Pesquisar este blog

Tradutor

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Bebês e o "corpo de dor" emocional


Todos os recém nascidos que vêm a este mundo já carregam um corpo de dor emocional. Em alguns casos, é um corpo de dor mais pesado, mais denso do que outros. Alguns bebés estão quase sempre muito felizes. Outros parece que carregam uma enorme dose de infelicidade dentro de si. É verdade que alguns bebés choram muito por não lhes darem amor e atenção suficientes, mas outros choram sem razão aparente, quase como se quisessem que as pessoas à sua volta se sintam tão infelizes como eles - e, muitas vezes, conseguem-no. Vieram a este mundo com um pesado fardo de dor humana. Outros bebés podem chorar com frequência porque conseguem sentir a emanação das emoções negativas do pai e da mãe, o que lhes causa dor e faz com que o seu corpo de dor cresça, absorvendo a energia dos corpos de dor dos pais. Qualquer que seja o caso, à medida que o corpo físico do bebé cresce, também o seu corpo de dor cresce.

Uma criança com um corpo de dor pouco denso não vai necessariamente ser um homem ou uma mulher espiritualmente «mais avançado» do que uma criança com um corpo de dor mais denso. Na realidade, costuma dar-se o contrário. As pessoas com corpos de dor densos costumam ter mais hipóteses de despertar espiritualmente do que as que possuem corpos de dor relativamente pouco densos. Embora algumas permaneçam presas aos seus corpos de dor densos, muitas outras chegam a uma altura em que já não conseguem viver com a sua infelicidade, por isso a sua motivação para despertar torna-se forte.

Eckhart Tolle
Um Novo Mundo, pag 121
imagemdaqui

Um comentário :

  1. Muito interessante este texto, adorei saber!
    Beijos...boas energias, janelas abertas e muita saúde!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir

Fico feliz com a sua companhia!
E fico mais feliz ainda quando você deixa um comentário!
Obrigada viu! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...