Pesquisar este blog

Tradutor

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

A morte...e uma reflexão...


A morte, por si só, é uma piada pronta. 
Morrer é ridículo.
Você combinou de jantar com a namorada, 
está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem,
precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre. Como assim? 
E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente? 
Não sei de onde tiraram esta ideia: MORRER!!!
A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente... 
De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinquente que gostou do seu tênis. Qual é? 
Morrer é um chiste.
Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. 
Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira. 
Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu
Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer.
Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã. 
Isso é para ser levado a sério? Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem-vindo. Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas.
Ok, hora de descansar em paz.
Mas antes de viver tudo? Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero. 
E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. 
Só que esta não tem graça. 
Por isso viva tudo que há para viver. 
Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da Vida... Perdoe... Dance... Sempre!!!

Crônica de Martha Medeiros de 2006
imagem: google


Achei este texto fantástico e reflexivo...
A vida é tão frágil que se desfaz com um sopro...
Pra que tanto orgulho? Tanto "eu acho"? Tanto ódio?
Pra que tanta mágoa? Tantos "deveria"? Tanta preocupação?
Somos nada...somos poeira...
Se morrermos hoje, seremos apenas uma fotografia na estante de alguém...
Depois, nem isso...
Então amigos, menos...
Bem menos...
Viva com alegria e gratidão! 
Viva o momento presente...
Curta as pessoas que ama, seja grato a tudo que te rodeia...
Respire! 
Encha o pulmão de ar... pegue sol....sorria...
Não perca tempo com coisas pequenas...olhe para o que te faz bem...
E o resto deixa passar...

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Mude o seu foco para mudar sua energia.



Onde colocamos nosso foco, os pensamentos que pensamos e também as histórias que nós nos contamos determinam as emoções e as energias que sentimos dentro de nós. Quando focamos na falta, na luta, no drama, na dor, sentimos um aperto e irradiamos uma energia baixa e fraca.

Quando situações monstruosas que não podemos controlar desdobram-se por fora de nós, devemos simplesmente abrir mão de lutar contra elas e trabalhar na única coisa que podemos controlar, que é aquilo que está dentro de nós. 

Podemos usar o poder do nosso foco para criar uma mudança em nossa energia sem precisar de nada fora de nós mesmos para realizá-la. 

Você tem que lembrar que qualquer coisa a que dê sua atenção, energia e foco irá expandir-se. Quanto mais preocupar-se, inquietar-se e pensar em seus problemas e desafios, mais fortes você os estará fazendo e mais deles irá experimentar. Você não precisa enxergar tais situações pelos olhos do medo. Pode escolher encontrar e focar na paz, apesar dos desafios. 

Mude seu foco:

> Foque naquilo que está funcionando neste momento, em vez daquilo que não está. O que está funcionando bem em sua vida neste momento? Você é grato por isso ? 
Afirme: Tudo está trabalhando perfeitamente bem para mim. 

> Foque naquilo que você tem, não naquilo que você não tem. O que você já tem em sua vida neste momento que te conecta ao que você quer?
Afirme: Tudo que desejo já está a caminho. 

> Foque naquilo que ama, não naquilo que não gosta. O que há em sua vida neste momento que você realmente ama e aprecia?
Afirme: Muito mais daquilo que amo flui para minha vida a cada dia. 

> Foque na sua paz, não nos seus medos. Como você pode trazer mais paz para sua vida neste exato momento?
Afirme: A paz começa comigo. 

> Foque no momento presente em vez de seu passado ou futuro. O que você pode deixar para lá do seu passado ou relacionado ao seu futuro de forma que você possa estar aqui agora mesmo?
Afirme: Neste exato momento tudo está perfeito, inteiro e completo.

Pensem nisso. 

Mangala Bhadra Núcleo Holístico de Terapias


terça-feira, 26 de janeiro de 2016

A energia trocada do sexo e suas consequências...


Sexo é maravilhoso, não podemos negar isso. Se relacionar com alguém significa trocar, compartilhar algo, principalmente trocar "informações" que vem através da energia. Cada pessoa que passa pela sua vida deixa em você um "fio" de energia conectado e com o sexo isso não é diferente. Mas no sexo existe algo a mais que é trocado e este pode vir a ser um problema dependendo da pessoa que tiver transado porque estes fios ficam por muito tempo conectados a você e você fica então trocando informações energéticas por muitos anos ainda. Com o tempo os fios vão diminuindo de espessura e os vínculos são cortados, mas leva-se anos.

Nos fluídos corporais existe uma informação que carrega como um código aquilo que cada um é. Quando através do sexo entramos em contato com esta energia "puxamos" parte desta informação para a gente, como se estivéssemos puxando parde dos problemas desta pessoa. Se você então tiver transado com alguém problemático por exemplo, você fica contaminado com estes problemas de certa forma muito mais que outras pessoas. É como uma teia de informações, que se espalham do outro para você e vice versa. Imagine que você deixa de estar totalmente "puro" quando se mistura desta forma com outras pessoas. Usar camisinha ajuda a não misturar tanto essa energia, mas mistura mesmo assim, com menos intensidade.

Claro que não dá para ficar sem sexo, até porque através do orgasmo é possível se conectar com a energia divina e com isso trazer poder de criação para a sua vida, mas esta já é outra história para ser explicada em outro artigo. Bem, quando você puxa para você informações, que não são suas, isso pode atrapalhar sua caminhada, pois você levará mais tempo para limpar tudo isso, ou melhor, resolver. O importante é ter consciência destas trocas e também ter respeito pela história do outro. Quando a gente abençoa a vida do outro, sua história de vida e seu caminho a gente começa a desfazer estes vínculos, agora quando a pessoa fica com raiva, etc...aumenta este vínculo. Tudo é energia.

O outro e nós somos na verdade um só, viemos da mesma fonte. A questão é que estamos em momentos diferentes, e quando você transa com alguém mais "atrasado" neste aspecto que você "volta" um pouco para trás novamente. É como uma influência que acontece como nos vínculos que temos na vida no geral. Você pode perceber que sua turma de amigos ou conhecidos, enfim, as pessoas que você mais convive dia a dia são a "média" daquilo que você é. Ou seja, aquilo que nos conectamos, faz parte daquilo que somos no momento. Quando estamos no meio de pessoas bem resolvidas por tabela vamos ser influenciados e vice versa. Portanto, a chave é a consciência, o respeito e a entrega de corpo e alma. A entrega para si mesmo. Quando isso acontecer você só se envolverá com tudo aquilo que sente que vale a pena, pois estará cuidando do seu templo, do seu corpo! Pense nisso.

Cristina Longhi 
Fonte:Stum
Imagem: google

Se quer saber a realidade que você está construindo...



Se quer saber a realidade que você está construindo neste exato instante, observa o conteúdo das palavras que estão saindo de sua boca. Esta é a energia que você está emanando ao mundo. Através das tuas palavras você gera emoções e reações de outras pessoas. São as tuas palavras e o que você diz que determinam as consequências energéticas que vão se transformar em realidade quântica que você vai experimentar. Então presta atenção. Só isso. Somos viciados demais em drama, em catástrofes e em tragédias. Nos vitimizamos demais e adoramos encontrar culpados e vilões para nossos problemas. E, assim, vamos criando nossas realidades baseados naquilo que dificilmente escolheríamos viver, caso a opção fosse nos dada exatamente desta forma. Por isso fale apenas o que você gostaria de ouvir, emane suas opiniões sobre situações e pessoas sabendo que a sua visão de mundo tem mais a ver com você do que com o mundo e nunca se esqueça de que apontamos um dedo para o outro enquanto outros 3 são apontados para nós mesmos. E siiim, você pode desabafar com seus amigos sobre seus problemas. Mas desabafar não é ficar ruminando medos.

Flavia Melissa
imagem: google



quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Quando os filhos voam...


"Sei que é inevitável e bom que os filhos deixem de ser crianças e abandonem a proteção do ninho. Eu mesmo sempre os empurrei para fora.Sei que é inevitável que eles voem em todas as direções como andorinhas adoidadas.
Sei que é inevitável que eles construam seus próprios ninhos e eu fique como o ninho abandonado no alto da palmeira…
Mas, o que eu queria, mesmo, era poder fazê-los de novo dormir no meu colo…
Existem muitos jeitos de voar. Até mesmo o vôo dos filhos ocorre por etapas. O desmame, os primeiros passos, o primeiro dia na escola, a primeira dormida fora de casa, a primeira viagem…
Desde o nascimento de nossos filhos temos a oportunidade de aprender sobre esse estranho movimento de ir e vir, segurar e soltar, acolher e libertar. Nem sempre percebemos que esses momentos tão singelos são pequenos ensinamentos sobre o exercício da liberdade.
Mas chega um momento em que a realidade bate à porta e escancara novas verdades difíceis de encarar. É o grito da independência, a força da vida em movimento, o poder do tempo que tudo transforma.
É quando nos damos conta de que nossos filhos cresceram e apesar de insistirmos em ocupar o lugar de destaque, eles sentem urgência de conquistar o mundo longe de nós.
É chegado então o tempo de recolher nossas asas. Aprender a abraçar à distância, comemorar vitórias das quais não participamos diretamente, apoiar decisões que caminham para longe. Isso é amor."

Rubem Alves
imagem: google



terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Como Deixar de Gostar Ou Esquecer Alguém?


De vez em quando eu recebo perguntas como sobre como utilizar a EFT (técnica para autolimpeza emocional) pra deixar de gostar ou para “esquecer” alguém. São pessoas que estão sofrendo pelo término de algum relacionamento ou por não conseguirem concretizar um relacionamento com uma determinada pessoa.

Será que é possível eliminar esse sofrimento e “deixar de gostar ou esquecer”? Sim, certamente. Vou explicar como. Mas é preciso entender melhor o que é esse suposto gostar de alguém.

O fato de gostar ou de amar alguém jamais poderá gerar sofrimento, pois esses são sentimentos bons. Ninguém sofre de dor de amor, por que amar não dói. A dor é provocada por sentimentos de rejeição, abandono e outros que são ativados quando há uma separação ou impossibilidade de se relacionar com alguém.

Por isso, é muito importante fazer essa distinção. O que as pessoas querem não é deixar de gostar ou esquecer alguém como elas pensam. O que elas precisam, na verdade, é curar os sentimentos negativos de rejeição e abandono que foram acionados. Esses sentimentos surgem devido à carência emocional.

A carência vem desde a infância. A criança aprende a amar a si mesma a partir do amor que ela recebe dos pais e adultos próximos. Para a criança desenvolver bem a sua autoestima, ela precisa receber amor (na forma de carinho, atenção, elogio, proteção etc..) de forma suficiente e adequada. Quando ela recebe tudo isso, torna-se um adulto seguro que aprendeu a amar a si mesmo sem depender de fontes externas pra isso.

Só que não é isso o que ocorre com a maioria das pessoas. Por uma série de razões que não vai dar pra eu aprofundar nesse texto, as crianças acabam não recebendo a nutrição emocional da forma que necessitam e assim não conseguem desenvolver plenamente o seu amor-próprio e sua autoestima é afetada.

Fica, então, uma sensação de que falta algo. A carência emocional é justamente esse sentimento de falta. A pessoa não amadurece plenamente e continua com um mecanismo infantil de buscar completar o que falta dentro dela em outras pessoas. Quanto maior a carência, menor a autoestima e mais a pessoa tenderá a buscar conforto em outras pessoas e relacionamentos, tornando-se dependente emocionalmente. A pessoa só consegue se sentir em paz, feliz e completa quando está se relacionando.

O sofrimento, o apego, os sentimentos de abandono, rejeição e fracasso, no término do relacionamento, serão proporcionalmente mais intensos quanto maior for a carência emocional e quanto pior for a autoestima de uma pessoa.

A carência fica menos evidente quando a pessoa está se relacionando. Suas necessidades emocionais estão sendo supridas e a pessoa tem a sensação de estar bem temporariamente. Quando o relacionamento acaba, toda a lacuna emocional vem à tona, provocando grande sofrimento.

Para acabar com esse sofrimento, a pessoa fica pensando na outra, desejando retomar o relacionamento para aliviar seus sentimentos de rejeição e abandono. O que, na verdade, parece amor é apenas uma dependência emocional; é a manifestação da própria carência. Até que o tempo passa, a pessoa tende a buscar outro relacionamento onde ela vai fazer a mesma projeção em outra pessoa, buscando nela tudo o que falta em si, e assim, vai se sentir melhor novamente.

A forma mais eficiente então de “esquecer” ou de “deixar de gostar de alguém” é através da cura dos sentimentos de rejeição, abandono, decepção, fracasso e outros que emergem depois do relacionamento.

Além disso, é importante também curar sentimentos de rejeição e abandono que ficaram no histórico emocional em relacionamentos anteriores e também na infância, pois eles são a base da carência emocional. É o que fazemos ao aplicar a EFT. Assim a autoestima da pessoa é restaurada e ela tem de volta sua paz interior e independência emocional.

André Lima- EFT

Para saber mais sobre EFT - Clique Aqui!


segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Sobre as imperfeições dos outros...


" A sua mente fica perturbada pensando nas imperfeições dos outros. Deixe as imperfeições dos outros apenas para eles, deixe que eles cuidem disso. Cuide da sua própria mente. Cuide da suas próprias imperfeições e isto é o bastante." 

Sri Sri Ravi Shankar

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Um Aniversário cheio de reflexões...


"Dizer sim quando quero dizer não é dar mais valor aos outros do que a mim,
é não colocar meus limites e isso é não me respeitar... 
É o mesmo que dizer que o que eu sinto não vale nada, que os ouros podem passar por cima de mim à vontade. E eles passam, sem dó nem piedade. 
Hoje estou aprendendo a dizer não. Quando não quero alguma coisa, simplesmente digo não. 
Sem raiva nem emoção. Um não é só uma negativa. É nosso limite. Um direito que temos de decidir o que desejamos ou não fazer. A isso se dá o nome de dignidade. 
Quando nos colocamos com sinceridade, dizendo o que sentimos, somos respeitados."

Zíbia Gasparetto


Esse pensamento da Zíbia, representa bem esse meu momento. 
Estou aprendendo a dar mais valor para o que EU sinto...sem desmerecer o outro apenas colocando um "limite" de forma afetiva.
As pessoas nos tratam como nós permitimos ( nossa como demorei para aprender de fato isso) 



E se elas invadem nossa vida...e porque no fundo a gente deixa que essa invasão aconteça.
Hoje eu tomo posse de mim, digo não...
Esse é "o meu limite."
Procuro ser uma boa pessoa,  mas sinceramente, não quero viver provando isso.
E se não entendeu esse não...a única coisa que posso dizer é: "só lamento."


Hoje completo 40 anos! Sim amigos 40 :/
Como eu já disse em outro post... se a vida fosse uma partida de futebol, os 40 anos é a hora que o juiz apita para dar início ao segundo tempo...


É hora de rever conceitos, lavar as coisas sujas, abrir as portas para arejar e entrar sol.
É hora de rever as estratégias para fazer uma boa partida nos próximos 45 minutos do segundo tempo...
Tempo de reflexão...de avaliações e novas estratégias...

Feliz Aniversário pra mim...
E que comece o segundo tempo!

Imagens: De uma passeio em família no "Le Jardim Parque da Lavanda" em Gramado/RS. E aquele gurizinho fofo que está molhando a mão no chafariz...sim é meu filhote! :)

 

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

São dois lados da mesma moeda...



Um Homem com auto-conhecimento não pode ser um Escravo, e não consegue fazer dos outros escravos. Não se consegue oprimir um Homem com Sabedoria, e um Homem Sábio não consegue oprimir ninguém. Não se consegue dominá-lo e ele não dominará. A Dominação simplesmente desaparece dessa dimensão. Tu não o consegues possuir e ele não consegue possuir ninguém. Ele será livre e ajudará outros a serem livres. Esta é uma dificuldade mais profunda do que a primeira. Tu consegues evitar a Sociedade, mas como é que vais conseguir evitar o teu próprio ego? Tu tens medo — porque um Homem Sábio simplesmente não pensa em termos de possessão, dominação, poder. Ele é inocente, tal como uma Criança. Ele gostaria de viver totalmente livre, e gostaria que os outros vivessem também totalmente livres. Esse Homem será a Liberdade aqui e num Mundo de escravidão. Não gostarias tu de não ser explorado? Sim, dirás tu, tu não gostarias de ser explorado. Não gostarias tu de não ser um prisioneiro? Sim, tu gostarias de não ser prisioneiro. Mas também gostarias da situação inversa: fazer de alguém prisioneiro? Não dominar, não oprimir e explorar? Não matar o espírito, não transformar uma Pessoa numa coisa? Essa é a dificuldade. E lembrem-se: se querem dominar, serão dominados. Se querem explorar, serão explorados. Se querem que mais alguém seja um escravo teu, tu vais ser escravizado. São dois lados da mesma moeda. Essa é a dificuldade do auto-conhecimento, de outro modo, o auto-conhecimento devia ser a coisa mais simples, a mais fácil. Não deveria haver qualquer necessidade de fazer quaisquer esforços."

Osho
imagemdaqui

Relaxa mãe...


"Às vezes, a criança levou um tapa, ela recorda o fato - e se trabalha sobre isso, mas ela recebeu da mãe a vida em sua totalidade, e isso é esquecido. Nenhuma mãe pode subtrair de seu filho algo da vida que lhe deu, e nenhuma pode acrescentar algo a essa vida. Nenhuma mãe foi melhor ou pior do que outra. como mães, todas foram perfeitas. Esse é um belo pensamento."

 Bert Hellinger
imagem google

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

O plano do ego...


“O plano do ego para a salvação está centrado em guardar mágoas. Ele mantém que, se outra pessoa falasse ou agisse de modo diferente, se alguma circunstância ou evento externo fosse mudado, serias salvo. Dessa forma, a fonte da salvação é constantemente percebida fora de ti. Cada mágoa que guardas é uma declaração e uma afirmação na qual acreditas, que diz: “Se isso fosse diferente, eu seria salvo”. Desse modo, a mudança da mente necessária para a salvação é exigida de todos e de tudo, exceto de ti mesmo”. 

Um Curso em Milagres
imagemdaqui

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

30 Mantras para te ajudar a pensar positivo


1. Se a grama parece mais verde do outro lado … Pare de olhar fixamente. Pare de comparar. Pare de reclamar e comece a regar a grama sob a qual você está em pé.

2. Satisfação nem sempre é o cumprimento do que você deseja; é perceber como você é abençoado por tudo o que tem.

3. Às vezes você apenas tem que olhar para trás e sorrir por ver o quanto já avançou.

4. Só porque não durou para sempre, não significa que foi tempo perdido.

5. Por tudo que perdeu, você ganhou algo. Aprecie o que você tem hoje. A vida não tem que ser perfeita para ser maravilhosa.

6. Só porque você está com dificuldades não significa que está falhando. Todo grande sucesso requer algum tipo de luta.

7. Você não pode esperar vitória, enquanto se planeja para a derrota.

8. Você não pode controlar tudo o que acontece, mas pode controlar sua atitude em relação ao que acontece. E fazendo isso, você estará dominando a mudança em vez de permitir que ela te domine.

9. Use suas lutas e frustrações para motivá-lo ao invés de irritá-lo. Você está no controle da maneira com a qual encara a vida.

10. Pare de se torturar. Você é um trabalho em progresso; o que significa que vai chegar lá um pouco de cada vez, não tudo de uma vez.

11. Às vezes, as coisas devem mudar para que você possa mudar. Às vezes você tem que quebrar um pouco, para que possa olhar para dentro e ver o quão incrível é seu poder interior. Às vezes, os erros são necessários para conquistar a sabedoria. Às vezes você tem que superar a mágoa para começar a seguir o seu coração novamente.

12. A verdadeira medida de seu sucesso, é quantas vezes você pode se recuperar de uma falha.

13. Às vezes, as escolhas erradas nos levam para os lugares certos. Para ser criativo e produtivo na vida, você deve primeiro perder a sua resistência a estar errado.

14. Quando você já não é capaz de mudar uma situação, você é desafiado a mudar a si mesmo.

15. Se você sentir que seu navio está afundando, pode ser um bom momento para jogar fora as coisas desnecessárias que pesam para baixo.

16. Seguir um novo caminho é difícil, mas não mais difícil do que permanecer em uma situação que não se encaixa, ou não existe mais.

17. A história de sua vida tem muitos capítulos. Um mau capítulo não significa o fim. Então pare de reler o mau e vire a página.

18. A verdade é que, a menos que você deixe ir, que perdoe a si mesmo e a situação, a menos que você aceite, não pode se mover para frente.

19. Sim, é preciso muito trabalho para deixar ir e reorientar sua vida, mas vale a pena cada esforço que você puder reunir.

20. Cabeça erguida e coração aberto para melhores dias se aproximando!

21. Você nunca é tão bom como todos dizem quando você ganha, e nem tão terrível quando perde. O importante é o que você aprendeu, e o que está fazendo com isso.

22. Tenha cuidado ao que você dá voz em sua vida. Não basta ouvir a voz mais alta. Ouça a mais verdadeira.

23. Você não é um fracasso porque não pode ser tudo para todos. Você é um ser humano.

24. Nunca permita que alguém ou algo que acrescenta muito pouco a sua vida, a controle tanto.

25. Não se fique sentado. Comece a se mover! No começo você pode não ir na direção que sonha, mas enquanto você estiver em movimento, estará criando possibilidades.

26. Você pode ser a única pessoa restante que acredita em si, mas isso é o suficiente. O brilho de apenas uma estrela é o suficiente para perfurar um universo de escuridão. Nunca desista de si mesmo.

27. Incentive-se, acredite em si mesmo e ame a si mesmo hoje. Nunca duvide quem você é.

28. Você não é uma vítima. Não importa o que você já passou, você ainda está aqui agora. Você pode ter sido desafiado, ferido, traído, espancado e desanimado, mas nada te derrotou.

29. Todas as grandes conquistas exigem tempo. E todas as grandes conquistas valem o seu tempo.

30. Às vezes você simplesmente tem que parar de se preocupar, pensar, e duvidar. Tenha fé de que as coisas vão funcionar, talvez não da maneira como você planejou, mas como estão destinadas a ser.

Fonte: Viva Zen


quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Plantas que ajudam a proteger sua casa...

Conheça flores e folhagens que combatem o mau-olhado e atraem energias positivas para você e sua família.


Avenca
Muito sensível, a avenca é um verdadeiro termômetro ambiental. Quando a faixa vibratória da energia cai muito, ela também se desmancha. Boa para ter dentro de casa, a planta requer alguns cuidados, como mantê-la sempre úmida e ser adubada com regularidade.

Dinheiro-em-penca
Para engordar a conta bancária, a indicação é colocar um vaso da planta dinheiro-em-penca na cozinha, lavanderia ou na entrada da casa.


Violeta
Se a vibração estiver carregada, três vasos de violeta na sala serão suficientes para equilibrar o ambiente.


Lírio-da-paz
Manter a terra sempre úmida é uma necessidade desta planta, que melhora o equilíbrio do ambiente. Ela também limpa os pensamentos negativos, as ondas eletromagnéticas que vêm de aparelhos eletroeletrônicos e celulares, e a má energia do esgoto.



Maria-sem-vergonha
Quer ter mais pique? Ponha um vaso da multicolorida maria-sem-vergonha na sala e deixe-o protegido dos raios de sol.


Calêndula
A flor é ótima para facilitar o perdão ao outro e a si mesma. Coloque-a na cozinha ou na sala em um lugar que receba sol de manhã.

Pimenteira
Uma de suas propriedades mais famosas é afastar energias negativas e pensamentos ruins. Por isso, é bom colocá-la próxima às entradas da casa. Apesar de não ter uma durabilidade alta, é preciso tirá-la o quanto antes do ambiente assim que secar, e colocar outra no lugar até o equilíbrio ser restabelecido na casa. Para conservá-la por mais tempo, a pimenteira precisa de muito sol.


Cavalinha
Coloque um vaso no quarto. Ajuda quem quer engravidar.
A cavalinha ajuda a equilibrar os corpos sutis.


Comigo-ninguém-pode, arruda, espada-de-são-jorge, pimenteira e guiné
São indicadas para quem quer manter a inveja bem longe. O melhor é deixar as plantas na entrada, para bloquear impurezas da rua. Junte-as no mesmo vaso, com terra boa e adubada. O único cuidado é não regar demais e colocar o vaso duas vezes por semana perto da janela.

Fonte: Portal Angel


E para quem duvida do poder das plantas, leia também: Fotografia Kirlian 

É preciso ir embora...


Ir embora é importante para que você entenda que você não é tão importante assim, que a vida segue, com ou sem você por perto. Pessoas nascem, morrem, casam, separam e resolvem os problemas que antes você acreditava só você resolver. É chocante e libertador ninguém precisa de você pra seguir vivendo. Nem sua mãe, nem seu pai, nem seu ex-patrão, nem sua empregada, nem ninguém. Parece besteira, mas a maioria de nós tem uma noção bem distorcida da importância do próprio umbigo novidade para quem sofre deste mal: ninguém é insubstituível ou imprescindível. Lide com isso.
É preciso ir embora.
Ir embora é importante para que você veja que você é muito importante sim! Seja por 2 minutos, seja por 2 anos, quem sente sua falta não sente menos ou mais porque você foi embora apenas sente por mais tempo! O sentimento não muda. Algumas pessoas nunca vão esquecer do seu aniversario, você estando aqui ou na Austrália. Esse papo de “que saudades de você, vamos nos ver uma hora” é politicagem. Quem sente sua falta vai sempre sentir e agir. E não se preocupe, pois o filtro é natural. Vai ter sempre aquele seleto e especial grupo que vai terminar a frase “Que saudade de você…” com “por isso tô te mandando esse áudio”; ou “porque tá tocando a nossa música” ou “então comprei uma passagem” ou ainda “desce agora que tô passando aí”.
Então vá embora. Vá embora do trabalho que te atormenta. Daquela relação que você sabe não vai dar certo. Vá embora “da galera” que está presente quando convém. Vá embora da casa dos teus pais. Do teu país. Da sala. Vá embora. Por minutos, por anos ou pra vida. Se ausente, nem que seja pra encontrar com você mesmo. Quanto voltar e se voltar – vai ver as coisas de outra perspectiva, lá de cima do avião.
As desculpas e pré-ocupações sempre vão existir. Basta você decidir encarar as mesmas como elas realmente são do tamanho de formigas.

Fabrício Carpinejar



quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Crie o efeito e a causa virá...


"A Lei Universal nos ensina que se produzir o efeito e a causa virá. Crie o efeito e a causa o seguirá. Seja feliz e o ser amado virá. Seja feliz, e os amigos estarão presentes. Seja feliz, e tudo virá.

Busque primeiro o fim – “fim” significa efeito, resultado – e a causa o seguirá. É assim que deve ser.

Não existe apenas a possibilidade de colocar uma semente no solo e a árvore aparecer – permita que uma árvore exista e haverá milhões de sementes. Se a causa é seguida pelo efeito, o efeito é novamente seguido pela causa. Esta é a corrente! Começa em algum lugar, criando a causa ou criando o efeito…

E eu lhe digo que é mais fácil criar o efeito – porque o efeito depende totalmente de você; a causa talvez não dependa tanto.

Se eu digo que só posso ser feliz quando uma certa pessoa está presente, então a minha felicidade depende dessa pessoa, dela estar presente ou não; se digo que não posso ser feliz a menos que obtenha muita riqueza, então minha felicidade depende do mundo inteiro, das situações econômicas, de tudo. É possível que essas coisas não aconteçam, então não serei feliz.

Perceba. A causa não está em minhas mãos. O efeito está dentro de mim. A causa está nas situações – a causa está do lado de fora. O efeito está em mim! Se eu criar o efeito, a causa virá.

Escolha a felicidade – isto significa que você está escolhendo o efeito – e veja o que acontece. Escolha o êxtase e veja o que acontece. Escolha ser feliz e veja o que acontece. Toda a sua vida mudará imediatamente e você verá milagres acontecendo ao seu redor – porque criou o efeito e a causa terá que vir.

Isso parece magia; você pode até chama-la a “lei da magia” e você pode ser o mágico.

Experimente essa fórmula mágica: eu lhe dou este mantra: crie o efeito e veja o que acontece. As causas imediatamente o seguirão. Não espere pelas causas, não espere por ninguém; você já esperou demais.

Escolha a felicidade e você será feliz!"

Osho



segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

O que não fazer nesse novo Ano...



Achei interessante, divertido e com uma boa dose de verdade...lá vai:
  • Não repetir os mesmos erros. Ano novo, erros novos. Burrices, todo mundo faz, mas pouca gente sabe aprender com elas. Figurinhas e burrices: troque as repetidas.
  • Não tirar selfie fazendo bocas que você não faz quando não faz selfie.
  • Não trollar os posts dos outros, aproveitando o anonimato da internet. É feio. Mais feio que qualquer foto feia. Lembre-se da lei do karma: tudo que você faz volta para você, algum dia.
  • Não comprar uma coisa só porque é tendência. Tendências tendem a desaparecer rapidamente e as pessoas tendem a ficar ridículas usando tendências.
  • Não mandar nude a troco de nada. O ideal seria não mandar nudes antes da pessoa ter visto você “nude” pessoalmente. E lembre-se que a internet é que nem tatuagem: depois que botou não tem como tirar.
  • Não colocar a culpa de tudo nos outros. Mesmo sabendo, como nós sabemos, que a culpa de tudo é dos outros mesmo.
  • Não empurrar as coisas com a barriga. Aliás, não ter barriga para empurrar as coisas seria um conselho melhor ainda, mas está provado que as barrigas vieram para ficar e barriga negativa é pura ilusão de ótica. Barrigas são positivas — apenas cuidado para não exagerar na positividade.
  • Não exigir demais de você. Mas também não exigir de menos.
  • Não deixar que a preguiça atrapalhe seus planos. Ela vai vir, e vai tentar de tudo para te convencer, mas você tem que ser forte. Desistir é sempre mais fácil, mas a facilidade é a morte da paixão.
  • Não fazer barulhos que atrapalhem a vida dos outros. Nosso mundo anda muito barulhento, cultive um pouco de silêncio. Cuidado, especialmente, com a tentação de fazer obras desnecessárias em seu apartamento. Perturbar o vizinho é sabotar a própria paz.
  • Não fazer cobranças (a menos que você trabalhe no departamento de cobranças de uma empresa). Todos reagimos de maneiras diferentes às coisas, aí que está a graça da coisa. Se você espera que as pessoas reajam como você reagiria, pode se preparar para se decepcionar diariamente. Quando você cobra uma atitude de alguém, você perde a razão e uma boa oportunidade para ficar calado. Cada um tem seu jeito, e seu tempo.
  • Não se levar muito a sério. Saiba encontrar a graça até na própria desgraça, ela está lá em algum lugar. Você vai ter dias bons e dias ruins, como em qualquer outro ano, então não estresse mais do que o necessário para o choppinho. Toda tragédia, depois de um tempo, vira comédia.
  • Não ficar checando o celular, quando estiver com alguém. Se a pessoa com quem você está não é interessante, não esteja com essa pessoa. Aliás, qualquer pessoa ao vivo, na sua frente, é mais interessante que qualquer post interessante — basta olhar direito.
  • Não ter medo de experimentar coisas novas. Por mais que você conheça, você não conhece quase nada. O mundo é absurdamente imenso, as possibilidades são infinitas. Ficar preso ao que você já conhece é se fechar para a maravilhosa imprevisibilidade da vida.
  • Não se auto-sabotar. Você é o pior inimigo que você pode ter. E nosso pequeno sabotador interno se aproveita de momentos de crise para detonar nosso amor-próprio. Saiba diferenciar auto-crítica de auto-trollação.
  • Não defenda ideias em que você não acredita. Seguir a opinião dos outros é a maneira mais rápida de não fazer diferença. Faça diferença, é para isso que você está aqui. Tenha a sua própria opinião, é saudável e grátis.
  • Não guarde rancor. Se tiver algum guardado, recicle. Rancor reciclado se transforma em energia.
  • Não vacile com os outros. As pessoas contam com você e vacilar com elas seria péssimo. Dê o melhor de você em tudo, é a melhor receita para não ter insônia de noite.
  • Não engula sapos. Sapos tem glúten, mesmo os orgânicos, com sotaque de Minas. Sabe aquela gosma em volta dos sapos? É gordura-trans. Sapos engolidos triplicam o colesterol. Enfim, invente qualquer besteira como essas, mas não engulam sapos. Não mais! Resumindo, a principal coisa para não fazer em 2016 é 2015.


Por: Fernanda Young 
Roteirista de séries como Os Normais.
imagem: google

sábado, 2 de janeiro de 2016

Observe seus julgamentos...



Exercício mental MP para praticar neste final de semana:

1) Observe seus julgamentos sobre o outro e sobre a vida.
Independentemente do nível do seu julgamento, ele fala mais sobre você do que qualquer pessoa ou situação que você esteja julgando; 
2) Perceba: Você está ressonando com o melhor ou com o pior da vida e do outro?
Lei quântica : Você vive e repete vivências que cria com seus limites criados por julgamentos.
3) Tome consciência: Abrir-se para o melhor da vida e do outro , começa com você , com julgamentos mais voltados para a expansão. 

Rosalia Schwark
imagemdaqui

Para iniciar bem 2016!!! o/


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...