Pesquisar este blog

Tradutor

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Como as crenças sabotam a prosperidade?

Recentemente recebi um email de um leitor relatando que o lado profissional e financeiro ia muito mal, apesar de estar sentido uma grande evolução na parte emocional e espiritual. No texto escrito por ele, foi possível detectar crenças extremamente nocivas ao lado financeiro.

Observem um trecho do email (destaquei as parte que mostram as crenças):

“fui demitido de forma inexplicável de uma empresa, voltei minha evolução para o lado espiritual, pois desacreditei no sistema.Hoje sou outra pessoa, mas ainda com problemas profissionais...
... Gostaria d saber se existe alguma possibilidade de conseguir assistir a este workshop sem ter que efetuar o pagamento agora. Todos nós precisamos pagar nossas contas, assim como você, pois vivemos nesse capitalismo selvagem e sem fim, mas posso me comprometer a lhe pagar assim que a minha situação melhorar”

A situação dele nunca vai melhorar, a não ser que mude algumas crenças. Escrevi então uma mensagem de volta:

“O fato de estar “desacreditado do sistema” deve acabar lhe causando um sentimento de desesperança e quem sabe até uma certa revolta contra o “sistema”. Quando você fala que vivemos em um “capitalismo selvagem sem fim”, é possível ver crenças negativas que estão certamente contribuindo de forma significativa para a falta de prosperidade na sua vida. Talvez haja também sentimentos de raiva, ou ressentimentos com relação a inexplicável demissão sofrida. Todos esses sentimentos acabam nos colocando no lugar da vítima, dificultando nossa prosperidade.

Se houver qualquer tipo de ressentimento, raiva ou sentimento de injustiça desse emprego que você teve, é necessário dissolver, limpar esses sentimentos. E nada melhor do que a EFT para isso. Assim você fica livre desse passado, fica em paz com ele, o vitimismo é eliminado e sua energia e criatividade aumentarão, trazendo idéias e soluções para que você prospere agora, independente do que aconteceu no passado.

Quando temos raiva, revolta, ou qualquer outro sentimento negativo contra o “sistema”, acabamos sabotando a nossa prosperidade. Afinal de contas, vivemos no sistema capitalista, e se não fizermos as pazes com ele, não iremos prosperar. Como poderia alguém que não gosta desse sistema prosperar vivendo nele? Acontece então uma auto sabotagem inconsciente. Pois se começarmos a prosperar, ou seja, nos beneficiarmos de um sistema que condenamos, sentimentos de culpa cairão sobre nós. Sendo assim, vamos nos sabotar para que as coisas não dêem certo.

Essas crenças são bem comuns e não temos ideia do quanto nos prejudicam. As pessoas falam que desejam melhorar financeiramente, mas tem muitas crenças negativas com relação ao dinheiro e ao capitalismo. Há uma incongruência, uma luta interior. Um lado nosso quer prosperar, mas tem outro que odeia o sistema, o dinheiro.

O capitalismo e o dinheiro em si, não são bons, nem ruins. A forma como se utiliza os dois é que pode causar sofrimento ou pode levar a criar coisas boas. Como os seres humanos ainda estão cheios de negatividade, ainda há bastante uso do dinheiro e do sistema para causar sofrimento. Mas também existe muita gente utilizando tudo isso para trazer benefícios para a sociedade.

Qualquer sistema que seja criado (seja escambo, socialismo, comunismo, ou uma sociedade alternativa) com a negatividade que o ser humano carrega, vai acabar sendo usado para causar sofrimento por parte das pessoas. Então o problema não são os sistemas, e sim, o ser humano.

Alias o problema nem é o ser humano, e sim, os sentimentos, crenças e pensamentos negativos que ele carrega e a identificação que temos com essa negatividade, ou seja, o ego. Limpando essa negatividade, qualquer sistema que seja utilizado irá gerar benefícios para todos.

Depois dessa explicação, o leitor me respondeu concordando que percebeu o quanto estava carregando crenças prejudiciais.

Todas as vezes que nós associamos o dinheiro a algo negativo, vamos dar um jeito de nos afastarmos dele, ou de perdê-lo. Isso vale para qualquer crença negativa: dinheiro é sujo, só se enriquece de forma desonesta, dinheiro corrompe, é o mal do mundo, causa desavença, atrai assalto, atrai falsos amigos e etc...

O processo ocorre de forma sutil, porém poderosa, influenciando nossas decisões o tempo inteiro. Inconscientemente escolheremos situações que nos levarão a uma difícil situação financeira, e vamos achar que é coincidência. E quando as coisas dão errado, confirmamos( validamos) mais ainda nossas crenças. É um mecanismo muito sabotador.

Muitas pessoas que lutam por causas sociais e outras que abraçam a espiritualidade carregam crenças negativas sobre dinheiro, sobre o “sistema”. A palavra “lucro” chega a ser usada como se fosse algo nocivo, feio. Não como prosperar de forma saudável, sem antes identificar e eliminar essas crenças.


André Lima - EFT
Leia mais sobre EFT - AQUI!

3 comentários :

  1. Simplesmente bárbaro este exemplo...parabéns amiga! bjs

    ResponderExcluir
  2. Lí várias postagens suas, e gostei muito!
    Vou voltar...
    Bjs,

    ResponderExcluir
  3. Sheila querida, que bacana este texto!!! É muito bom para refletir!!!

    Um grande beijo

    www.emporiocasadachiquinha.blogspot.com

    ResponderExcluir

Fico feliz com a sua companhia!
E fico mais feliz ainda quando você deixa um comentário!
Obrigada viu! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...