Pesquisar este blog

Tradutor

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Quando uma mãe perde um filho...


Olá amigos!

No final de semana, uma pessoa próxima a mim perdeu seu filho de forma violenta. Ele era um menino de apenas 17 anos, com toda a vida pela frente, cheio de planos e sonhos. Quando esse tipo de coisa acontece, a revolta é inevitável. Fico imaginando a dor desses pais, que perderam o seu único filho....e  essa dor acaba doendo em mim também. Não consigo e nem quero imaginar a dor de perder um filho...acredito ser terrível... difícil de cicatrizar e superar.
Passei alguns dias triste com tudo isso e revoltada com a situação da morte que foi tão estúpida.
Mas depois, passado o primeiro "baque"...comecei a refletir...
Não estou ajudando em nada ficando revoltada. Já tem gente revoltada demais com o ocorrido, emanando energia densa que só atrapalha.
Depois de respirar fundo decidi tomar consciência de que eu preciso mudar "a minha forma de olhar" para essa situação.
Sim, ele tinha apenas 17 anos...mas esse é um pequeno trecho de uma vasta existência. Olhar para essa situação baseada apenas nesses 17 anos de vida, seria um olhar muito estreito. Ele é um ser multidimensional que viveu neste planeta muitas e muitas vezes ( pelo menos eu acredito nisso). Traz consigo uma carga energética e necessidades intrínsecas para sua evolução que desconheço para julgar se o que aconteceu com ele foi algo justo ou injusto. Quem sou eu para isso?
Por isso, diante de qualquer situação que pode parecer caótica aos nossos limitados olhos....existe uma ordem oculta, onde tudo está onde deveria estar.
Diante das leis humanas, podemos julgar o que é justo e injusto. Diante do Universo, tudo é sempre justo. Não existe injustiça quando o assunto é energia.
Todos nós viemos para este planeta com uma quantidade limitada de tempo. Um dia vamos partir...e vivemos como se fossemos eternos! Nos preocupamos com tantas bobagens, desperdiçamos tempo e energia com tanta futilidade que quando acontece um fato como este ao nosso lado, nos damos conta da fragilidade da vida e percebemos que tudo pode mudar em apenas 1 minuto. 
Talvez seja essa a grande lição para quem fica...
Depois que me tornei mãe, essas situações me fragilizam, pois inevitavelmente me coloco no lugar do outro. Criar um filho é algo tão grandioso, que envolve tantos sentimentos nobres, dedicação e amor...que perdê-lo é algo inconcebível aos olhos de uma mãe. Mas quando conseguimos deixar as emoções de lado e distanciar um pouco o olhar para ver além...conseguimos ter uma visão mais ampla e isso, de certa forma, traz as respostas para as perguntas que ficam martelando em  nossas cabeças. 
Desejo de coração, que esses pais recebam todo o amparo da espiritualidade para superar essa dor e seguir em frente...Desejo que esse menino seja recebido com todo o amor e carinho do lado de lá da vida....que segue....tenho certeza disso.
Neste momento, imagino todos envolvidos em uma forte luz branca...e que essa luz limpe todas energias, trazendo a paz e uma aceitação amorosa de tudo que aconteceu.
Acredito que só assim, estarei ajudando essa família de alguma forma...só assim...


Paz,  Luz e vida mais consciente para todos nós! 

5 comentários :

  1. Que assim seja, amém.
    joturquezzamundial
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Um momento muito difícil com certeza, não imagino como lidaria com o assunto no primeiro momento se fosse comigo. Mas temos sim que usar bem nosso tempo aqui nesta Terra.
    Beijos!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  3. Olá amiga,
    Esse assunto é muito doloroso para todas as MÃES.
    Enviar o nosso melhor para essas situações é a única coisa que podemos fazer.
    Luz & Paz

    ResponderExcluir
  4. Olá, Sheila.
    Toda perda é difícil. Mas a perda de um filho, entre todas, seguramente a mais difícil. Penso que nenhuma mãe/pai se recompõe no ser que era antes. Com muito trabalho, conseguirá se reconstruir de uma maneira diferente, acomodando a lacuna que fica e reaprendendo a viver. São provas de fogo.
    bj amg

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    venho lhe convidar para conhecer o meu livro "Quatro Letras", que foi escrito com muito carinho e com o objetivo de compartilhar o aprendizado que tive com a recente experiência de perder meu filho com quatro dias de vida.

    Escrevendo, eu consegui organizar meus pensamentos e sentimentos, e compreendi que havia muito mais motivos para agradecer do que reclamar, pois tive a grande oportunidade de conhecer um amor profundo e que ultrapassa todas as barreiras!

    Meu livro está sendo vendido no site www.bookstart.com.br/quatroletras através de uma campanha de financiamento coletivo. Para a minha surpresa, consegui atingir a meta para publicação em apenas 10 dias e por isso não existe mais risco do livro não ser publicado. Apesar de ter alcançado o valor necessário para a publicação, ele vai continuar sendo vendido até o dia 12/01/2016.

    Não haverá lançamento, ele só pode ser adquirido pela internet. Quem se interessar e quiser comprá-lo, vai receber o livro em sua casa pelo correio. Espero que muitas pessoas possam se emocionar com minhas palavras, que escrevi para levar uma mensagem de bem para todas as pessoas!

    Gostaria de dar uma entrevista para o seu site falando sobre o livro. Se tiver interesse em me entrevistar, estou à disposição.

    Obrigada!

    ResponderExcluir

Fico feliz com a sua companhia!
E fico mais feliz ainda quando você deixa um comentário!
Obrigada viu! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...