidão.

Toda pessoa que se sentiu abandonada na infância, por alguma razão, que seus pais ou responsáveis talvez nem tenham tido culpa, levará uma vida adulta a necessidade extrema de ser responsável, chegando ao orgulho de não pedir ajuda quando está cansada.

Isso mostra rebeldia e revoltas escondidas no subconsciente por ter sido abandonada.

. . . . . . . .

Fibromialgia, a doença das AMARRAS FAMILIARES


Segundo dados da Associação Nacional contra a Fibromialgia e Síndrome de Fadiga Crônica (MYOS), a fibromialgia é uma condição patológica que atinge entre 2% a 5% da população adulta, dos quais 90% são do sexo feminino. A fibromialgia não apresenta consenso na comunidade médica por não apresentar causas aparentemente plausíveis nem conhecidas. O doente de fibromialgia pode ser confundido com alguém que se queixa sem motivos aparentes. A gravidade depende da intensidade dos sintomas, que vão desde fadiga constante; sono não reparador; dor de cabeça; dores musculares e/ou distúrbios gastrointestinais.


Alargando os horizontes médicos atuais, a resposta para os doentes da fibromialgia pode-se encontrar em causas emocionais familiares.

Ao nível da psicossomática, a fibromialgia pertence aos conflitos emocionais da 3ª etapa cerebral relacionada com a Movimentação, Comparação e Rendimento (medicina nova germânica). São os chamados conflitos de DESVALORIZAÇÃO.

FIBRO + MIO + ALGIA

FIBRO = fibras familiares, laços familiares, relações familiares. Faz-se referência aos tendões e fibras elásticas musculares, sugerindo uma problemática de RENDIMENTO no presente. O doente vive preocupado com o seu rendimento no presente. “Já não consigo ir para todo o lado…”

MIO = Faz referência ao músculo. A forma como “eu me subjugo a todas as “más” relações”. Está estreitamente relacionado com FORÇA ou POTÊNCIA. Neste caso, com a ausência das mesmas, isto é, a sensação de IMPOTÊNCIA. “Eu já não posso mais…”

ALGIA = DOR. A dor emocional que causam as referidas situações, que se refletem em dor física. A dor física é estritamente proporcional à dor moral / psicológica.

As pessoas que sofrem de fibromialgia são por norma bastante serventes à família e aos outros. As suas necessidades existem em função das necessidades dos outros e a sua vida gira em torno da família e pessoas próximas, o que acaba por as anular pessoalmente. Quando surgem dificuldades ou contrariedades com os seus, não se conseguem afirmar e subjugam-se totalmente aos seus entes queridos. São extremamente responsáveis. “Eu existo SÓ para os outros” é a sua máxima de vida. Ao longo do tempo, tendem a acumular dor e sofrimento por não assumirem o seu próprio caminho. Sempre que ambicionam a independência e a liberdade, são oprimidos por um forte sentimento de culpa que lhes diz que estão a trair o seu DEVER para com a família e/ou com o próximo. Podem ser comparados a mordomos ou empregados de casa, que só vivem para servir para os outros.

A sua necessidade vital arcaica em assumir a sua individualidade, desejos e vontades, é oprimida pelas fibras familiares. Duas forças anímicas opostas criam um fenômeno psicossomático chamado “dupla obrigação”: A força da expansão da vida contra a força das obrigações familiares. Trata-se de um fenômeno inconsciente em que existe um impulso que empurra para a frente e outro que puxa para baixo. A fibromialgia é o resultado deste conflito.

Outros exemplos de dupla obrigação estão presentes nas contrariedades emocionais que as amarras familiares podem causar: Amor versus ódio, atração versus repulsão, liberdade versus submissão, prazer versus dever.

AMO ESTE FAMILIAR + ESTE FAMILIAR FAZ-ME MAL = SINTO-ME IMPOTENTE

O corpo encontra sempre soluções para conflitos interiores. Perante este conflito de movimentos, ele cria uma contrariedade de tal forma intensa que a melhor solução biológica que encontra é PARAR. Por esta razão, a fadiga, o cansaço mental e a exaustão são os sintomas mais incômodos na fibromialgia.

Quando a fibromialgia atinge um ponto de incapacidade física e motora, a dependência é revertida. “Eu dependo SÓ dos outros.” O padrão inconsciente é evidente:

A fibromialgia é um sintoma de sofrimento causado pelas AMARRAS FAMILIARES INCONSCIENTES. A dor não se deteta ao nível imagiológico pois é causada por um sofrimento emocional.

A fibromialgia obriga o doente a procurar compreender a forma como se relaciona com os familiares, tomando consciência das inúmeras obrigações nas quais se sentem aprisionados. Há uma parte que deseja ser amada, compreendida, aceite e apoiada pela família, mas existe uma outra que ambiciona ter liberdade de fazer o que lhes proporciona verdadeiro prazer. “Sinto que lhes devo a minha vida”; “Eu necessito sempre de lhes dar explicações das minhas escolhas.”; “Eu preciso de estar sempre para eles mesmo que sofra…”; “Sem eles, não valho nada… “; Sem eles, não sou ninguém”. “A minha opinião não é importante, só mesmo a vontade deles…”. É aqui evidente uma dependência emocional, centrada na constante procura de reconhecimento e valor.

Fonte: Verdades do Corpo

Faça uma auto análise, e veja se faz sentido para você! 
Leia mais sobre Linguagem do Corpo - AQUI

Que eu...




"Que eu possa respeitar opiniões diferentes da minha.
Que eu possa me desculpar antes do ódio. 
Que eu possa escrever cartas de amor de repente.
Que eu possa viajar para adorar a distância.
Que eu possa voltar para dizer o que não tive coragem.
Que eu pense em meu amor ao atravessar a rua.
Que eu pense na rua ao atravessar o amor.
Que eu dê conselhos sem condenar.
Que eu possa tomar banho de cachoeira.
Que eu seja a vontade de rir.
Que eu possa chorar ao assistir filmes.
Que eu não seduza para confundir.
Que eu seduza para iluminar.
Que eu não sacrifique a confiança pela covardia.
Que eu tenha dúvidas, melhor do que certezas e falir com elas.
Que eu faça amizades falando do tempo.
Que eu possa brincar mais com meu filho sem contar as horas.
Que eu possa amar mais sem contar as horas.
Que eu use somente as palavras que tenham sentido.
Que eu prove a comida nas panelas.
Que transforme a raiva em vontade de me entender.
Que eu possa soltar os vaga-lumes que prendi em potes.
Que eu me lembre de ser feliz enquanto ainda estou vivo."

Fabrício Carpinejar
imagem:google

terça-feira, 2 de abril de 2019

5 maneiras de evitar a energia negativa dos outros...



Independente de religião ou doutrina, você é o autor de seu próprio estado energético. Sabemos que empatia é a capacidade de reconhecer e sentir as emoções de outras pessoas. Simpatia, sentir compaixão por outras pessoas. Muitas vezes para ser um “empata” significa que você estará absorvendo grande parte da dor e sofrimento em seu ambiente, o que pode sacrificar sua capacidade de se expandir a um nível mais elevado.

Se você convive frequentemente com uma pessoa negativa, sabe o quão tóxica a sua energia pode ser. Aprender a não absorver as energias de outras pessoas é uma grande habilidade espiritual a se desenvolver. Aqui estão cinco maneiras de parar de absorver a energia negativa de outras pessoas.

1) Lembre-se, você não pode agradar a todos

Se alguém lhe assediar moralmente, reclamando sobre você, ou desrespeitar você, não faça de sua missão tentar convencer essa pessoa a gostar de você. Isso só vai sugar você ainda mais o seu campo de energia e vai fazer de você energeticamente dependente da opinião deles.

Nem todo mundo vai gostar de você. Todos estamos, aqui na terra, vivendo com um propósito diferente. Ao amar a si mesmo em primeiro lugar, você irá criar um campo de força em torno de outras pessoas que irá protegê-lo de ser tão esgotado por suas opiniões.

Também lembre-se: você não pode mudar ninguém. Não faça de sua missão tentar corrigi-los nesse momento também. Às vezes, a melhor coisa que você pode fazer é não tentar mudá-los, pois, agindo assim, você não vai alimentar a energia que eles estão projetando em você.

2) Tenha cuidado com quem você convida para a sua vida

Seu corpo, sua mente e o seu ambiente são o seu templo. Quem você está convidando para eles? É um convite aberto? Será que as pessoas ainda limpam os pés antes de caminhar ao redor deles, ou arrastam-lhe a lama de sua alma?

No Brasil existe uma gíria chamada folgado. O significado direto é “solto” ou “preguiçoso”, mas que realmente significa “freeloader”. Não é exato no Inglês equivalente pois é mais uma mentalidade do que um estilo de vida.

Se você dá a uma pessoa um pedaço de pão, um dia, eles vão pedir pão todos os dias. Se você deixar alguém ficar em sua casa para um fim de semana, então eles vão tentar ficar a semana toda (ou duas!).

Uma vez eu pensei que minha esposa estava ficando fria e com um espírito mesquinho para com alguns dos nossos vizinhos. Depois que eu percebi que ela estava apenas respeitando a si mesma e a sua casa! Eu valorizava sua postura e adotei o estilo como meu, a partir daí.

É ótimo ser generoso, mas há uma linha tênue a trabalhar para que você você não seja pisoteado, assim, optando por ajudar aqueles que realmente precisam. Aprenda a dizer “não” é estar bem com isso.

3) Parar de prestar atenção

Um parasita precisa de um hospedeiro para sobreviver. Quando você presta atenção em alguém, você está dando-lhe energia. Ou seja, se você se concentrar em vampiros de energia, eles vão entrar em sua mente e vão roubar seus pensamentos, diminuindo drasticamente seus níveis de energia.

Algumas pessoas vão despejar sua energia em você e então dirigir para o próximo “pit stop“. Um ouvido amigo pode ser uma coisa maravilhosa, mas é, necessariamente, uma linha que precisa ser cuidado se se quiser manter a saúde de sua energia.

Talvez você encontrou-se como uma fonte de uma pessoa para retransmitir as suas frustrações no trabalho, um relacionamento ou mesmo realizações bem-sucedidas. Todas estas emoções podem drenar você de várias maneiras e fazer com que você comece a limitar a sua própria vida de maneiras não produtivas.

Ame-se o suficiente para ajustá-los, dizer-lhes para parar, ou dizer-lhes que você não pode lidar com isso agora. Não economize em rejeitar sua energia tóxica.

4) Inspire natureza

Vá para a natureza meditar, relaxar e respirar. Purifique a água dentro de você, exercite e flutue fácil.

Esteja como uma borboleta, flutue suavemente, mas mova-se rapidamente. A respiração aumenta a circulação do fluxo sanguíneo ao redor do corpo e ajudará a evitar que você absorva a energia daqueles que o rodeiam. Caminhe com confiança, mantenha a cabeça erguida e não permita que ninguém faça você se sentir inferior. A lagarta come tudo em torno dela e se torna gorda, imóvel.

Deve-se primeiro tornar-se luz, a fim de voar.

5) Tome 100% de responsabilidade por seus pensamentos e emoções

Como você se sente é 100% sua própria responsabilidade. O universo está enviando pessoas para a nossa vida para nos testar. A percepção que temos de nós mesmos é maior do que a percepção que os outros têm de nós.

Você não é uma vítima, ninguém tem poder sobre você.

Considere como seus pensamentos ou expectativas podem ter manifestado a situação que está incomodando você. E se a resposta estiver dentro de seu nível de paciência, irritabilidade ou compaixão? A menos que tomemos um tempo para nos observar, nós inconscientemente afirmamos nossa própria vitimização para o mundo que nos rodeia.

Uma vez que você se torna responsável pela maneira que você escolhe responder a algo, você se conecta com você mesmo a um nível mais profundo. Quando você está conectado a si mesmo a um nível mais profundo, você começa a não ser abatido nem projetado para fora de seu centro tão facilmente.

Coloque-se em situações que aumentam as suas próprias energias.

Esta pessoa faz com que você se senta bem? Você faz essa pessoa se sentir bem?

Você é merecedor de uma experiência brilhante e é hora de perceber isso! Aprenda a proteger-se contra as energias de outras pessoas e comece com o amor-próprio.

Lembre-se de que é importante para você estar feliz e em paz. Esteja pronto para dizer não.

Você é o autor de seu próprio estado energético.


Fonte: Alegria Sempre



segunda-feira, 11 de março de 2019

Flor do dia



Em última instância, a doença é um produto do apego. Adoecemos porque não queremos abrir mão de determinados aspectos negativos da nossa personalidade. Em algum momento a vida nos avisa que algo precisa mudar; em algum momento, temos a chance de perceber que certas atitudes e hábitos são nocivos para nossa saúde, mas, mesmo assim, continuamos agindo da mesma maneira. A doença é uma somatização, ou seja, algo que foi somado ou cultivado dentro de nós. É o resultado de conflitos ou contradições internas: por um lado queremos tudo que é bom, alegre e próspero, por outro, não queremos nada disso. Queremos ser saudáveis, mas somos sedentários, nos alimentamos de maneira inadequada e vivemos sob estresse constante. A doença é uma questão de escolha." 

 Sri Prem Baba

terça-feira, 5 de março de 2019

Sobre as Misérias da Alma...



Existem misérias que tem solução. 
Mas a miséria de alma...
Essa não tem jeito! 
Só a vida para dar a rasteira certa no pedestal da arrogância daqueles que comemoram a desgraça alheia.
E ela, senhoras e senhores, é mestre nisso! 

Sy Passarinho

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Sobre a violência contra a mulher



Isso acontece com quem conhece homem em rede social.
Acontece com quem conheceu o marido de mais de 20 anos na igreja. 
Acontece com quem nem conhece o cara, mas disse "NÃO" pra ele na balada. 
Acontece com quem, sem querer, queima o jantar do marido e acontece também com quem recusa um pedido pra dançar. 
Acontece com quem corta o cabelo de um jeito ou usa uma roupa que o marido/noivo/namorado não gosta.
Acontece também com quem pede o divórcio após anos de abuso.
Acontece com mulheres pobres; classe média; ricas; acontece com a analfabeta; com a doutora.
E continua acontecendo. Parece que todos esses anos culpando as vítimas não têm feito muito pelas mulheres agredidas. 
E é uma a cada 3. É uma morta a cada 36 horas.
Pior é ver mulheres se acusando! 

 Por: Helena Sousa

Essa semana uma mulher foi agredida por  4 horas, por uma rapaz que ela conheceu pela internet e do qual ela já  se relacionava virtualmente a algum tempo. No primeiro encontro, ela acordou apanhando dele. Quando essa noticia veia a público, lendo os comentários nas redes sociais, percebi que muitas "mulheres" achavam que ela estava sujeita a isso mesmo. Que ela pediu pra levar! Que era bem feito!
Gente! O que é isso???
Então se estamos sujeitos a alguma coisa, se essa "alguma coisa" acontecer justifica?
Não gente! Não interessa a situação! Uma agressão, nunca será uma justificativa!!!!
O "pediu para levar" não pode ser tratado com normalidade. 
A vítima nunca será a culpada! Nunca!!! 
Nada nesse mundo justifica uma agressão. 
Ainda mais uma agressão tão covarde: um homem agredir uma mulher que estava dormindo.
Esse pequeno pensamento escrito por Helena Sousa, deixou bem claro que a violência contra a mulher é algo que precisa ser combatido, e que infelizmente qualquer situação é motivo...até a mais inocente.
Mentes e corações precisam evoluir!
Porque mulher com pensamento de estuprador, é algo deprimente! 

Sheila Costa
do blog Passarinhos no Telhado

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Sobre o compartilhar...



Para Zaratustra a felicidade começa na solidão: uma taça que se deixa encher com a alegria que transborda do sol. Mas vem o tempo quando a taça se enche. Ela não mais pode conter aquilo que recebe. Deseja transbordar. Acontece assim com a abelha que não mais consegue segurar em si o mel que ajuntou; acontece com o seio, turgido de leite, que precisa da boca da criança que o esvazie.

 A felicidade solitária é dolorosa. Zaratustra percebe então que sua alma passa por uma metamorfose. Chegou a hora de uma alegria maior: a de compartilhar com os homens a felicidade que nele mora. Seus olhos procuram mãos estendidas que possam receber a sua riqueza. Zaratustra, o sábio, se transforma em mestre. Pois ser mestre e isso: ensinar a felicidade. 

 Rubem Alves em “A Alegria de Ensinar”

sábado, 19 de janeiro de 2019

Oração para perdoar nossos pais...



Essa oração do perdão deve ser feita para seus pais biológicos mesmo que você não os tenha conhecido, pois nosso inconsciente, "culpa" aqueles que nos trouxeram para a Terra.

Tenha disciplina e perseverança para concluir o programa dessa oração e lembre-se que seu inconsciente tentará sabotar sua programação fazendo você esquecer alguns dias de fazer a oração.

Faça corretamente para que ocorra a libertação interna e o desbloqueio da sua vida desde finanças, emagrecimento até felicidade no amor, pois os pais são as raízes da sua vida.

Faça durante três meses (90 dias )  que é o "ciclo regenerativo psíquico e emocional".

Marque 1 a 90 para controle nos comentários. 

= >> um dia para o seu pai e no outro dia para a sua mãe. 

Caso você não saiba os nomes deles inicie a oração dizendo: 

-"Pai que me trouxe à vida..." ou "Mãe que me trouxe à vida..." porque o seu inconsciente carrega a "memória natal" da época da gestação e produzirá o perdão profundo.

É importante fazer essa oração mesmo que você ache que não tem nada para perdoar.

Saiba que se você está  doente, sem prosperidade, infeliz no amor ou atrai situações desagradáveis é consequência
entre as suas raízes (pais) no seu coração. 

Nem sempre lembramos daquilo que nos fez sofrer na infância, mas o inconsciente sabe.

Atenção: Faça no horário que você achar melhor.


ORAÇÃO

Eu perdôo você, por favor, me perdoe.
Você nunca teve culpa,
Eu também nunca tive culpa,
Eu perdôo você, me perdoe, por favor.
A vida nos ensina através das discórdias... 
E eu aprendi a lhe amar e a deixá-lo(a) ir de minha mente.

Você precisa viver suas próprias lições e eu também.
Eu perdôo você... me perdoe em nome de Deus.
Agora, vá ser feliz, para que eu seja também. 
Que Deus te proteja e perdoe os nossos mundos.
As mágoas desapareceram de meu coração e só há Luz e Paz em minha vida.
Quero você alegre, sorrindo, onde quer que você esteja...
É tão bom soltar, parar de resistir e deixar fluir novos sentimentos!
Eu perdoei você do fundo de minha alma, porque sei que você nunca fez nada por mal e sim porque acreditou que era a melhor maneira de ser feliz...

Me perdoe por ter nutrido ódio e mágoa por tanto tempo em meu coração. 
Eu não sabia como era bom perdoar e soltar.
Eu não sabia como era bom deixar ir o que nunca me pertenceu.

Agora sei que só podemos ser felizes quando soltamos as vidas, para que sigam seus próprios sonhos e seus próprios erros.
Não quero mais controlar nada, nem ninguém. 
Por isso, peço que me perdoe e me solte também, para que seu coração se encha de amor, assim como o meu.

Muito obrigada.

Oração do Perdão  Inspirada por Cristina Cairo

sábado, 5 de janeiro de 2019

Liberte-se da Culpa




A culpa é uma emoção gélida, cheia de garras. Aperta nossa garganta e nosso coração de tal forma que o ar não consegue entrar. Contamina tudo em que toca, vocês já perceberam? 
É difícil apreciar a vida quando nos sentimos culpados pois lá no fundo não acreditamos merecê-la.
Quem se sente culpado acaba estragando a própria vida,  momento após momento, num auto boicote inconscientemente planejado.

Ahhh e há também os especialistas em cultivar a culpa alheia. 
São as "vítimas", aqueles que não assumem seu papel na criação dos dramas da própria vida, os que responsabilizam todos, menos a si mesmos, pelo que vivem.
Não é fácil lidar com eles.
Nos provocam emoções contraditórias.
Sofremos ao vê-los sofrer.
Ao mesmo tempo sua presença nos pesa, nos faz sentir mal. 
E nos sentimos culpados.

Ouça. Se você de fato fez algo para ferir alguém, ou a si mesmo, então eu entendo que se sinta culpado. Nesse caso, faça o possível para reparar seu erro, mas depois perdoe a si mesmo e siga em frente.
Mas se não foi o que ocorreu... Se se sente culpado por não corresponder às expectativas alheias, entenda:
_ Não é seu papel ser quem esperam que você seja!
Você não deveria sentir culpa alguma por ser quem de fato é. Por viver de acordo com os valores nos quais acredita.
Não somos responsáveis pela salvação de ninguém. Cada pessoa deve trilhar seu próprio caminho, e se alguém se colocou numa posição de depender ou esperar coisas de você, esse é um aprendizado que essa pessoa precisa ter. 
Não lhe cabe ter que fazer o papel complementar.
Ajude, se seu coração assim pedir.
Nunca por obrigação.
Muito menos por culpa.
Liberte-se das "vitimas".
Só assim você as ajudará a se libertarem também.
Nenhum de nós é uma vítima da vida.
Somos criadores.
Podemos transformar tudo em crescimento, sabedoria, força e amor.

Texto de Patricia Gebrim 
Imagem: Google 

domingo, 30 de dezembro de 2018

Que venha 2019!



No Ano Novo você não "tem" que descobrir sua missão de vida, não "tem" que realizar uma lista de tarefas específicas , não "tem" que sofrer para conquistar novos territórios ou atingir metas.
Claro... Mudanças são bem vindas. 
Evoluir deveria ser o caminho natural e nele tudo poderia acontecer, mas a grande "sacada" é perceber que tudo isso vem como resultado de algo muito simples. 
E tem mais... Pode vir sem esse esforço absurdo que aprisiona muitos de nós.

Então faça uma coisa... 
Anote aí... (E desenhe estrelas em volta) : 

2019 Lembrar-me de quem de verdade sou! 

Quando você se lembra, todo o resto flui.
Você consegue entender isso?
Não adianta sobrecarregar o ego com essas listas de tarefas que ele raramente consegue cumprir.
Nos fazemos exigências desnecessárias.
É como se você estivesse dizendo a um pássaro que ele deve chegar ao topo de uma montanha e que, para isso, deve sofrer,  trabalhar muito para comprar passagens de avião e treinar até ser capaz de saltar lá de cima, de paraquedas, até aterrissar no topo da montanha.
Que complicação, gente.
Não seria mais fácil o pássaro  simplesmente se lembrar de que é um pássaro... abrir as asas... e voar?
Assim... Simplifique sua vida.
Deixe sua alma tomar a dianteira.
Seja quem você de verdade é.
O resto fluirá, como flui o voo da águia que nos mira do alto das montanhas.
Recupere suas asas.

E que venha 2019

Texto de Patricia Gebrim

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Vamos Celebrar! O Rei nasceu!


Muitos homens querem ser ricos,
Muitos  ricos querem ser reis
e muitos reis querem ser deuses,
mas o único homem que foi chamado de filho de Deus
quis ser homem.

 Augusto Cury

Feliz Natal a cada um que pousar por aqui!
E que 2019 seja um ano especial em sua vida!

com carinho...
Sheila Costa
do blog Passarinhos no Telhado

sábado, 22 de dezembro de 2018

Surpresa...



Lá não corria vento. Lá não morava riso. Lá não batia sol. Lá era apenas dor. Lá nem tinha passarinho. 

Tempos depois, exatamente lá, onde eu não imaginava, brotou uma flor.

Ana Jácomo 
Imagem: Google

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

24 Toques para Ser Mais Feliz



01 - Seja ético. 
A vitória que vale a pena é a que aumenta sua dignidade e reafirma valores profundos. Pisar nos outros para subir desperta o desejo de vingança. 

02 - Estude sempre e muito. 
A glória pertence àqueles que têm um trabalho especial para oferecer. 

03 - Acredite sempre no amor. 
Não fomos feitos para a solidão. Se você está sofrendo por amor, está com a pessoa errada ou amando de uma forma ruim para você. Caso tenha se separado,curta a dor, mas se abra para outro amor. 

04 - Seja grato(a) a quem participa de suas conquistas. 
O verdadeiro campeão sabe que as vitórias são alimentadas pelo trabalho em equipe. Agradecer é a melhor maneira de deixar os outros motivados. 

05 - Eleve suas expectativas. 
Pessoas com sonhos grandes obtêm energia para crescer. Os perdedores dizem: "isso não é para nós". Os vencedores pensam em como realizar seu objetivo.

06 - Curta muito a sua companhia. 
Casamento dá certo para quem não é dependente. 

07 - Tenha metas claras. 
A História da Humanidade é cheia de vidas desperdiçadas: amores que não geram relações enriquecedoras, talentos que não levam carreiras o sucesso, etc. Ter objetivos evita desperdícios de tempo, energia e dinheiro. 

08 - Cuide bem do seu corpo. 
Alimentação, sono e exercício são fundamentais para uma vida saudável. Seu corpo é seu templo. Gostar da gente deixa as portas abertas para os outros gostarem também. 

09 - Declare o seu amor. 
Cada vez mais devemos exercer o nosso direito de buscar o que queremos (sobretudo no amor). Mas atenção: elegância e bom senso são fundamentais. 

10 - Amplie os seus relacionamentos profissionais. 
Os amigos são a melhor referência em crises e a melhor fonte de oportunidades na expansão. Ter bons contatos é essencial em momentos decisivos. 

11 - Seja simples. 
Retire da sua vida tudo o que lhe dá trabalho e preocupação desnecessários.

12 - Não imite o modelo masculino do sucesso. 
Os homens fizeram sucesso a custa de solidão e da restrição aos sentimentos. O preço tem sido alto: infartos e suicídios. Sem dúvida, temos mais a aprender com as mulheres do que elas conosco. Preserve a sensibilidade feminina - é mais natural e mais criativa. 

13 - Tenha um orientador. 
Viver sem é decidir na neblina, sabendo que o resultado só será conhecido, quando pouco resta a fazer. Procure alguém de confiança, de preferência mais experiente e mais bem sucedido, para lhe orientar nas decisões, caso precise.

14 - Jogue fora o vício da preocupação. 
Viver tenso e estressado está virando moda. Parece que ser competente e estar de bem com a vida são coisas incompatíveis. Bobagem... Defina suas metas, conquiste-as e deixe as neuras para quem gosta delas. 

15 - O amor é um jogo cooperativo. 
Se vocês estão juntos é para jogar no mesmo time. 

16 - Tenha amigos vencedores. 
Aproxime-se de pessoas com alegria de viver. 

17 - Diga adeus a quem não o(a) merece. 
Alimentar relacionamentos, que só trazem sofrimento é masoquismo, é atrapalhar sua vida. Não gaste vela com mau defunto. Se você estiver com um marido/mulher que não esteja compartilhando, empreste, venda, alugue, doe... e deixe o espaço livre para um novo amor. 

18 - Resolva! 
A mulher/homem do milênio vai limpar de sua vida as situações e os problemas desnecessários. 

19 - Aceite o ritmo do amor. 
Assim como ninguém vai empolgadíssimo todos os dias para o trabalho, ninguém está sempre no auge da paixão. Cobrar de si e do outro viver nas nuvens é o começo de muita frustração. 

20 - Celebre as vitórias. 
Compartilhe o sucesso, mesmo as pequenas conquistas, com pessoas queridas. Grite, chore, encha-se de energia para os desafios seguintes. 

21 - Perdoe! 
Se você quer continuar com uma pessoa, enterre o passado para viver feliz. Todo mundo erra, a gente também. 

22 - Arrisque! 
O amor não é para covardes. Quem fica a noite em casa sozinho, só terá que decidir que pizza pedir. E o único risco será o de engordar. 

23 - Tenha uma vida espiritual. 
Conversar com Deus é o máximo, especialmente para agradecer. Reze antes de dormir. Faz bem ao sono e a alma. Oração e meditação são fontes de inspiração.

24 - Muita Paz, Harmonia e Amor... sempre!

Roberto Shinyashiki
Imagem:Google 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...