Pesquisar este blog

Tradutor

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

A porta...





"Às vezes é preciso bater com a cabeça na porta várias vezes,

para se dar conta de que não é a porta que está no lugar errado

e sim, você."



Saia da Culpa...

A culpa é um dos modos mais garantidos de se permanecer dentro de um problema.
Quando culpamos alguém, estamos abrindo mão do nosso poder. A compreensão nos permite elevarmo-nos acima da questão e assumirmos o controle de nosso futuro.
O passado não pode ser mudado. O futuro é moldado pelo pensamento atual. É imperativo para
nossa liberdade entender que nossos pais estavam fazendo o máximo que podiam com a compreensão, consciência e sabedoria que tinham. Sempre que culpamos alguém, não estamos assumindo a responsabilidade por nós mesmos.
Aquelas pessoas que nos fizeram todas aquelas coisas horríveis estavam tão assustadas e
amedrontadas como você está agora. Sentiam a mesma impotência que você sente agora. As
únicas coisas que podiam ensinar eram as que tinham aprendido.
Quanto você sabe sobre a infância dos seus pais, especialmente antes dos dez anos de idade? Se
ainda for Possível, descubra mais perguntando-lhes. Se conseguir mais informações sobre a infância de seus pais, você entender com maior facilidade por que fizeram o que fizeram. A compreensão resultará em compaixão.
Se você não sabe e não tem como descobrir, tente imaginar como deve ter sido. Que tipo de
infância criaria um adulto como aquele?
Você Precisa desse conhecimento para sua própria libertação.
Você só poderá se libertar depois de libertá-los. Você só poderá se perdoar depois de perdoá-los. Se exigir perfeição deles, exigirá perfeição de si mesmo, o que o tornará infeliz a vida toda.


Louise Hay


Fragilidade...



Com a tripa em sossego qualquer um tem idéias...
(...)mas quando a aflição aperta, quando o corpo se nos desmanda de dor e angústia, então é que se vê o animalzinho que somos...

(José Saramago)


terça-feira, 30 de agosto de 2011

Incompletude...



A maior riqueza do homem
é a sua incompletude.
Nesse ponto sou abastado.
Palavras que me aceitam como sou - eu não aceito.

...Não agüento ser apenas um sujeito que abre portas,
que puxa válvulas, que olha o relógio,
que compra pão às 6 horas da tarde,
que vai lá fora, que aponta lápis,
que vê a uva etc. etc.

Perdoai
Mas eu preciso ser Outros.
Eu penso renovar o homem usando borboletas...

(Manoel de Barros)


Ausência...



"A ausência diminui as paixões medíocres e aumenta as grandes, como o vento apaga as velas e atiça as fogueiras..."

La Rochefoucauld



Apenas é...



"Identifique o erro e não se identifique com ele.
Quando você se auto-critica perde a energia para a mudança.
Vamos transformar o dia de hoje em um dia sem julgamento.
Tudo é como tem que ser, não é bom, nem ruim, apenas é..."

Rosalia Schwark


A verdadeira paz...





É ter um coração sereno e uma certeza bonita
de que não preciso provar nada a ninguém...

Não há necessidade...
cada um sabe o que alegra o seu coração
e isso basta...
Quem quer provar que está certo é o EGO...
E onde há EGO, não há coração...
e onde não há coração não há amor...
e onde não há amor não há DEUS.

Tô inspirada hoje hem! :-)
bjs

Sheila Costa

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Recomeçar...


Não importa aonde você parou...
Em que momento da vida você cansou...
O que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar".
Recomeçar é dar uma chance a si mesmo...
É renovar as esperanças na vida e o mais importante...
Acreditar em você de novo.
Sofreu muito nesse período?
Foi aprendizado...
Chorou muito?
Foi limpeza da alma...
Ficou com raiva das pessoas?
Foi para perdoá-las um dia...
Sentiu-se só por diversas vezes?
É porque você fechou as portas até para os anjos...
Acreditou que tudo estava perdido?
Era o início da sua melhora...
Pois é...
Agora é hora de reiniciar...
De pensar na luz...
De encontrar prazer nas coisas mais simples de novo...
Que tal um novo emprego?
Um corte de cabelo arrojado...
Diferente?
Um novo curso...
Ou aquele velho desejo de aprender a pintar...
Desenhar...
Dominar o computador...
Ou qualquer outra coisa...
Olha quanto desafio...
Quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus, o esperando.
Está se sentindo sozinho?
Besteira...
Tem tanta gente que você afastou com o seu "período de isolamento"...
Tem tanta gente esperando apenas um sorriso seu para "chegar" perto de você.
Quando nos trancamos na tristeza...
Nem nós mesmos nos suportamos...
Ficamos horríveis...
O mal humor vai comendo nosso fígado...
Até a boca fica amarga!
Recomeçar...
Hoje é um bom dia para começar novos desafios.
Onde você quer chegar?
Ir alto...
Sonhe alto...
Queira o melhor do melhor...
Queira coisas boas para a vida...
Pensando assim trazemos para nós aquilo que desejamos...
Se pensamos pequeno...
Coisas pequenas teremos...
Já se desejarmos fortemente o melhor e, principalmente, lutarmos pelo melhor, o melhor vai se instalar na nossa vida.
E é o hoje o dia da faxina mental...
Joga fora tudo que te prende ao passado...
Ao mundinho de coisas tristes...
Fotos...
Peças de roupa, papel de bala...
Ingressos de cinema, bilhete de viagens...
E toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados...
Jogue tudo fora...
Mas, principalmente, esvazie seu coração...
Fique pronto para a vida...
Para um novo amor...
Lembre-se: somos apaixonáveis...
Somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes...
Afinal de contas...
Nós somos o "Amor".
"Sou do tamanho daquilo que vejo e não do tamanho da minha altura".


Carlos Drummond de Andrade ou Paulo Roberto Gaefke hã? Na internet este texto está atribuido ao dois! E agora? O que fazer? Em quem acreditar?
Bom, fica registrado a minha dúvida e o meu respeito e admiração o verdadeiro autor.

O que Pensam de mim?

Praticamente todos nós, em alguma fase de nossa vida, nos preocupamos com o quê as pessoas pensam a nosso respeito. Isso tem origem na forma em que fomos criados e na importância que é dada ao fato.
A maioria não sabe que julgar cria Karma.
A maioria se preocupa, portanto, com o quê os outros pensam acerca de suas atitudes.

É inegável, porém, que para muitos isso possa até ser um "freio" em determinados sentidos. Mas também é verdade que isso inibe qualquer nova atitude a nosso favor. Quanto mais inovadora for a pessoa, quanto mais criativa e espontânea, mais alvo de criticas ela se tornará.

Para os acomodados o NOVO incomoda.
Felizmente para mim, num dia, muitos anos atrás, conversando com Lair Ribeiro, lhe confessava meu desconforto com relação a uma determinada atitude que teria de tomar... E o que as pessoas estariam pensando sobre isso.

Ele me disse em alto e bom som:
Saul, sobre o que as pessoas pensam a seu respeito o problema é delas. Você é que deve se preocupar em saber o que pensa de si próprio.Achei que tinha aprendido a lição...

Não, ainda não havia aprendido TODA a lição. Somente cinquenta por cento dela.
Tentava aplicar o que o Lair me disse sempre que a situação se repetia. Mas continuava refém do problema. Muito me incomodava este fato...

Alguns anos atrás, novamente me deparei com o assunto. Nesta fase já tinha conhecido meu mestre... numa conversa muito valiosa, ele me disse:

Saul, se continuar pensando assim V. irá estragar a sua saúde. Não acho que você deva dar tanta importância ao que pensam a seu respeito. Principalmente estas pessoas.
Recomendo que você analise se quem está tecendo comentários a seu respeito, é bem-sucedido. E, para uma pessoa ser bem-sucedida, em primeiro vem o campo sentimental. Depois precisa ser bem sucedido profissionalmente e, por fim, financeiramente.
A pessoa em questão é bem-sucedida?
Não, respondi.
Então não desça ao nível dela...
Mas, quando você encontrar uma pessoa bem-sucedida, sente ao seu lado e preste atenção no que ela fala.

Depois disso cheguei à conclusão de que havia efetivamente aprendido os outros cinquenta por cento e que de fato não há razão para nos preocuparmos com o que os outros pensam de nós.
Em primeiro lugar, porque não se deve julgar ninguém; todos estão em processo terreno de aprendizado.
Segundo, porque quem julga o faz de acordo com seus valores.
Terceiro, porque julgar cria karma.

Fiquei muito mais LEVE depois de perceber que sei o que sei.
Acho que você, se ainda for refém do que os outros pensam a seu respeito, pode começar, ainda em Agosto, a viver ao seu Gosto.

Sei que nos veremos, mais ao nosso gosto.
Beijo na alma

Texto de Saul Brandalise Jr.



domingo, 28 de agosto de 2011

Alfabeto Emocional...



“Cada pensamento gera uma emoção que mobiliza um circuito hormonal que terá impacto nos trilhões de células que formam um organismo. As condutas “S”: serenidade, silêncio, sabedoria, sabor, sexo, sono, sorriso, promovem secreção de Serotonina, enquanto que as condutas “R” ressentimento, raiva, rancor, repressão, resistências, facilitam a secreção de CoRtisol, um hormônio coRRosivo para as células, que acelera o envelhecimento.
As condutas “S” geram atitudes “A” ânimo, amor, apreço, amizade, aproximação.
As condutas “R” pelo contrário geram atitudes “D” depressão, desânimo, desespero, desolação.
Aprendendo este alfabeto emocional, lograremos viver mais tempo e melhor, porque o “sangue ruim” (muito cortisol e pouca serotonina) deteriora a saúde, oportuniza as doenças e acelera o envelhecimento.
O bom humor, pelo contrário, é a chave para a longevidade saudável.”

Dr. Juan Hitzig

sábado, 27 de agosto de 2011

Sobre a Paciência...



"Se te contentas com os frutos ainda verdes, toma-os, leva-os, quantos quiseres. Se o que desejas, no entanto, são os mais saborosos, maduros, bonitos e suculentos, deverás ter paciência. Senta-te sem ansiedades. Acalma-te, ama, perdoa, renuncia, medita e guarda silêncio. Aguarda. Os frutos vão amadurecer."

Hermógenes


sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Deixe passar...



Sempre...

Percepção...



Que a nossa percepção fique mais aguçada sim!
Bom FDS!

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Vemos o que somos...



"Nós não vemos o que vemos,
nós vemos o que somos.
Só vêem as belezas do mundo
aqueles que têm belezas dentro de si".

Rubem Alves

"Nós não vemos o que vemos, nós vemos o que somos..."
Percebe a profundidade desta frase? hã?
Faz pensar...

Faxina Mental...

Agora chegou a hora de examinarmos um pouco mais nosso passado, de dar uma olhada em algumas crenças que têm nos dirigido.

Algumas pessoas acham essa Parte do Processo de limpeza muito dolorosa, mas não Precisa ser assim. Precisamos olhar para o que existe antes de podermos começar a faxina.

Quando se quer limpar um cômodo completamente, Primeiro é necessário pegar e examinar tudo o que existe nele. Algumas coisas serão olhadas com carinho e receberão limpeza e polimento para ganharem uma nova beleza. Outras talvez Precisarão de conserto ou restauração, o que poderá ser feito depois, com calma.

Outras coisas ainda jamais servirão para nada e deverão ser jogadas fora. Jornais e revistas velhos, pratos de papel sujos podem ser postos na lata do lixo sem rodeios. Não é necessário ficar com raiva para se fazer uma boa faxina.

O mesmo acontece quando estamos limpando nossa casa mental. Não é Preciso sentir raiva só Porque algumas das crenças guardadas nela estão prontas para serem atiradas fora. Livre-se delas com a mesma facilidade com que jogaria restos de comida na lata do lixo depois de uma refeição. Você por acaso cataria no lixo de ontem para fazer o jantar de hoje? Você cata no velho lixo mental para criar as experiências de amanhã.

Se um pensamento ou crença não lhe é mais útil, livre-se dele! Não existe nenhuma lei que diga que só porque você um dia acreditou em alguma coisa é obrigado a acreditar nela para sempre.

Assim, vamos dar uma olhada em algumas dessas crenças limitantes e descobrirmos sua origem:

CRENÇA LIMITATIVA: Não sou bom o bastante.
ORIGEM: Um pai que repetidamente lhe dizia que ele era burro.

Ele falou que queria ser um sucesso para o Pai poder se orgulhar dele, porém estava assolado pela culpa, que criava ressentimento, e tudo o que conseguia produzir era um fracasso após outro. O pai continuava financiando negócios para ele, porém, um a um eles fracassavam. Ele usava o fracasso para se vingar. Fazia o pai pagar, pagar e pagar. Claro, ele era o maior perdedor.

CRENÇA LIMITATIVA: Falta de amor por si própria.
ORIGEM: Tentar ganhar a aprovação do pai.

A última coisa que ela queria era ser como o pai. Os dois não concordavam em nada e estavam sempre discutindo. Ela só queria sua aprovação, mas só conseguia críticas. Seu corpo estava cheio de dores, exatamente iguais às que o pai tinha. Ela não percebia que a raiva estava criando dores nela, como a raiva do pai criava dores nele.

CRENÇA LIMITATIVA: A vida é cheia de perigos.
ORIGEM: Um pai amedrontado.

Outra cliente encarava a vida como sendo áspera e sombria.
Tinha dificuldade em rir e, quando o fazia, ficava com medo de que algo "mau" iria acontecer. Fora criada com a admoestação: "Não ria ou 'eles' poderão pegá-la".

CRENÇA LIMITATIVA: Não sou bom o bastante.
ORIGEM: Estar abandonado e ignorado.

Era difícil para ele falar. O silêncio tornara-se um modo de vida. Ele acabara de se livrar do álcool e das drogas e estava convencido de que era péssimo. Descobri que sua mãe morrera quando ele era muito jovem e que fora criado por uma tia. Essa mulher raramente falava, exceto para dar uma ordem, portanto ele foi criado em silêncio. Até mesmo comia sozinho em silêncio e passava dia após dia no quarto sem fazer barulho. Teve um amante que também era um homem silencioso e os dois passavam a maior parte do tempo sem se falarem. O amante morreu e, mais uma vez, ele ficou sozinho.

Exercício: Mensagens negativas

O exercício que fazemos em seguida é pegar uma folha grande de papel e escrever uma lista de todas as coisas que seus pais disseram que estavam erradas com você.

Quais foram as mensagens negativas que você ouviu? Dê-se tempo suficiente para lembrar o máximo que puder. Meia hora geralmente é bastante.

O que eles diziam sobre dinheiro? O que diziam sobre seu corpo? O que diziam sobre amor e relacionamentos? O que diziam sobre seus talentos criativos? Quais foram as coisas limitativas ou negativas que lhe disseram?

Se Puder, apenas olhe de forma objetiva para essas frases e diga a si mesmo: Então, foi daí que veio aquela crença.

Agora peguemos uma nova folha de papel e vamos um pouco mais fundo. Que outras mensagens negativas você ouviu quando criança?

De parentes ------------------------------------------------

Professores ------------------------------------------------

Amigos ----------------------------------------------------

Autoridades -----------------------------------------------

Sua Igreja -------------------------------------------------


Anote todas elas. Leve o tempo que for necessário. Tome consciência das sensações que estão ocorrendo no seu corpo.

O que está escrito nessas duas folhas de papel são os pensamentos que precisam ser removidos de sua consciência. São crenças que o fazem sentir "não bom o bastante".

Vendo-se como uma criança

Se eu pegasse uma criança de três anos e a colocasse no meio da sala e nós começassemos a gritar com ela, dizendo-lhe que é burra, que nunca fará nada direito, que deve fazer isto ou aquilo, olhar para a bagunça que fez, talvez bater nela algumas vezes, terminaríamos com uma criancinha assustada, sentada docilmente num canto da sala, ou então com uma arrebentando todo o cômodo. Ela agirá de uma dessas duas maneiras e nunca saberemos qual é o seu verdadeiro potencial.

Agora, se pegarmos a mesma criança e lhe dissermos o quanto a amamos o quanto nos importamos com ela, que adoramos sua aparência e nos orgulhamos da sua esperteza e inteligência, que ficamos encantados com as coisas que faz e que ela pode cometer erros enquanto aprende - que estaremos sempre do seu lado tanto nas horas boas como ruins -, o potencial dessa criança será ilimitado.

Cada um de nós tem uma criança de três anos no nosso interior e com frequência passamos a maior parte de nossas vidas gritando com ela. Depois ficamos imaginando por que nossa vida não funciona.

Se você tivesse um amigo que vivesse criticando-o, gostaria de estar sempre com ele? É possível que você tenha sido tratado dessa forma quando criança, e isso é muito triste. No entanto, isso aconteceu muito tempo atrás. Se atualmente você está escolhendo se tratar da mesma forma, então é algo mais triste ainda.

Agora, bem à nossa frente, temos uma lista das mensagens negativas que ouvimos quando crianças. Como essa lista corresponde ao que você acredita estar errado com você? São quase as mesmas coisas? Provavelmente sim.

Baseamos nosso roteiro de vida em nossas mensagens de infância. Éramos todos bonzinhos e aceitamos obedientemente o que "eles" nos disseram como sendo verdade. Seria muito fácil só culparmos nossos pais e sermos vítimas pelo resto da vida, mas isso não teria graça nenhuma e com toda a certeza não nos tiraria da encrenca em que nos encontramos agora.


Culpando a família

A culpa é um dos modos mais garantidos de se permanecer dentre de um problema. Quando culpamos alguém, estamos abrindo mão do nosso poder. A compreensão nos permite elevarmo-nos acima da questão e assumirmos o controle de nosso futuro.

O passado não pode ser mudado. O futuro é moldado pelo pensamento atual. É imperativo para nossa liberdade entender que nossos pais estavam fazendo o máximo que podiam com a compreensão, consciência e sabedoria que tinham. Sempre que culpamos alguém, não estamos assumindo a responsabilidade por nós mesmos.

Aquelas pessoas que nos fizeram todas aquelas coisas horríveis estavam tão assustadas e amedrontadas como você está agora. Sentiam a mesma impotência que você sente agora. As únicas coisas que podiam ensinar eram as que tinham aprendido.

Quanto você sabe sobre a infância dos seus pais, especialmente antes dos dez anos de idade? Se ainda for possível, descubra mais perguntando-lhes. Se conseguir mais informações sobre a infância de seus pais, você entender com maior facilidade por que fizeram o que fizeram. A compreensão resultará em compaixão. Se você não sabe e não tem como descobrir, tente imaginar como deve ter sido. Que tipo de infância criaria um adulto como aquele?

Você Precisa desse conhecimento para sua própria libertação. Você só poderá se libertar depois de libertá-los. Você só poderá se perdoar depois de perdoá-los. Se exigir perfeição deles, exigirá perfeição de si mesmo, o que o tornará infeliz a vida toda.

A escolha dos pais

Concordo com a teoria de que escolhemos nossos pais. As lições que aprendemos parecem combinar perfeitamente com as "fraquezas" dos pais que temos.

Acredito que estamos todos numa viagem interminável através da eternidade. Viemos a este planeta para aprendermos lições especiais necessárias para nossa evolução espiritual.
Escolhemos nosso sexo, cor e país, e em seguida procuramos o casal perfeito para "refletir" nossos padrões.

Nossas visitas a este planeta são como ir a uma escola. Se você quer ser esteticista, você vai fazer um curso de estética. Se você quer ser um mecânico, vai para a escola de mecânica. Se você quer ser um advogado, vai para a faculdade de direito. Os pais que você escolheu nesta vida eram o casal perfeito de "peritos" no que você queria aprender.

Quando crescemos, temos a tendência de apontar um dedo acusador para os nossos pais e dizer: "Vocês me fizeram isso!" Porém, eu acredito que nós os escolhemos.

Dando ouvidos a outros

Nossos irmãos e irmãs mais velhos são deuses para nós quando somos pequenos. Se eram infelizes, provavelmente descontaram em nós tanto física como verbalmente. Podem ter dito coisas como:

"Vou contar tudo o que você fez" (instilando culpa).
"Você é pequenininho, não pode fazer isso”.
"Você é bobo demais para brincar conosco”.

Os professores muitas vezes nos influenciam muito. Quando eu estava no quinto grau, uma professora me disse enfaticamente que eu era alta demais para ser dançarina. Acreditei nela e pus de lado minhas ambições no campo da dança até estar velha demais para começar uma carreira como dançarina.

Você compreendeu que exames e notas eram só para ver o seu grau de conhecimento numa época determinada ou foi daquelas crianças que deixavam medir seu valor?

Nossos primeiros amigos compartilharam sua falta de informação sobre a vida conosco. Nossos coleguinhas podem caçoar de nós e deixar mágoas perenes. Quando eu era criança, sofri muito porque meu sobrenome era Lunney e os meninos me chamavam de "lunática".

Os vizinhos também exercem influência, não só por causa do que dizem, mas porque também nos perguntamos: "O que os vizinhos vão pensar?"

Pense bem nas autoridades que tiveram influência na sua infância. E, naturalmente, existem as declarações fortes e muito persuasivas dos anúncios na imprensa e televisão. Um excesso de produtos é vendido fazendo-nos sentir que seremos indignos ou errados se não os usarmos.

Todos estamos aqui para transcendermos nossas limitações iniciais, sejam quais tenham sido. Estamos aqui para reconhecer nossa própria magnificência e divindade, não importa o que eles nos tenham dito. Você tem suas crenças negativas para superar e eu tenho minhas crenças negativas para superar.

Novo padrão

Na infinidade da vida onde estou, tudo é perfeito, pleno e completo.
O passado não tem poder sobre mim porque estou disposto a aprender e mudar.
Vejo o passado como necessário para me trazer até onde estou hoje.
Estou disposto a começar bem aqui onde estou agora, a limpar os cômodos de minha casa mental. Sei que não importa onde inicio, de modo que agora começo com os cômodos menores e mais fáceis, e assim verei os resultados rapidamente.
Sinto-me emocionado por estar no meio dessa aventura, pois sei que nunca passarei por essa experiência em particular de novo. Estou disposto a me libertar.
Tudo está bem em meu mundo.


Extraído do livro "Você pode curar sua vida" de Louise Hay


quarta-feira, 24 de agosto de 2011

A verdadeira beleza...



A beleza que tanto buscamos está no nosso interior.
Não há roupa, nem penteado que embeleze a falta de caráter.
Vivemos em um mundo preocupado com o exterior,
onde tudo tem que haver uma retribuição,
até no amor, espera-se “recompensa”.
Nas brigas de casais, amigos ou familiares,
quase sempre ouvimos queixas do tipo:
- depois de tudo o que eu te fiz!
Verdadeiras cobranças infundadas,
cheias de mágoa e ressentimento,
frutos das atitudes exteriores que praticamos.
Esperamos demais sem oferecer tanto assim.
Alma querida!
Antes que o sol se ponha novamente, aprenda:
- o que vale é o que vai dentro de você!
Faça tudo com serenidade, mantenha-se de bem com você.
Faça o seu melhor, não espere nada dos outros,
você mesmo deve olhar para o que fez e sentir-se bem.
Ainda que venham críticas, desaforos, mal-agradecimentos,
nada disso vai te afetar, porque você sabe que fez o melhor.
Vista a alma com bons pensamentos,
perfume-a com boas ações.
Penteie as emoções com o bem,
seja uma pessoa linda no seu interior,
e brilhe pelo encanto de refletir na sua face,
a própria face de Deus.
Aquilo que somos é o nosso mundo!

Eu acredito em você.


Paulo Roberto Gaefke

Descubra o significado do seu nome!



Olá amigos!

Quer descobrir o significado do seu nome? Hã?

Então você poderá matar sua curiosidade neste site!

Tem o significado dos nomes, estudo sobre as letras e tudo mais.

Clique AQUI




O melhor que sei...




E é mesmo...



Gratidão...

Gratidão é um sentimento universalista, que nos conduz à maturidade espiritual. Quem possui um sentimento pleno de gratidão, por todas as coisas, torne-se feliz, otimista e produz energias sutis, de padrão elevado. Portanto, devemos exercitar a gratidão diariamente, percebendo que temos a oportunidade de agradecer a todo o momento, pois a gratidão independe da circunstância. Não é preciso que alguém nos faça um favor ou nos dê um presente. O sentimento de gratidão é muito mais amplo e possui uma energia transformadora.

Que tal acordar e agradecer por mais um dia? Não importa se chove ou faz sol, se você é pobre ou rico. Cada vez que agradecemos por algo, criamos uma energia muito positiva ao nosso redor. Pois para cada sentimento, emitimos uma energia sentimental.

Vamos pensar em uma situação corriqueira: você está indo para o trabalho e tem que enfrentar o maior trânsito. Fica irritado e começa a reclamar de tudo: do trânsito, da cidade, do carro, dos outros motoristas etc. Nesse momento, que tipo de energia você está produzindo?


Gratidão gera gratidão, revolta gera revolta. Então, pense nas outras coisas que você poderia fazer enquanto está parado no trânsito: ouvir uma música, ler um livro ou relaxar. Pois é exatamente nas situações de adversidade que devemos praticar a gratidão. É muito fácil agradecer por um presente ou por um gesto de amor.

Nós chegamos e partimos dessa vida sem nada. Tudo o que recebemos é um reflexo daquilo que estamos doando. A verdadeira espiritualidade consiste em reconhecer que nós já temos tudo o que precisamos para construir um mundo melhor.

Uma situação que parece ruim em um primeiro momento pode ter sido necessária para evitar acontecimentos piores. Existem várias histórias de pessoas que não morreram em acidentes aéreos, por exemplo, porque perderam o vôo naquele dia. Portanto, agradeça sempre e a todo o momento. Mesmo que você não saiba por que está agradecendo, exercite esse sentimento universalista. Quando agradecemos por tudo, estamos atraindo amparadores espirituais.

Exercite a gratidão no dia-a-dia e avalie como você vai se sentir e que situações vai vivenciar. Compartilhe esse sentimento com as pessoas e preste atenção em tudo o que acontece. Faça uma reflexão ao fim do dia. Com certeza, você terá transformado as pessoas e o ambiente ao seu redor.

Cada um de nós tem pelo menos um motivo para agradecer: por estarmos aqui e pela oportunidade de evoluir a cada dia. Pois essa é, sem dúvida, a nossa missão aqui na Terra: evoluir.

Artigo escrito por Alessandra Ritondaro, com base nos conhecimentos adquiridos no CEC.



terça-feira, 23 de agosto de 2011

Coração sereno...



Feche os olhos e mentalize esta frase agora...
mentalize várias vezes...
inspirando e expirando...
Você verá...
o coração fica sereno.
:-)


Mentalização para cura à distância



Deus é tudo e não há um só lugar onde ele não esteja presente.
Aqui e acolá, em toda parte, só existe Deus.
Deus é sabedoria.
A sabedoria de Deus está presente em todos os lugares.
Deus é harmonia, paz, ordem e beleza.
Onde há sabedoria, existem harmonia, paz, ordem e beleza.
Portanto, em parte alguma existe desarmonia, medo, conflito, doença, discussão ou imperfeição. Deus é amor que envolve carinhosamente todas as criaturas.
O amor de Deus preenche o meu lar e nos assegura paz e harmonia.
Deus, sendo amor, não condena, não odeia, não ofende, não toca na “ferida” das pessoas. Envolve a “ferida” e espera que ela se cure naturalmente.
Deus me perdoa. Tal como Ele, também perdôo a todos os meus desafetos.
Não condeno, não odeio, não ofendo nem aponto os defeitos de ninguém.
Vejo a beleza da Imagem Verdadeira do homem, que existe por trás dos defeitos.
Deus é vida!
A vida sumamente serena, pacífica, harmônica, pura, bela e saudável de Deus flui para dentro de mim e me preenche agora.
(imagine seu peito preenchido com uma luz amorosa na cor rosa suave)

(Mudando a direção da mente, passe a metalizar a cura da pessoa.)

Senhor, retirai a ilusão da mente do (fulano), residente em (mentalizar o endereço)e fazei-o compreender que a doença não é a sua condição verdadeira.
O amor de Deus flui suave e carinhosamente para o interior de (fulano). (imagine a luz rosa preenchendo a pessoa)
Deus o está olhando agora, com olhar cheio de amor (mentalizar repetidas vezes).
Os erros de (fulano) desaparecem diante do olhar amoroso de Deus, assim como o orvalho some diante do sol.
Esta energia amorosa está reorganizando e curando todas suas células.
(Fulano) já se tornou imaculado e livre.
Deus continua olhando e iluminando-o com seu olhar amoroso (repetir várias vezes).
(Fulano) foi perdoado e está purificado.
A doença, que era manifestação de suas crenças equivocadas, foi completamente debelada.
Contemplo agora a imagem do (fulano) sem doença alguma no corpo, perfeitamente saudável, vivificado pela vida de Deus.
Agradeço a Deus pelo seu imenso amor.

Que assim seja...


O amor...



"As árvores estão em amor com a terra, a terra está no amor com as árvores. As aves estão em amor com as árvores, as árvores estão em amor com as aves. A terra está no amor com o céu, o céu apaixonou-se pela terra. Toda a existência existe em um grande oceano de amor. Deixe que o amor pode ser o seu culto, e muito amor ser sua oração."

Osho

Sinusite/Rinite - Linguagem do Corpo

Sinusite é um sinal de que seu ego está profundamente irritado com alguma pessoa que convive com você. É provável que esta pessoa tente constantemente invadir seu espaço vital.
Sinusite é a ”inflamação” mental relacionada com alguém próximo; é a atitude mental rebelde ou a rebeldia nutrida contra os pais.
Nos contos de fadas e bruxas, o nariz sempre foi o símbolo da magia e da intuição. Na verdade, o nariz representa a nossa sensibilidade quanto à aceitação ou recusa de algo ou de alguém.
O sentimento de gratidão destas pessoas é quase que superficial e para se obter a cura total dessa dificuldade de respirar, é necessário que se comece reconhecendo que no passado ficaram suas melhores experiências e foi lá que você aprendeu tudo o que sabe hoje. Seus pais, amigos, patrões, funcionários, etc., todos, direta ou indiretamente o ajudaram a crescer. O demérito está naqueles que não aceitam, com humildade, as diferenças de opiniões, pois consideram-se os mais inteligentes e infalíveis.
Os verdadeiros sábios são aqueles que procuram sempre aprender, ao contrário dos presunçosos, que acreditam saber mais do que os outros.
Coloque em prática o que você sabe, em benefício das outras pessoas e de si próprio. Admita humildemente os seus erros e sua ignorância em determinados assuntos, porque somente assim você descobrirá suas limitações e procurará se aperfeiçoar.
O ego limita a mente e nos faz acreditar que não precisamos de ajuda. Ledo engano! Imagine se os planetas, inclusive nossa Lua, um belo dia, ”resolvessem” abandonar nosso sistema solar. Imagine que conseqüências dramáticas para a humanidade adviriam disto! Maremotos e terremotos seriam provocados pela alteração da força gravitacional. O que quero dizer é que, para vivermos, devemos estar em harmonia com tudo e com todos (assim como os astros gravitam, harmoniosamente, em torno do Sol) não podemos viver isoladamente, achando que não precisamos de ninguém, pois as diferenças dos outros é que nos fazem enxergar coisas que antes não víamos.
Para que a sua sinusite desapareça definitivamente, torne a sua mente dócil e receptiva, acolhendo as palavras dos pais ou autoridades, sem opor resistência.

Cristina Cairo

Leia mais sobre Linguagem do Corpo - AQUI

Espelhos...



"As pessoas com as quais nos relacionamos são sempre um espelho refletindo nossas próprias crenças, e simultaneamente nós somos espelhos refletindo as delas. Assim, o relacionamento é uma das mais poderosas ferramentas para o desenvolvimento - se olharmos honestamente para nossos relacionamentos, nós conseguiremos ver muito sobre como nós os criamos."

Shakti Gawain



segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Só por hoje: sem críticas...



"Tudo aquilo que reagimos com intensidade e nos ressentimos com relação aos outros, também existe em nós. O mundo muda quando decidimos individualmente retirar as críticas e as revoltas do nosso próprio coração.
Um dia sem críticas, um dia de amor!"

Rosalia Schwark

Que tal?
Vamos tentar passar um dia sem criticar ninguém!
E quando falo ninguém isso inclui a nós mesmos...
Será que conseguimos?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...