Pesquisar este blog

Tradutor

domingo, 30 de setembro de 2018

Almas são como velas acendem-se umas nas outras



Estamos vivendo um momento desafiador no Brasil. Na verdade creio que a onda que está revolvendo nossas entranhas é global.

A sombra veio à tona. O escondido está sendo revelado, e isso não se refere apenas à situação político-econômico-social, mas a cada um de nós.

A forma como reagimos a esse momento revela também nossas sombras. Isso não é ruim. Só podemos limpar a sujeira que enxergamos.

Mas ouça. Enquanto nos ocupamos em apontar a escuridão lá fora, nos outros, na política, naqueles que atacamos por pensarem diferente de nós, deixamos de agir e transformar o que nos cabe. 
Nós mesmos.

Pense que cada um de nós tem dons e habilidades que servem ao todo. Uns tem uma mente clara e ótimas ideias, outros são ágeis em encontrar soluções criativas. Uns sabem usar agulhas para curar, outros têm o dom da oratória. Uns amam estar em grupo e iniciar movimentos que se expandam, outros preferem ficar no jardim cuidando de uma única sementinha.

O momento requer que cada um de nós descubra seu dom e o coloque a serviço do todo.

Existe algo que só você tem a dar, entende?

Precisamos evitar a armadilha de sermos sugados por essa ilusão coletiva que diz que o nosso destino está nas mãos de alguém, que não nós próprios. 

Enquanto ficamos aguilhoados pela revolta, reclamando, atacando uns aos outros, alimentando essa onda que causa angústia e medo, deixamos de fazer a única coisa que poderia ser verdadeiramente revolucionária.

Existir.
Ser a luz que somos. 
Não importa a sombra que nos rodeie, estamos aqui para manifestar nossa luz. Uma única vela acesa rompe a escuridão.

Se você for alguém influente na política, seja luz. Se você for influente na educação, seja luz na educação. Se for dono de um quiosque na praia, coloque amor ao preparar os sanduiches. 
Onde quer que esteja, faça o seu melhor.

Pare de desperdiçar sua energia julgando, polarizando, atacando. Isso não resolve. Apenas aprofunda esse véu de separatividade e cega a todos nós.

Essa é a última tentativa da sombra de nos afastar de nós mesmos.

Temos um poder imenso e tudo pode se transformar se formos sábios e corajosos para fazer a única coisa que nos cabe. 

Não se deixe iludir pelo que vê à sua volta. Respire. Faça o seu melhor. Vibre a luz que você é. 

E confie!
Estamos a caminho! 

"Almas são como velas acendem-se umas nas outras"

Por Patrícia Gebrim
Imagem: Google 

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Eleições 2018 sob a luz da física quântica



Está com medo dessas eleições?
Então sugiro que leia esse texto até o fim!

Eu vou te contar como alcancei uma serenidade que me emociona sobre esse tema.

Ouço falar de amigos furiosos, discutindo nas redes sociais, desfazendo amizades no facebook, vejo alguns perdidos e desanimados com os candidatos disponíveis. Uns dizem que irão pra praia, voto nulo, voto em branco pra não ter o ônus de escolher em quem votar. 

Entendo perfeitamente, estava assim até bem pouco tempo. 
Mas parei pra pensar e decidi criar paz em mim. 

Quer saber como fiz isso? 
Vou explicar. 
Entender é a sua parte!

A física quântica é a ciência das possibilidades.
Nada está determinado no futuro, apenas há uma possibilidade de acontecer, de acordo com o seu comportamento atual. 

A única coisa que sabemos é que tudo é perfeito, mesmo quando achamos que algo é ruim, é preciso identificar algum aprendizado, o que torna a experiência válida. 

Quando temos medo do futuro é porque estamos na dualidade, separados da nossa essência. 
Lembre-se que tudo é perfeito.

Tudo está em movimento. A matéria não é densa, é apenas um monte de partículas se movimentando. Os cientistas já provaram que o observador determina se o átomo vai se comportar como partícula ou como onda, num experimento chamado “Fenda Dupla”. Trocando em miúdos, isso significa que cada pessoa cria a sua própria realidade. Realidade essa que é interpretada de forma diversa de acordo com suas experiências de vida, meio cultural onde vive e projetos de futuro.

Isso tudo me autoriza a valorizar a autorresponsabilidade. 
Ou seja, se a sua timeline está cheia de troca de ofensas e você se perturba com isso, adivinha de quem é a responsabilidade? 
É sua. Você focou nisso. Você criou isso pra sua vida.

Você quer provar que o seu ponto de vista é o certo? 
Impossível! Cada um cria sua própria realidade. Não aceitar o ponto de vista do outro cria uma realidade de intolerância, você não acha?

Além disso, aprendi recentemente que eu só enxergo no outro o que está em mim. 
Se não estivesse dentro de mim, eu nem teria percebido. E isso é maravilhoso! 

A gente não consegue mudar o outro, mas podemos nos transformar e ensinar pelo exemplo. 
Trabalhe em você os defeitos que vê nos outros, fortaleça suas virtudes.
Pergunte-se: 
E se fosse comigo? 
Será que devo acreditar em tudo o que vejo na TV? 
Será que eu no lugar da pessoa teria agido diferente? 
Teria eu coragem de entrar na política e fazer diferente? 

No fim das contas, somos todos Um, vivendo a ilusão da separação do tempo e espaço. 
Tudo está em movimento. 
E a serenidade é uma decisão.

Há anos identifiquei que me prejudicava assistir TV porque o mundo através das notícias jornalísticas me parecia mau, cheio de pessoas más, e me deixava levar por esse sentimento. Virei massa de manobra. 
Foi libertador pensar sozinha sem aquele bombardeio de informação/opinião alheia. 

Não duvidem que o Brasil é uma nação maravilhosa.

Estamos passando por um período de transição importantíssimo e extremamente necessário. 
Uma mudança de paradigma, de mentalidade. E a mudança começa dentro de cada um de nós.

Somos seres vibracionais. 
Temos um campo eletromagnético ao nosso redor. 
Tudo o que emitimos, volta para nós. 
Simples assim. 

A resposta é sempre sim, pois tudo é perfeito, lembra? 
Se o seu foco está na indignação com a opinião alheia, você receberá situações para se indignar de volta, porque você está criando a sua realidade. Uma realidade de intolerância. Pensando e agindo assim você contribui pra facadas, agressões e revolta de gente desequilibrada. E o pior, está contaminando todos ao seu redor. 

O coração emite vibração eletromagnética muito maior do que o cérebro.
Ou seja, sentir medo, raiva só vai trazer mais disso pra você. Não faça isso!

Sinta alegria, sinta paz e serenidade.
Encontre pontos positivos no processo. 

Tenho certeza que sua vibração vai mudar assim que seu foco for por enxergar o lado bom sempre. 
Mudando a si mesmo, você muda uma comunidade inteira.

Pense, faça uma análise critica dos candidatos, mas não sinta medo ou ódio porque você está se prejudicando e atrapalhando os outros. 

Vibre na paz. 
Ouça uma bela música. 
Busque áudios binaurais na internet, 
meditação hooponopono, 
faça uma oração, 
uma prece, 
um pensamento positivo 

e transmute esse sentimento ruim em paz e alegria. 
Veja vídeos alegres, divertidos! 

Automaticamente a melhor das possibilidades será criada e os melhores candidatos serão eleitos.

A responsabilidade é de todos nós. 
O amadurecimento da nação depende da autorresponsabilidade. 

Vamos fazer a nossa parte?

Texto de Roberta Ramalho
Imagem: Google 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...