Pesquisar este blog

Tradutor

sexta-feira, 21 de março de 2014

Psoríase, Erisipela e Vitiligo na Linguagem do Corpo


Psoríase

É auto-culpa interna. A pessoa que apresenta Psoríase está querendo arrancar alguém da vida dela. Ou seja, ela não suporta ter pessoa (s) invadindo a sua privacidade.
A pele representa exatamente isso PRIVACIDADE, como a pessoa encara aqueles que moram/trabalham com ela? A pessoa se sente invadida, atormentada com certas frases, ou tendo suas coisas pessoais reviradas ou mesmo não sendo obedecida no que ela considera certo e por isso mesmo tendo que ser responsável por outros, o que acaba afetando sua necessidade de manter sua privacidade.

Entenda mais sobre essa doença ( fisicamente falando) neste site: Quality Care

Erisipela

Infecção bacteriana da pele.
Caracteriza-se por vermelhidão, dor e edema (inchaço) da região afetada. A progressão é rápida, podendo atingir áreas extensas em pouco tempo. A pele se apresenta lisa, avermelhada e quente e, em alguns casos, pode haver a formação de bolhas (erisipela bolhosa) ou feridas. Acompanha-se de febre e mal estar geral e habitualmente ocorre o aumento dos gânglios regionais ("ínguas"). Nossa pele representa a proteção da nossa individualidade. Esta doença pode estar representando a dor profunda que ela está sentindo em ter a sua individualidade ferida ou alterada. É uma forma que o corpo tem de dizer que ela está se sentindo invadida em seus conceitos e valores interiores, que a estão querendo mudar ou então que ela está sendo desrespeitada em seu modo de ser. 

Vitiligo

Toda pessoa que possui vitiligo é um ser que não se sente parte de grupo nenhum. Não consegue se manter em plena comunicação com a sociedade. Por mais social que aparente ser. Ele se sente sempre deslocado e não compreendido. 

E quando acontece com crianças?
Até aos 7 anos a criança reage à energia que ela sente da mãe, 
e dos 7 aos 14 a criança começa a se envolver mais com a energia do pai.

Cristina Cairo - Linguagem do Corpo

Leia mais sobre Linguagem do Corpo AQUI


6 comentários :

  1. Bem interessante...acho que preciso fazer uma análise profunda das minhas emoções. E o primeiro passo é aceitando a doença, acreditando que é uma forma de purificação da alma.

    Beijinhos!!♥

    ResponderExcluir
  2. Oi Sheila!
    Tem um livro que gosto muito que também aborda estes temas; chama "A doença como caminho" de Thomas Dortwald, médico alemão...ed, Cultrix.
    Beijos e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  3. Descobri recentemente estar com Parapsoríase .... o que li aqui foi muito esclarecedor... gostaria de ter sugestão de literatura.. obrigada... Maria

    ResponderExcluir
  4. Estou com psoríase no pé esquerdo e tb me recuperando de uma erisipela. Acho que tem a ver com o momento que estou passando de garantir minha privacidade e independência.

    ResponderExcluir
  5. Estou com psoríase no pé esquerdo e me tratando de uma suposta erisipela no mesmo pé.
    Tento descobrir o que está acontecendo através de leituras sobre a linguagem do corpo, mas acho que tem tudo a ver com o momento que estou passando...que é de garantir minha independência financeira e emocional.

    ResponderExcluir

Fico feliz com a sua companhia!
E fico mais feliz ainda quando você deixa um comentário!
Obrigada viu! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...