Pesquisar este blog

Tradutor

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Merecimento...

O nosso poder pessoal depende precisamente da medida em que nos apercebemos do nosso merecimento.
O não-merecimento tem origem nas mensagens da infância. No entanto, a existência de mensagens negativas não significa que não possamos mudar. Muitas pessoas vêm conversar comigo e dizem: Louise as afirmações não funcionam!
Não são as afirmações que não funcionam; o que pesa aqui é o fato de não creditarmos que somos merecedores do bem.
Ao não acreditarmos que somos merecedores do bem, estamos a tirar o tapete debaixo dos nossos pés, e fazemos isso de várias maneiras. Podemos criar o caos, perder coisas, podemos magoar-nos ou ter problemas no físico. Precisamos começar a acreditar que somos merecedores de todo o bem que a vida tem a nos oferecer!
Para reprogramar estes sentimentos falsos ou negativos, qual deverá ser o primeiro pensamento para introduzir este novo "seja o que for" na nossa vida?
Para começar, eis alguns pensamentos positivos:

•Eu sou digno
•Eu sou merecedor
•Eu me amo
•Eu aceito ser preenchido.

Estes conceitos formam as verdadeiras fundações dos sentimentos sobre as quais podemos construir. Declare as suas afirmações apoiando na solidez destas fundações para construir aquilo que deseja.

Louise Hay
No Livro: O Poder está dentro de Si

Leia também: Tratamento do Merecimento



5 comentários :

  1. “Podemos ter sido vítimas de falsos ensinamentos, de falsas crenças teológicas a respeito de Deus, vida e universo; mas podemos mudar as convicções negativas adquirindo o hábito de regularmente pensar construtivamente, harmoniosamente e pacificamente. Nosso subconsciente é a sede do hábito, mas devemos ter consciência de que todos os hábitos podem ser alterados. Os medos, superstições, tabus e censuras mentais e emocionais foram-nos indubitavelmente incutidos na juventude” (MURPHY, Joseph. Sua força interior. Rio de Janeiro: Nova Era. 2001, p. 38)

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Sheila pela postagem.
    Adriano, muito bacana teu compartilhamento.

    Abraços,

    PS: Sheila, aguardo tua escrita no email para divulgar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Minha mãe lia muito J. Murphy. Lembra a minha infância...

    Quando mocinha assisti uma palestra de um mestre oriental em que ele dizia com tanta força: "O homem nasceu pra ser feliz! Pense sempre: Nasci pra ser feliz!"
    Eu acreditei nele profundamente e sempre repeti isso pra mim..."Eu nasci pra ser feliz"...

    Beijos
    Liz

    ResponderExcluir
  4. O importante é o que passamos, que energia somos...
    Um grande abraço,
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir

Fico feliz com a sua companhia!
E fico mais feliz ainda quando você deixa um comentário!
Obrigada viu! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...