Pesquisar este blog

Tradutor

sábado, 23 de novembro de 2019

Sobre a Solidariedade



A solidariedade é como um ipê: nasce e floresce. Mas não em decorrência de mandamentos éticos ou religiosos. Não se pode ordenar: “Seja solidário!”. A solidariedade acontece como um simples transbordamento: as fontes transbordam… Da mesma forma como o poema é um transbordamento da alma do poeta e a canção, um transbordamento da alma do compositor…

Já disse que solidariedade é um sentimento. É esse o sentimento que nos torna mais humanos. É um sentimento estranho, que perturba nossos próprios sentimentos. A solidariedade me faz sentir sentimentos que não são meus, que são de um outro. Acontece assim: eu vejo uma criança vendendo balas num semáforo. Ela me pede que eu compre um pacotinho de suas balas. Eu e a criança – dois corpos separados e distintos. Mas, ao olhar para ela, estremeço: algo em mim me faz imaginar aquilo que ela está sentindo. E então, por uma magia inexplicável esse sentimento imaginado se aloja junto aos meus próprios sentimentos. Na verdade, desaloja meus sentimentos, pois eu vinha, no meu carro, com sentimentos leves e alegres, e agora esse novo sentimento se coloca no lugar deles. O que sinto não são meus sentimentos. Foram-se a leveza e a alegria que me faziam cantar. Agora, são os sentimentos daquele menino que estão dentro de mim. Meu corpo sofre uma transformação: ele não é mais limitado pela pele que o cobre. Expande-se. Ele está agora ligado a um outro corpo que passa a ser parte dele mesmo. Isso não acontece nem por decisão racional, nem por convicção religiosa, nem por mandamento ético. É o jeito natural de ser do meu próprio corpo, movido pela solidariedade. Acho que esse é o sentido do dito de Jesus de que temos de amar o próximo como amamos a nós mesmos. A solidariedade é uma forma visível do amor. Pela magia do sentimento de solidariedade, meu corpo passa a ser morada de outro. É assim que acontece a bondade.

Rubem Alves 

sábado, 16 de novembro de 2019

Sobre a Memória das células




"As células do corpo humano renovam-se constantemente; todos os dias há células velhas, já gastas, que são substituídas por células novas. Este processo de renovação prolonga-se por sete anos. Portanto, ao fim de sete anos as células de um corpo foram substituídas, mas isso não significa que o próprio homem se tenha tornado um ser novo. Com efeito, as células têm uma espécie de memória que transmitem sob a forma de registos etéricos àquelas que as substituem. Os pensamentos, os sentimentos, as energias, circulam nestes registos como em sulcos, em circuitos bem traçados, e herdam essa memória. Por isso, a maioria dos seres humanos mantêm a mesma maneira de pensar, repetem os mesmos erros: as novas células sofreram a influência da memória antiga. Uma pessoa que quer mesmo transformar-se deve mudar a memória das suas células, isto é, à medida que as novas células substituem as antigas, ela deve esforçar-se por impregná-las com pensamentos e sentimentos mais elevados. Enquanto não puser ordem no seu foro íntimo, mesmo que receba um ensinamento espiritual, ela não mudará a nível profundo." 

Omraam Mikhaël Aïvanhov

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Aprenda a Retomar o controle




"Se estiver suficientemente alerta, poderá ser capaz de detectar alguns destes padrões inconscientes em você: 

1 - Exige reconhecimento por alguma coisa que fez e fica zangado ou perturbado se não lhe derem.

2 - Tenta chamar a atenção, falando sobre os seus problemas, o seu histórico de doenças ou fazendo uma cena.

3 - Dá a sua opinião sem ninguém lhe pedir e sem ela fazer qualquer diferença para a situação.

4 - Preocupa-se mais com o modo como a outra pessoa o vê do que com essa pessoa, ou seja, usa as outras pessoas para refletirem ou elevarem o seu ego.

5 - Tenta causar uma boa impressão nos outros através dos seus bens materiais, dos seus conhecimentos, da sua boa aparência, do seu status, da sua força física, etc.

6 - Provoca um engrandecimento temporário do seu ego, reagindo com indignação a algo ou a alguém.

7 - Leva as coisas a peito, sentindo-se ofendido.

8 - Quer demonstrar que tem razão e que os outros estão errados, num queixume mental ou verbal inútil.

9 - Deseja ser considerado ou parecer importante.

Se detectar em si mesmo um destes padrões, sugiro que faça uma experiência. Veja o que sente e o que acontece se renunciar a esse padrão. Abandone-o e verifique o que acontece. Reduzir a importância de quem somos ao nível da forma é outro modo de gerar consciência. Descubra o enorme poder que flui através de você para o mundo, quando você deixa de dar importância à sua identidade baseada na forma." 

 Eckhart Tolle
Imagem: Google 

domingo, 10 de novembro de 2019

Meu texto virou vídeo!

No meu aniversário de 2013, estava grávida e inspirada...e escrevi um texto que foi muito visualizado e compartillhado. 
E hoje para minha surpresa, este texto escrito com tanta verdade... virou um vídeo onde o ator Silvio Matos interpreta... Quanta honra! 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...