Pesquisar este blog

Tradutor

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Uma reflexão sobre a vaidade...


Imagine-se diante de um espelho...
Ao invés de ver a sua imagem refletida, você não vê nada!
É como se fosse um fantasma, transparente, sem vida, sem cor.

Agora imagine-se diante de uma pessoa...
E essa pessoa te descrevendo... dizendo como são seus cabelos, seu corpo, seu olhar e o que ela acha da sua maneira de ser.
Agora sim, você consegue criar uma definição sobre si mesmos...através do olhar "do outro"...não do seu.

Então, como não consegue ver o seu próprio reflexo no espelho...consegue apenas se ver através do outro...você tenta manipulá-lo.

Veste uma máscara bem bonita, para que ele possa pensar coisas boas a seu respeito...te encher de elogios. Assim você se sente um pouco melhor e quem sabe passa a acreditar nisso também. Afinal você não sabe quem é mesmo, não consegue se ver.

E esse vazio de não saber que é...te deixa louco, compulsivo! Passa a depender do outro, para que ele te dê um vislumbre de si mesmo!


Não há mal nenhum em receber elogios, apoio e aceitação! É maravilhoso quando vem naturalmente...

O problema é quando nossas ações e escolhas são baseadas apenas no que os "outros" vão pensar a nosso respeito. E isso é vaidade! 

É quando agimos, não  porque nosso coração e nossa vontade manda...mas porque queremos ser "vistos como tal".

"Para medir a nossa vaidade precisamos analisar se queremos ser justos ou se queremos ser vistos como justos. Se somos bons, ou se queremos ser vistos como bons."



"A vaidade é um elemento tão sutil da alma humana que a encontramos onde menos se espera: ao lado da bondade, da abnegação, da generosidade!" (Ernesto Sábato)


O julgamento do outro está sempre contaminado por suas próprias expectativas, frustrações ou projeções, dar a ele tamanho peso não é nada sábio! 

A verdade é que jamais vamos conseguir controlar o "pensamento do outro”. É um esforço em vão. Podemos vestir máscaras bonitas, mas a nossa energia não vai combinar com a máscara... e energia não mente! E mais cedo ou mais tarde a mascara cai...ela sempre cai.


"O grande erro do ser humano é que passamos a maior parte da vida submetidos à aprovação ,à consideração ao aplauso,ao apoio do outro, a vaidade nos faz ter essa ilusão acabamos dando poder para o outro. E mais:quando mais poder dá as criticas, mais elas chegam."  Luiz Gasparetto


Criamos tantos problemas e sofrimento, simplesmente porque negamos a nossa verdadeira imagem no espelho.

Que tal parar um pouco e olhar pra Si...
Quem é você pra você? 
Como diz aquela música: "O que você queria fazer se ninguém pudesse te ver?" 

Considere sim a opinião do outro, mas que essa consideração seja do tamanho e proporção que merece. Leve em consideração primeiro, o que se passa aí dentro. 


Olhe-se...de verdade! 
Se o elogio e a aceitação vier...tudo bem, se não vier tudo bem também... 
O que importa é que agora você está SE vendo...
Não depende mais de ninguém pra isso.

E gosta do que vê...e ponto final. 

Sheila Costa
do blog Passarinhos no Telhado
imagens google

4 comentários :

  1. Nada pior que usar a máscara da vaidade , da falsidade! Nossa verdadeira identidade surge quando estamos sozinhos, longe de casa, dos amigos, da vigilância.
    bj

    ResponderExcluir
  2. AMEI amiga!
    Através do meu olhar antes mesmo de ter te visto, linda como és, te achava e a cada dia te acho ainda mais linda :)

    ResponderExcluir
  3. Sem brincadeira, um dos textos mais bem escritos, completos e mais bonitos que já li. A leitura fluiu e a mensagem foi muito bem passada. Compartilhando em todas as redes possíveis! :)

    ResponderExcluir

Fico feliz com a sua companhia!
E fico mais feliz ainda quando você deixa um comentário!
Obrigada viu! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...